Sábado, 6 de Setembro de 2008

Reposição 5:Acerca do Museu Salazar (Post de 8/11/2007)

Não se recomenda a leitura deste post a defensores acérrimos da ditadura, a malta de extrema-direita, a pessoas que sofrem do fígado, a quem tem cataratas e ao próprio do Salazar, António, pá! Vai ver a Floribella enquanto escrevo isto, que sempre é mais giro e tem pessoas que falam com árvores...uups!! É melhor não falar em madeira ao António...não vá ele lembrar-se da sacana da cadeira que o traiu.
Esta semana houve uma polémica acerca da recusa por parte do Governo, mais propriamente da ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima (alguma vez haveria de fazer alguma coisa de jeito!) em apoiar o Museu Salazar, que seria localizado na casa onde viveu o velho ditador, reivindicado pelo munícipio de Santa Comba Dão, tendo como seu porta-voz o autarca da terra, João Lourenço, grande entusiasta deste projecto, pois de acordo com a ministra: "aquela casa não dispõe de um espólio pessoal que seja atractivo para chamar visitantes". Embora ache esta razão mais que suficiente, resolvi ser amiguinho da Pires de Lima (embora ela não mereça...) e dar-lhe assim de bandeja, mais uns quantos argumentos para  ajudar a "abrir os olhos" ao senhor João Lourenço e ao resto do pessoal de Santa Comba Dão... então cá vai:
Em primeiro lugar: concordo com a ministra, quando esta diz que a residência do António (posso-te tratar por tu, António?) não é uma peça de valor arquitectónico e que o seu espólio não é grande o suficiente para justificar um museu. Nem grande nem valioso. Ora, eu concordo com a ministra, se o espólio do Salazar é pouco, mais vale não abrir o museu, porque só no primeiro dia de visitas já estava tudo partido! E depois? O que é que o pessoal tinha para deitar abaixo? Se querem fazer um museu do Salazar, façam. Mas em grande, que é para termos muita coisa para partir.
Mas para mim, o argumento dos argumentos é o do currículo do Salazar. E vamos lá a ver uma coisa: que obra é que Salazar deixou feita? Hum? "Ah! E tal, ele foi um ditador!" Deve ser o que estão a pensar... pois é, foi um ditador, mas um ditador muito fraquinho, dos ditadores mais fraquinhos de que há memória, senão o mais fraco. Salazar pode ter ganho o concurso do "Maior Português de Sempre" mas se o concurso fosse "O Maior Ditador de Sempre" ficava em último de certeza. Basta olharmos para o currículo do António e compará-lo com os grandes ditadores sanguinários da nossa História para ver que ele até na tarefa de ditador era medíocre. Por exemplo: onde é que está a bela da limpeza étnica? Hum!? Não há! O Hitler chacinou milhões, tal como muitos ditadores sanguinários em África  fizeram e continuam a fazer, e o Salazar? Nada! Franco perseguiu os seu opositores, assassinando-os sem dó nem piedade! Menos um ponto a teu favor, ó Toni, sem limpeza étnica ou qualquer tipo de chacina em massa não és um ditador à séria, já devias saber isso! Vá, vamos lá a elevar esses índices de chacina e é se queres ter um museu teu.
Outro aspecto a destacar são os direitos civis: para o Salazar, desde que não falassem mal dele, estava tudo bem. Os outros ditadores a sério nem sequer deixam que o povo abra a boca! Nem para bocejar (o acto de bocejar pode ser entendido como um protesto contra o ditador, assim como quem diz: "Este ditador sanguinário é cá uma seca pá..."), nem para falar sequer! E não têm direitos absolutamente nenhuns! Até os ratos têm mais direitos que o povo, com o Salazar sempre se tinha alguns direitos e tal.
Outra coisa que é essencial e indispensável para quem quer ser ditador é ter uma desculpa, e quanto mais parva melhor, para todas as atrocidades que vai cometendo ao longo da sua carreira. E desculpas, há várias: O Hitler queria criar a raça ariana, ok. O Mugabe só queria ter muito dinheiro, também está certo, o Mobutu também gostava muito de dinheirinho. Havia outros que se diziam anjos ou enviados de Deus, ou filhos de algum deus ou entidade, logo possuidores de poderes especiais. Neste campo, o meu preferido é o Kim Jong Il, o ditador da moda (Coreia do Norte). O Kim diz que nasceu num ninho de ouro, numa montanha, que foi trazido por uma criatura alada, etc,etc. E  o Salazar? Terá nascido numa ceifeira banhada a ouro? Terá nascido numa manjedoura como o menino Jesus? Teria ele poderes mágicos? Os seus pais seriam alguns deuses, ou representantes de Deus na Terra? Não, nada disso. Ao que parece eram simples e pobres agricultores oriundos de Santa Comba Dão.
E como foi que Salazar acabou? Terá sido preso e julgado por crimes contra a Humanidade, como aconteceu a Milosevic ou Pinochet (ou melhor, não lhes chegou a acontecer, mas aguardaram julgamento)? Terá morrido no exílio? Terá morrido de forma brutal, assassinado ou executado (como o Saddam) pelos seus opositores? Terá decidido pôr termo à sua vida, como Hitler? Não. Até aqui o Salazar foi medíocre: Caiu de uma cadeira em 1968, o que o deixou diminuído a nível cerebral, acabando por falecer naturalmente em 1970, com 81 anos de idade. Este tipo, deixem-me que vos diga, para ditador era cá um xoninhas pá! Não chacinou, não massacrou, não tinha nenhum propósito ou desculpa esfarrapada para as atrocidades que nem sequer chegou a cometer, o povo tinha direitos civis... enfim, não foi um grande ditador, muito pelo contrário. Logo, não se justifica um museu em honra de Salazar... mete gelo ó Lourenço, que eu faço o mesmo...

Escrito por: João Cacelas às 23:55
Ligação directa | Comentar | favorito
|
11 comentários:
De b barbosa a 7 de Setembro de 2008 às 14:00
O Maior Português de Sempre»? Até o meu vizinho trolha tem uma vida mais agitada...

Quanto ao Kim Jong-Il, ele é sem dúvida o maior cromo à face da Terra e o meu ditador favorito da História Mundial. Adoro aquele homenzinho...


De João Cacelas a 8 de Setembro de 2008 às 12:28
Se eu pudesse, tinha um Kim Jong Il como animalzinho de estimação.


De b barbosa a 8 de Setembro de 2008 às 12:29
Como animal de estimação também não... É muito pequeno, perde-se facilmente. Além disso não o quero a brincar com as ogivas que tenho cá em casa.


De João Cacelas a 8 de Setembro de 2008 às 12:31
Mas ele parece ser bem ensinado e asseado.


De b barbosa a 8 de Setembro de 2008 às 12:32
Não sei não. Prefiro uma coisa mais fofa, como um hamster.


De João Cacelas a 8 de Setembro de 2008 às 14:55
Ou então um Robert Mugabe. Diz-se que também são fáceis de cuidar.


De b barbosa a 8 de Setembro de 2008 às 17:46
Não se nota quando estão sujos porque são pretos.


De João Cacelas a 8 de Setembro de 2008 às 18:30
Mas é um bom bicho para guardar uma casa, qualquer problema ele ataca logo à bruta.


De b barbosa a 8 de Setembro de 2008 às 19:31
Para isso há o Putin. Também dá jeitinho para guardar uma casa ou um rebanho de cabras.


De João Cacelas a 8 de Setembro de 2008 às 19:35
Realmente um Putin era capaz de ser melhor, se bem que esse é capaz de se virar aos donos, o que era deveras chato.
Mas for para bicho de companhia, bom,bom, é um Salazar. São pequeninos, asseados, não fazem barulho, o cão ideal para velhotas que vivem sozinhas.


De b barbosa a 8 de Setembro de 2008 às 22:46
Esses aborrecem-me...


Acha este texto mais ou menos aceitável? Então comente!

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds