Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Extrema-direita

Hoje, dia 21 de Abril é o dia de celebração à memória das vitímas do Holocausto em Israel. Numa altura em que os movimentos de extrema-direita voltam a ganhar mais força e a reunir mais simpatizantes, o Hemiciclo resolveu entrevistar um jovem simpatizante desta facção (a)política. Vamos ver:

- O Hemiciclo: Desculpe...é você o Jorge Bruno? O jovem da extrema-direita que vai ser entrevistado?

- Jorge Bruno: Sim, senhor sou eu.

- O Hemiciclo: Devo confessar que estava à espera de outro tipo de pessoa...

- Jorge Bruno: Então porquê? Só porque tenho este ar frágil não posso ser da extrema-direita? Isso é ser preconceituoso meu amigo. E que eu saiba quem é preconceituoso aqui, sou eu. Que sou da extrema-direita.

- O Hemiciclo: Peço desculpa. Mas conte-me Jorge o que o levou a optar pela extrema-direita? Foi o facto de ver cada vez mais os postos de trabalho dos portugueses ameaçados por estrangeiros? Foi a relação que há entre o aumento da criminalidade em Portugal e o aumento da emigração em Portugal?

- Jorge Bruno: Não amigo! Nada disso!

- O Hemiciclo: Não?! Mas costumam ser essas as principais reinvidicações da facção da extrema-direita, certo?

- Jorge Bruno: Sim, é verdade. Mas a razão que me levou a ser da extrema-direita foi por uma questão de aceitação social.

- O Hemiciclo: Como assim?

- Jorge Bruno: Ora vamos lá a ver: como o amigo já deve ter reparado eu reuno todos os ingredientes daquele tipo de pessoa a que se chama de tótó. Tenho esta vozinha que não lembra a ninguém, a minha aparência fisíca também não ajuda, os meus tiques nervosos...

- O Hemiciclo: Continuo sem entender...

- Jorge Bruno: Ora bem, eu sempre fui uma pessoa que teve muita dificuldade em dar-se com as outras e em integrar-se em grupos. Tentei ser hippie mas eles consumiam muita droga e eu gosto cá pouco de brincar com a saúde. Como sempre muita verdura e frutinha. Uma vez por outra lá cometo uma loucura e como um bolo de arroz, mas nada de exageros. Tentei a minha sorte na IURD, nos Elders e mesmo aí faziam troça de mim, fiz parte de um grupo de coleccionadores de atacadores de sapatos mas aí também troçavam de mim. Mais tarde ainda tentei a minha sorte com aquela malta que faz coleccionismo de anilhas de latas de sumo mas até aí me chamavam totó.

- O Hemiciclo: Pois, estou a ver...e onde é que se insere a extrema-direita no meio disto tudo?

- Bruno Jorge: Ora bem, isto da extrema-direita insere-se numa noite em que eu ia a pé para casa e me deparo com dois tipos encapuzados que estavam a espancar à bruta um individuo de tez negra. E nisto, um deles vira-se para mim e diz-me assim: "psst! ó tu, queres dar-lhe uns pontapés? E depois vamos ali ao café beber um copo". Eu fiquei emocionado, porque nunca me tinham convidado para fazer nada na vida. E muito menos para ir beber um copo. E assim foi. Mais tarde, observei que para me integrar no grupo deles bastava dizer mal dos estrangeiros. E foi o que fiz. De imediato me aceitaram como um deles.

- O Hemiciclo: O Bruno Jorge está-me a dizer portanto que o facto de ser da extrema-direita não tem nada a ver com questões nacionalistas ou raciais?

- Bruno Jorge: Nada disso, amigo! Então eu gosto tanto de pessoas de outras raças! São tão simpáticas e prestáveis. Quando as estou a espancar, explico-lhes que não tenho nada contra elas mas que esta malta é a única que me aceita no seu grupo, que não é por serem negros, ou chineses...são pessoas muito compreensivas e afáveis.

- O Hemiciclo: Então o Jorge Bruno não é nem nacionalista, nem racista e xenófobo?

- Jorge Bruno: Ó amigo, já lhe disse que não. Eu só faço isto para poder ter amigos...olhe lá, você tem assim esses olhos em bico...por acaso não é chinês?

- O Hemiciclo: Sou português e chinês. Nasci em Macau, os meus pais são de lá e vieram para cá quando eu tinha 2 anos.

- Jorge Bruno: Ai é? Ora, então dê-me só aqui um minutinho para fazer um telefonema, se faz favor..."tou? Cajó? Então, tudo bem contigo? Olha, estou aqui com um jovem que me está a entrevistar e parece que ele é chinês e que os pais vieram para Portugal trabalhar, roubar os postos de trabalho a portugueses trabalhadores e honestos....o que é que achas de vires aqui com a malta para a gente o espancar um bocadinho? Sim? Daqui a 15 minutos? Está bem então, até logo!"

- O Hemiciclo: Desculpe, mas eu percebi bem? Você ligou ao seu amigo para me virem espancar?

- Bruno jorge: Foi sim. Eles demoram 15 minutos, mais coisa menos coisa. Entretanto se quiser um cházinho, uma laranjada ou jogar às damas enquanto eles não chegam...

- O Hemiciclo (barulho de fuga).

- Bruno Jorge: Então! Onde é que o amigo vai? Vai-se já embora? Possara! Uma pessoa a tentar marcar pontos com os amigos e faz-me uma desfeita destas! E ainda por cima deixou cá a o bloco de notas...olhe o seu bloco, ó amigo! Bem, deixa-me cá arrumar isto e ligar para o Cajó a cancelar o espancamento...

Nota: Tenho que vos confessar que estive para fazer isto em vídeo, talvez ainda o faça, mas tenho que pensar seriamente antes de o fazer pois gostava de manter as feições do meu rosto intactas. É que até gosto delas e tal e dizem que o espancamento aleija.

Até porque me ia dar um gozo do caraças fazer o vídeo, já o espancamento nem por isso. E sei que também iriam achar piada ver aqui o menino a fazer de moço da extrema-direita arraçado nerd.

 

Escrito por: João Cacelas às 20:18
Ligação directa | Comentar | favorito
|
6 comentários:
De Tudo SobreTudo a 21 de Abril de 2009 às 21:49
Em video estaria brutal.... só de imaginar a tua cara a fugir daí pra fora!!!
Não voltes, tá!? É que agora sabem onde estás....
Boa sorte na proxima entrevista!
TST


De João Cacelas a 21 de Abril de 2009 às 21:57
É um caso a pensar. Já não é a primeira vez que escrevo sobre a extrema-direita e se forem tipos com sentido de humor até compreendem. Acho eu...


De João a 21 de Abril de 2009 às 22:32
E eu que pensava que estas entrevistas eram ficcionadas. Afinal, são mesmo verdadeiras... só pode, tal é a exactidão da descrição do indivíduo e da sua forma de ser.


De João Cacelas a 21 de Abril de 2009 às 22:40
É tudo ficção mas que bem podia ser real.
A minha intenção será passar a fazê-las em forma de "skecth", em vídeo. Esta era para ser a primeira do género mas é um tema um tanto ou quanto delicado e sabe-se lá se poderiam haver represálias ou não.
Mas após observar qual a reacção das pessoas que costumam visitar o blog tomarei a decisão e o tempo também não tem ajudado muito para gravar em exteriores. A ver vamos se melhora.


De Indíviduo que deseja colocar um comentário, mas que como é envergonhado e tímido, prefere manter assim o anonimato... a 22 de Abril de 2009 às 13:43
"eu gosto cá pouco de brincar com a saúde. Como sempre muita verdura e frutinha. Uma vez por outra lá cometo uma loucura e como um bolo de arroz, mas nada de exageros."
Muito engraçado. :D Parabéns pelo blog.


De João Cacelas a 22 de Abril de 2009 às 19:03
Obrigado e volte sempre, se quiser. :)


Acha este texto mais ou menos aceitável? Então comente!

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds