Terça-feira, 14 de Outubro de 2008

Sai mais "miminhos" para os senhores administradores milionários, especialistas em falir empresas

"AIG e Fortis 'estoiram' dinheiro em luxo depois de saírem da falência" in Sol.

É pá, quanto a vocês não sei, mas depois de ter lido este artigo fiquei com vontade de:

a).  Agarrar nesta malta toda e pendurá-los num cabide, suspensos pelo elástico das cuecas (as deles, claro está); 

b). Amarrá-los a um poste com cabo de aço e besuntar-lhes a face com alpista e esperar que a passarada fizesse o resto;

c). Amarrá-los a um poste (também com o cabo de aço), dobrar uma folha A4 bem dobradinha e passar-lhes com aquilo por entre os dedos das suas mãozinhas, assim como quem  toca violino;

d). Fazer tudo o que já escrevi nas alíneas anteriores e obrigá-los a ver o programa do Goucha.

 

Escrito por: João Cacelas às 12:21
Ligação directa | Comentar | favorito
|
14 comentários:
De Lúcia a 14 de Outubro de 2008 às 14:00
É o tal de "carpe diem"...
Mas tb 'taditos dos srs, depois de estarem na miséria quiseram fazer umas pequenas extravagancias!!!

Mas vai-se lá saber porque é que as crises são cíclicas...


De João Cacelas a 14 de Outubro de 2008 às 14:20
Pois, pois, "carpe diem ". O problema é que não foram eles quem ficou na miséria. As empresas ficaram, mas eles continuaram a receber os seus ordenados milionários e os "prémios" pela óptima gestão que fizeram. Os do Lehmann Brothers , por exemplo, afundaram o banco com uma política de gestão gananciosa, mas ainda assim receberam os seus prémios bem chorudos, por sinal, já não me recordo ao certo dos números, mas só do ano que passou, ganharam todos os administradores biliões de dólares em prémios, pelo grande trabalho que fizeram no banco. Viu-se agora o belo trabalho que andaram lá a fazer. Encheram os bolsos todos para eles e o resto que se lixe.
O ser humano, a sua ganância e o dinheiro, ou melhor, a sede do dinheiro são uma conjugação lixada.


De Lúcia a 14 de Outubro de 2008 às 14:32
Pois... É mesmo verdade, nunca se está satisfeito com aquilo que se tem... E por isso esta crise toda agora. Não é novidade nenhuma que "os grandes" metem ao bolso o que não lhes pertence e ainda fogem ao fisco e não são apanhados.

A vida não é muito justa não...


De João Cacelas a 14 de Outubro de 2008 às 14:35
Os Estados ajudam-nos (enquanto podiam estar a ajudar quem realmente precisa, que são as famílias) e eles toca de ir esbanjar dinheiro. Quando não tiverem mais, lá vão outra vez pedinchar, os pobrezinhos.


De Lúcia a 14 de Outubro de 2008 às 14:38
O zé povinho é que sofre porque eles por mais que tenham de alterar o seu consumo, não deixam de comer nem de viver bem. E isso é que me irrita solenemente!!!


De João Cacelas a 14 de Outubro de 2008 às 14:40
E a mim. E a grande parte da população.
Era levarem todos com uma enxada no cachaço para ver se acordam.


De Lúcia a 14 de Outubro de 2008 às 14:42
Acho que deviam ficar todos enjaulados ao pé do Castelo Branco :)


De João Cacelas a 14 de Outubro de 2008 às 14:47
Também não é mal pensado, não... :)


De guiga a 14 de Outubro de 2008 às 14:48
Só hoje é que tiveste conhecimento dessa pérola?! lol
Eu já sabia há uma semana! Mas fiquei com todas essas vontades! lol
*.*


De João Cacelas a 14 de Outubro de 2008 às 15:16
Tive ontem. Não tenho visto muitas notícias. :)


De Peixe Frito a 15 de Outubro de 2008 às 10:20
Ihhh.... Essa de ver o programa do Goucha, é mesmo de malta da pesada. Pior castigo, só mesmo ver um concerto ao vivo, do Castelo Branco.


De João Cacelas a 15 de Outubro de 2008 às 10:23
E no fim, levarem todos colinho do Castelo Branco. Tenho a certeza que nunca mais faziam asneira.


De Peixe Frito a 15 de Outubro de 2008 às 12:08
O problema é se algum gosta (do colinho)...


De João Cacelas a 15 de Outubro de 2008 às 12:35
Bom para ele e para o Castelo Branco.
Mas depois o Castelo Branco volta à carga com as cantorias e fica tudo resolvido.


Acha este texto mais ou menos aceitável? Então comente!

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds