Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Enquanto penso em temas, factos e assuntos deixo-vos com um dos meus tesourinhos mais antigos, de 19 de Outubro de 2007: Sexo virtual e outros tipos de forrobodós à distância, onde não se toca na "chicha"

Ora viva, hoje brindo-vos com um pequeno texto sobre sexo virtual, ou cibernético ou telefónico, enfim, todos os tipos de sexo que não passem por tocar na "chicha". E porque é que eu me lembro de escrever sobre tal coisa, perguntam vocês. Vá! Perguntem lá! Senão obrigo-vos a ouvir a discografia completa do Nelson Ned... agora está nas vossas mãos perguntar, sem pressões...mas com a discografia completa do Nelson Ned. Porquê, porquê? Porque sim. E porque ontem à noite, durante um período de insónia lembrei-me que era capaz de ser giro um texto sobre o sexo virtual, "à distância", só por isso. Deviam estar à espera que dissesse que após um longo e intenso raciocínio acerca do pensamento cartesiano me desse para escrever sobre sexo virtual, não? Toda a gente sabe que com longos e intensos raciocínios acerca do pensamento cartesiano só se pode escrever sobre indivíduos que tenham uma forma ligeira de coxear...quem não sabe isto, é porque é parvo, isto faz parte do conhecimento geral, do senso comum. Isto e a pergunta sobre o que aconteceu à Maddie, mas essa questão deixo-a para outro dia, com a ajuda de uma mente especializada na matéria Maddie, uma dona de casa que veja os programas da manhã e da tarde da TVI. Mas voltemos ao que interessa: o sexo virtual. Há tempos (cerca de 5 meses, princípios de Junho), recebi um convite na minha página do Hi5 de uma moça, para fazer sexo virtual com ela, resolvi averiguar a ver se era um site a fazer publicidade ou se era mesmo uma moça a querer fazer sexo virtual comigo. Para meu espanto, era a segunda hipótese. Respondi-lhe de forma muito educada: "Não, obrigado. Gosto de sexo, sexo é bom, mas é ao vivo. Mas obrigado por se ter lembrado de mim para tal forrobodó virtual". Daqui, acho que há duas coisas a reter: a primeira é que a moça ou era parva ou cega, porque no meio de tanto exemplar do sexo masculino foi-me escolher a mim. O outro aspecto importante a reter é que talvez fosse só parva, ou isso ou que nunca experimentou sexo "físico"...

E ontem à noite, lembrei-me disto e pus-me a pensar cá para mim: "João, João, como é que será que as pessoas comentam as suas experiências sexuais virtuais umas com as outras?", e após vários raciocínios (mentira, nem raciocinei nada, mas fica bem dizer que sim) cheguei a uma conclusão (o que também é mentira, porque eu estou a escrever de improviso, não volto atrás para mudar nada, é como fica,é como vai), então cá vai.
Imaginemos um grupo de amigos que é fã de sexo virtual (via net) a falar sobre as suas experiências uns com os outros... é mais ou menos isto: É pá! Ó pessoal! Ontem à noite, tive uma relação de sexo virtual, bem! Nem vão acreditar! Foi o melhor sexo virtual que alguma vez tive! Bem! Ela tinha uma ligação de 24 Mb, foi sempre a abrir! E a web cam dela? Ui!Ui! que web cam mais jeitosinha! Até dá vontade de agarrar! Tem cá uma qualidade de imagem! Espectáculo! E o micro? Tinha um micro novinho em folha, sem ruído nenhum! Até se ouvia os pássaros na rua a piar! Espectáculo! Mas aquela web cam...é que deu cabo de mim...
Bom, deve ser algo deste género, suponho...e se a situação se passar com sexo por telefone? 
Deve ser algo deste género: Ontem à noite, tive uma relação de sexo por telefone para esquecer, pá! Então porquê?(perguntam os seus compinchas) Fiz sexo com uma de rede fixa, pá! Então mas tu foste-te meter com uma tipa de rede fixa, pá! (ripostam os amigos, com ar de espanto) Mas tu és doido, ou quê?? E olha lá! Preveniste-te ao menos? Usaste a Happy Hour? Ou nem isso?! É pá não...(responde envergonhado o garanhão telefónico...) Então tás lixado, pá!! (atiram os seus compinchas). Outra situação possível: Um amigo para o outro, olha lá, qual é que tu preferes? Nokia ou Motorolla? E o outro: Então isso pergunta-se!! É claro que prefiro Nokia!! Pois com certeza! Olha tem uma bateria óptima para o sexo tântrico via telefone, o som estéreo dos novos modelos é uma maravilha! É pá! parece que estás lá! Só estando na situação é que percebes, mas tu não...queres é Motorollas, nem sabes tu o que é bom! O que é chicha à séria (neste momento tenho que interromper a fala deste amigo pare lhe dizer que ao que parece ele também não sabe o que é chicha à séria...), quando experimentares com uma Nokia, logo vês do que te falo!
E suponho que sejam assim os relatos desses autênticos forrobodós, desse festim sexual que deve ser praticar sexo virtual. Por mim, vou continuar a preferir ao "vivo e a cores", assim não corro o risco de ter uma falha de bateria ou de rede...

Escrito por: João Cacelas às 11:30
Ligação directa | Comentar | favorito
|
4 comentários:
De Hugo a 15 de Abril de 2009 às 13:16
Muito bom! Especialmente o pormenor da Happy Hour! Gostei!
Continue assim!


De João Cacelas a 15 de Abril de 2009 às 15:04
Obrigado. Este post é outro que também quero passar para vídeo.


De LuciaII a 17 de Abril de 2009 às 17:21
Quando descobri o teu blog lembro-me perfeitamente de ler este post e de ter pensado "fdx este gajo é mesmo bom na escrita alem que goza com ele proprio"...Continua bem disposto e a escrever bem para o people se rir um pouco das graças ou desgraças alheias...


De João Cacelas a 17 de Abril de 2009 às 17:34
Desde que haja conteúdo eu continuo. Ultimamente o conteúdo tem escasseado: em Portugal só se fala em Freeport, no Mundo só se fala no cão do Obama, enfim...mas quando não há inventa-se, ou tenta-se. :)
E por falar em invenções, se quiseres dar um saltinho num blog novo que criei, estás à vontade. O link é este:http://tenho-um-blogue.blogs.sapo.pt/.
É uma coisa mais parva e ficcional, que muita gente nem deve achar piada mas vou lá metendo uma coisita ou outra.


Acha este texto mais ou menos aceitável? Então comente!

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds