Terça-feira, 26 de Maio de 2009

De volta para mais um texto de importância igual a zero

Olá coisas fofas (há umas semanas só eram coisos, agora já são fofas, andam a evoluir), estava indeciso entre dois assuntos: as patilhas do Quique Flores, quase ex-treinador do Benfica e outro assunto qualquer e, não desfazendo das patilhas do Quique que também davam pano para mangas, optei pelo outro assunto.

Há dias, tive a honra de me vir parar às mãos um panfleto muito especial: o panfleto da pizzaria "Super AGostos". E , tenho que confessar que esse panfleto mudou toda a minha perspectiva sobre as pizzarias. Para pior. Vamos lá a dissecar este menino como se fosse uma rã estendida na marquesa:

A começar pelo nome: Super AGostos (e sim, o AGostos é tudo junto). Este trocadilho é das coisas mais parvas que o Homem alguma vez inventou. A ideia está lá, a pizzaria é super, pois tem todo um vasto leque de pizzas por onde escolher, mas perde-se por completo quando metem o "A" juntamente com o "Gostos". É que vamos lá a ver, ó malta da Super AGostos: há um mês do ano que se chama Agosto e as pessoas são capazes de confundir com isso...

Já que mencionei todo o vasto leque de pizzas que temos na Super AGostos, ora vamos lá a analisar o menú:

É lá!! Pára já tudo! Na pizzaria Super AGostos têm uma pizza Sibéria. Pois, a Sibéria, essa região extremamente famosa pelas suas pizzas. É por isso e pelo clima tropical que todos os anos atrai milhões de turistas. Andando um bocadinho mais para baixo no menú damos com outro pitéu do catano: a pizza Romanov. Mas espera lá: os Romanov não foram aquela família russa (do czar Nicolau II) que foi brutalmente chacinada em 1918, após a revolução bolchevique em 1917? Tenho uma vaga ideia que...sim. Sim, senhor, comer pizzas com nomes de famílias históricas é muito fofo, mas, de preferência que não tenham sido brutalmente assassinadas ó Super AGostos. É um bocado indigesto. Continuando no belo cardápio da Super AGosto, tenho que destacar a pizza Ribatejo (outra região mundialmente famosa por produzir pizzas) que por mero acaso é exactamente igual à pizza Tata (um lugarejo em Marrocos). Eu realmente sempre disse que o Samouco tinha um ar de Casablanca e a fazer um "remake" do filme homónimo teria que ser no Samouco. Mas, na pizzaria Super AGostos não há só pizzas parvas. Também se homenageia os génios da história: Picasso, Mozart, Zé Esteves, Zé Horta...tudo grandes nomes da história da Humanidade, especialmente os dois últimos. Esses tais de Picasso e Mozart, nunca ouvi falar...

E pronto, coisinhos, se gostaram desta pequena amostra do que é a Pizzaria Super AGostos não percam tempo! Corram como se não houvesse amanhã, que eles aguardam por vós! Há Pizzarias Super AGosto em Torres Novas, Rio Maior, Tomar, Caldas da Rinha...espera lá...Caldas da Rinha? Mas na frente do panfleto diz Caldas da Rainha...embora no verso diga Caldas da Rinha. Olhem, deve ser nas duas terras, pronto.

Agora tenho que ir. Prometo que lá para meados de Junho começo a escrever posts com uma cadência e qualidade muito jeitosinhas, ok?

 

Escrito por: João Cacelas às 09:14
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

André Sardet e uma nova tipologia de músicas de amor e ainda uma ode à língua portuguesa

Olá tsé-tsés, aproveitei que tenho o jantar ao lume para cá vir assassinar saudades e porque tenho umas coisinhas que me andam a fazer uma certa "espécie" no meu cucuruto. 

Uma delas, é a nova(?) música do André Sardet. Não sou fã do moço mas também não posso afirmar que o detesto (enquanto cantor, claro está), sou neutro, como a Suiça. A canção em questão intitula-se "adivinha o quanto gosto de ti" e até tem um começo promissor: o rapaz gosta de uma jovem, fala-se em flores, em bilhetinhos, pernas a tremer, enfim aquelas coisas típicas do amor e das dermatoses nas pernas. Até aqui, tudo parece correr sobre rodas e  André Sardet resolve passar para o "nível seguinte" e pergunta à sua amada se ela consegue adivinhar o quanto ele gosta dela. Querendo demonstrar que o amor que sente pela moça é estratosférico, Sardet dispara um bonito "gosto de ti desde aqui até à Lua; gosto de ti desde a Lua até aqui". É pá, ó André: o Cosmos é tão grande, praticamente infinito e tu dizes à moça que só gostas dela desde aqui até à Lua? Olha que nos tempos que correm isso é muito pouco, é para aí o equivalente a dizeres "gosto de ti desde aqui até à Brandoa", sendo que na Brandoa até há mais charme e beleza que na Lua. O que devias ter dito era: "gosto de ti desde aqui até aos confins da Via Láctea, até onde o Homem nunca chegará, até ao Infinito e ainda depois disso e daí até aqui para aí umas vinte vezes". Assim, estava bem rapaz. Percebia-se mesmo que gostas da moça a sério e que não a queres só para dar umas pinocadas. É que essa da Lua já não pega. Mas, prosseguindo com a cantiga, receoso de ter dado um passo maior que a perna ao afirmar que gosta da jovem desde aqui até à Lua, Sardet canta "gosto de ti, simplesmente porque gosto", assim como quem diz "vê lá ó minha, não penses que eu estou mesmo apanhado por ti, só gosto de ti porque sim, porque não tenho mais nada para fazer de momento e porque até tens uma prateleira muito bem aviada ". Esta simplificação extrema do que é o amor e do que é o acto de amar eleva a canção de amor para um nível completamente diferente. Aqui, não temos a história de amor dramática, o amor impossível, ardente. Temos o amor simplesmente porque sim. O amor porque coiso, desde aqui até à Lua, desde a Lua até aqui mas só porque coiso. No seu lugar (do amor) bem podia estar uma Morçela de Arganil que não se notava grande diferença. Não estamos na presença de um amor louco mas sim de um tipo de amor com muita cautela, à boa maneira portuguesa: "gosto de ti, sim senhor, mas vamos lá com calminha que também gosto muito de bacalhau com natas e não é por isso que vou andar para aí a fazer maluquices para ter o bacalhau com natas." 

Bom, posto isto já estou mesmo a ver qual vai ser o alinhamento do próximo cd do Sardet: "Vou fazer ó-ó simplesmente porque tenho sono"; "Gosto de ti do Dolce Vita Tejo até aqui"; "Falo porque simplesmente abro a boca"; "Gosto muito de ti e de esparguete à bolonhesa também" e ainda o mega hit: "Vivo porque simplesmente respiro". 

Para terminar, queria dar aos parabéns ao pessoal do Sapo por ter destacado esta semana (ou na passada) um blogue em que o malandro do "ch" é completamente exterminado para dar lugar ao "x". Axo muito bem que o Sapo ajude a divulgar a língua portuguesa, pois fax-me comixão ver alguns blogues com textos xeios de erros. Viva o Sapo, que defende o uso do "x", essa tradixão tão noxa, tão portuguexa. Xama-se a isto, manter a xama lusa axesa.

Peço desculpa a quem esperava alguma coisa de jeito. Até daqui a uns dias.

Músicas, cantigas, melodias e seus semelhantes: Escrevo aqui simplesmente porque pressiono as teclas
Escrito por: João Cacelas às 21:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (33) | favorito
|
Domingo, 17 de Maio de 2009

Fechado para férias. Vou mas volto.

Olá a todos. Quero-vos pedir desculpas pelo post anterior. A verdade é que não consigo acabar com o Hemiciclo, faz parte de mim e pronto. A verdade é que através de um ou outro mail que recebi e de um ou outro comentário me fizeram redescobrir esse tal gozo que faltava. Aos poucos mas muito bons leitores deste estaminé as minhas desculpas. Assim sendo, quero anunciar que o Hemiciclo vai apenas fechar para férias porque 2 anos nisto, sem parar, é duro. 

Bom, passando a outro assunto de interesse bem maior: o grande CR7, Cristiano Ronaldo para os mais distraídos, anda a vender terços na sua loja, da sua marca (também ela CR7) que são exactamente iguais áqueles que se vendem no Santuário de Fátima (são fabricados no mesmo sitio que estes), com a pequena diferença que em vez da imagem da Nossa Senhora do Carmo tem a insígnia do "santo" CR7. O Hemiciclo esteve com o CR7 para saber o porquê desta decisão algo polémica e descobriu ainda o novo produto que Cristiano Ronaldo vai pôr à venda nas suas lojas:

- João Cacelas: Olá Ronaldo. Tem noção que esta ideia de vender terços com a sua marca está a causar algum celeuma entre a Igreja?

- CR7: Olá, pense que nã sei bem o que é um celeuma mas plo nome pense que é óbvio que é uma coise grave pelo que pense que é óbvio que tenhe que desejar as melhoras à Ingreja...

- João Cacelas: Não Ronaldo, isso não é doença. Quero dizer polémica.

- CR7: Pense que o que a Ingreja tem é inveja de mim porque a Nossa Senhora do Carme não tem nem nunca há-de ter a projecção que eu pense que tenhe e quando assim é, pense que é óbvio que há invejas e que as pessoas falam de ti...

- João Cacelas: Falam de mim?!

- CR7: Pense que te confundistes um becade. Também é normal. Eu próprio às vezes não entende o que dige mas pense que eu estava a falar na 3ª pessoa...

- João Cacelas: Ah, essa coisa parva que vocês futebolistas fazem...então e ouvi dizer que há mais um produto da marca CR7 na calha, pronto a causar polémica. É verdade?

- Cristiano Ronaldo: Sim, é verdade. Vai ser um poster onde eu aparece come aquele gaje que pense que morreu na cruz, o Cristo ou lá o que é. Eu pense que se ele fosse vive eu era o melhor do munde à mesma e para esses da Ingreja que têm inveja e falam pense que só lhe tenho a dizer que é óbvio que têm inveja do meu bronze e quando assim é...só tenhe que fazer o meu trabalhe e ingnorar certas coisas que é óbvio que pense que nã me afectem. E também porque pense que é uma maneire de responder áqueles que me querem crucficar. Assim já nã podem porque eu já me crucifiquei a mim própre. Rghrherhehe.

- João Cacelas: Ok. Já nem pergunto mais nada...

 

 

Bom, agora vou tirar umas semanitas de férias do Hemiciclo e depois volto com mais dose de parvoíce, desde que estejam na disposição de me aturar, claro está. Beijinhos, abraços e muitos palhaços. Até já.

 

Escrito por: João Cacelas às 18:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Sábado, 16 de Maio de 2009

O último a sair que apague a luz, se faz favor

Tudo o que é bom acaba sempre. E tudo o que é mau também. Como o Hemiciclo se insere na segunda categoria também terá que acabar. "E quando é que isso será?", perguntam vocês, ao que eu respondo: agora, right here, right now. Exactamente agora.

Depois do anúncio vêm os porquês (não da vossa parte porque para vocês eu escrever aqui ou não é completamente indiferente, mas sim da minha), que são muito simples:

- há muito, muito tempo que andava a pensar nisto;

- escrever no Hemiciclo já não tem o gozo que me dava há uns meses atrás, tornou-se numa espécie de obrigação estranha e um blogue não deve nunca ser uma obrigação;

- gosto muito de vocês e da interacção que isto proporciona mas a escolher entre o Hemiciclo e os trabalhos que tenho que fazer, do curso, obras para a minha exposição, um possível livro, não tenho quaisquer dúvidas em optar pelos últimos e deixar o Hemiciclo para trás porque como vos disse já não me dá gozo.

O funeral do Hemiciclo vai ser amanhã, no cemitério dos Prazeres pelas 10 horas. Quem quiser aparecer será muito benvindo. Quem não quiser também.

E caso interesse a vocês dois, resta-me dizer está a ser desenvolvida uma espécie de livro baseada nalguns posts do Hemiciclo e noutros textos que talvez um dia saia para as bancas, mas isso já não depende só de mim.

E é isto.

 

Escrito por: João Cacelas às 14:57
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (28) | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Eu tenho a solução para o Benfica

Xuxuzinhos, pensavam que eu tinha sido trucidado por um camião TIR, o que teria provocado o meu falecimento, falecimento esse que teria várias consequências, sendo uma delas deixar de escrever neste blog? Azar o vosso. Não fui trucidado por camião nenhum, embora tenha lascado uma unha o que também é grave mas não o suficiente para eu falecer, que eu sou rijo. Tenho estado a modos que ocupado com trabalhos de maneira que não tenho vindo aqui nem aos vossos estaminés e vou continuar sem ir durante as próximas semanas. Como não tenho visto muitas notícias, aproveito apenas para escrever um pouco sobre comédia:

O Benfica lá vai terminar mais uma temporada de futebol em grande estilo: a lutar pelo 3º ou 4º lugar com os seus rivais Nacional e Braga, com rumores constantes sobre os novos "craques" e treinadores de "renome mundial" (como o Quique) para a próxima época, ele é Ricardos Quaresmas, é Scolaris, Erikssons, Jorges Jesus, etc e coiso e o catano. Como já estou cansado de ver o SLB sofrer, campeonato após campeonato, vou sugerir aquele que me parece ser o nome ideal para treinar o Benfica: o Padre António Vieira. Sim, o Padre António Vieira, o dos sermões. Sim, é esse. Porquê? Por todas as razões que passo a enunciar:

- O Padre António Vieira era no seu tempo, o verdadeiro Special One da arte do sermão. Assim, o Benfica já passava a ter alguém Special, o que seria motivo de orgulho para todo o benfiquista;

- Sendo especialista em sermões, não teria grande dificuldade em convencer os jogadores do Benfica que eles até não são assim tão maus. Afinal, não há-de ser mais difícil do que fazer os homens do séc. XV recuperar a fé após as tragédias ocorridas na Idade Média (peste, guerra dos cem anos, fome, etc), que os levaram a quase desacreditar em Deus;

- A falta de inteligência dos jogadores do Benfica também não é problema. Afinal, se António Vieira cometeu a proeza de dar um sermão aos peixes, com toda a certeza que o conseguirá fazer com o plantel do Benfica, cujo QI está ao nível do de um peixe palhaço (o Nemo);

- Outro aspecto em que o Padre António Vieira é extremamente forte é em saber lidar com a pressão. Se conseguiu sobreviver à Inquisição que durante praticamente toda a sua vida o perseguiu de forma incessante, não são meia dúzia de lenços brancos que o vão assustar;

- O Estádio da Luz é conhecido como a Catedral. António Vieira dava sermões em catedrais, logo sentir-se-á como peixe na água;

- And at least but not the last, um ponto que eu considero abolutamente essencial e que de facto dá ao Padre António Vieira maior avanço sobre os eventuais candidatos ao cargo de treinador do Benfica: o homem chama-se António e todos sabemos que o diminutivo de António é Toni, que é um nome tipícamente benfiquista.

Pensem nisto, ó Rui Costa e LFV...

Escrito por: João Cacelas às 13:54
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Portugal no futuro

Caríssimas e caríssimos, motivado por um comentário feito pela Maria, uma das moças que melhor escreve nesta coisa que é a blogosfera (passem pelo blog dela que vale a pena, quem não o fizer é parvo) e por este post do Treze (o que escrevi sobre o blog da Maria, serve também para o do Treze) resolvi entrar numa espécie de epopeia. Ah, já me ia esquecendo: quer o comentário da Maria quer o post do Treze tocam num assunto muito interessante que é a estupidificação em massa dos portugueses e se com o passar do tempo a coisa se irá agravar ou não. A fim de tirar as minhas conclusões lá tive que viajar no tempo. Era para ter ido de avião mas as companhias aéreas não estão a fazer viagens para o futuro por causa da gripe que era suína e agora é só A, de maneira que optei por ir de comboio que a CP não me aborreceu com essas questões. E de facto, verifiquei que no futuro vamos (quase) todos ser umas bestas, exceptuando os 7 ou 8 que lêem este blog. Estive à conversa com várias pessoas e só encontrei uma não-besta, cuja conversa passo agora a citar:
- João Cacelas: Viva, amigo...por acaso não me podia indicar onde posso ir comer algo agradável? É que vim agora do passado e isto está tudo um bocado diferente...
- Nuno Miguel: Então?! Não me vai insultar?!
- João Cacelas: Insultá-lo? Porque haveria de fazer isso?
- Nuno Miguel: Porque é assim que as coisas funcionam agora. Os portugueses agora são todos umas bestas. Menos os políticos, esses já eram há 10 anos atrás.
- João Cacelas: Então e como é que isso aconteceu? Houve algum cataclismo que despoletasse esta estupidificação em massa?
- Nuno Miguel: Ó amigo, se tivesse sido só um estávamos nós muito bem...primeiro foi a TVI, que começou a dar novelas 24 horas por dia, depois a SIC foi atrás para não perder audiências, quando demos por ela já a RTP fazia o mesmo e depois acabaram com a 2 que ainda era o único canal decente e meteram um "reality show" em que o protagonista é o José Sócrates. É sobre como aprender a fazer favores a empresários ingleses que porventura queiram fazer investimentos em áreas protegidas em troca de luvas.
- João Cacelas: E o Sócrates? Ainda está na política?
- Nuno Miguel: Não, agora é uma pop star e casou-se com a Manuela Moura Guedes, veja lá bem. Parece que aquelas "guerras" não passavam de uma atracção recalcada.
- João Cacelas: Mas você parece-me um tipo inteligente...
- Nuno Miguel: Meu caro, quem me dera não o ser...sabe lá o que tenho passado, não me poder assumir perante os outros...este fingimento o dia todo...espere só um bocadinho que vem ali a besta do meu vizinho...oh meu filho da p**a!! Como é que estás, c*****o?? Ah, meu ganda boi!! Vê?! É este o meu sofrimento...ter que me passar por energúmeno para poder ser socialmente aceite pelos outros...
- João Cacelas: De facto é muito triste...
- Nuno Miguel: E quer saber o pior? Há uns meses conheci uma moça no meu emprego que também é inteligente e apaixonámo-nos um pelo outro mas não podemos casar nem sequer viver juntos...o Estado não aprova o casamento entre pessoas inteligentes...
- João Cacelas: É pá, ó amigo não me leve a mal mas estou cá com uma fomeca...
- Nuno Miguel: Então, vamos ali à tasca do Manel. Ele também é inteligente, mas finge-se muito bem de javardola, até abriu uma tasca javarda e tudo...
E foi assim a minha viagem pelo futuro. Infelizmente, verificou-se o pior: Portugal vai ser um país de bestas e José Sócrates e Manuela Moura Guedes vão casar. Agora vou descansar que o jet lag está a dar cabo de mim.

 

Escrito por: João Cacelas às 09:31
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (14) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

O horóscopo português ou mais um texto sem qualquer sentido e absolutamente impertinente

Coisos, andava para aqui a pensar num assunto que tem uma importância igual a zero. "E que assunto é esse João?" É pá, tenham lá calma, não é preciso tanto empolgamento! No que eu estava a pensar é porque é que os chineses têm direito a um horóscopo e nós, portugueses, não. Eles não são mais que nós catano! Sim, está bem, eles são 1,2 biliões e nós 10 milhões mas isso não interessa...e vai daí que tive uma ideia a roçar o genial (ou se calhar não). E que ideia foi essa? Hum? Hum? Simples, coisinhos. Acabo de inventar o horóscopo português, que é mais ou menos assim:

Temos os 12 meses do ano e cada mês terá um signo que lhe corresponda. Os signos estão distribuídos por ordem alfabética que nós, portugueses, não somos um povo panisgas de maneira que essas mariquices das constelações e dos alinhamentos dos planetas não são para aqui chamadas. Assim sendo, os signos do horóscopo portuga são: Benfica (Janeiro), Cajó (Fevereiro), Cristiano Ronaldo (Março), Javardola (Abril), Mini Sagres (Maio), Mini Super Bock (Junho), Mulher de Barba Rija (Julho), Nossa Senhora de Fátima (Agosto), Novela da TVI (Setembro), Salazar (Outubro), Trolha (Novembro) e Unhaca (Dezembro). Apresentados os signos passemos aos ascendentes. Isto é muito simples: sendo que cada mês tem cerca de 30, 31 dias (excepto Fevereiro, que é parvo) o ascendente descobre-se da seguinte maneira: se o leitor nasceu na primeira metade do mês, o seu ascendente será o do mês anterior, se nasceu na segunda metade do mês, o ascendente será o do mês seguinte. Para vos dar um exemplo, o tipo que escreve este cócó veio ao mundo no dia 10 de Abril, logo é Javardola com ascendente em Cristiano Ronaldo. Vejamos o signo portuga de uma figura pública escolhida de forma absolutamente aleatória: José Sócrates, que nasceu a 6 de Setembro. O seu signo é Novela da TVI (que até calha bem visto que ele ama a TVI) com ascendente em Nossa Senhora de Fátima. 

É simples não é? E digam lá que não tem muito mais graça ouvir a Maya a dar os parabéns ao Javardola do dia do que ao Carneiro do dia? Eu pessoalmente, acho que sim. Vocês, se calhar nem por isso. E no fim disto tudo sabem o que era giro, coisos? Era deixarem naquela coisinha que diz "comentar" quais são os vossos signo e ascendente do horóscopo portuga. Era ou não era?

Bom, agora vou até ali acabar de escrever uma dissertação sobre o porquê de na minha modesta opinião o livro digital (Ebook) nunca conseguirá triunfar entre nós da forma como o livro impresso fez. Se calhar é capaz de não vos interessar muito. Ide em Paz, que a Força esteja convosco e que os vossos caminhos nunca se cruzem com os de um homem grande e mau, armado com uma moca de Rio Maior.

Escrito por: João Cacelas às 16:54
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (23) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Humor (pseudo)intelectual (2)

Os políticos portugueses são como os bonobos*. Passam a vida a f****-se uns aos outros.

 

* Uma vez mais, há que notar que temos que ter o conhecimento de que os bonobos (uma espécie de chimpanzé anão), têm uma vida sexual extremamente activa. O sexo faz parte do seu dia-a-dia, como forma de socialização. Todos os bonobos fazem sexo uns com os outros. Machos com machos, fêmeas com fêmeas, filhos com mães, etc. Não é por serem depravados, é antes a forma que eles têm de socializar. Em vez de dizerem "bom dia", têm relações sexuais. Fantástico não é? Pois não, não é.

Escrito por: João Cacelas às 11:30
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|

Humor (pseudo)intelectual (1)

Ler este blog é quase tão fascinante e interessante como observar o frenesim que é a vida sexual da amiba*.

 

* Note-se que para a compreensão desta frase é necessário ter conhecimento que a amiba NÃO tem qualquer vida sexual. Não tem piada mas pelo menos alguns de vocês já aprenderam uma coisa nova hoje. E isto, a meu ver, é serviço público.

Escrito por: João Cacelas às 11:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sábado, 2 de Maio de 2009

A manifestação do Primeiro do Maio e uma das provas do porquê de sermos tão pequeninos

O 1º de Maio ficou marcado por duas coisas: a primeira foi o facto de ter sido à sexta-feira e assim o bom do português lá pôde voltar a ter mais um fim-de-semana prologado e a segunda foram as agressões a Vital Moreira, o cabeça de lista do PS às Europeias. Como é que os tipos que estão numa manifestação em defesa da democracia não permitem que o senhor Vital Moreira esteja na mesma rua que eles e que vá cumprimentar os dirigentes da CGTP? É isso que é ser democrático? É que se for, tenho que rever as minhas ideias sobre o termo democracia...

Mas nem tudo foi mau pois parece que também havia manifestantes com bom senso, como comprova esta peça do jornal Público.

Nota: Uma coisa é manifestarmo-nos, comentar, dar a nossa opinião em blogs, jornais, telejornais, etc. Outra coisa completamente diferente é agredir o homem só porque ele tem outros ideais políticos. Também não sou fã do senhor, nem de Sócrates, nem de Durão Barroso mas daí a dar-lhes "tau-tau" vai uma grande distância. Isto não é democracia meus amigos. Lembro-me perfeitamente de um ou dois tipos que usavam ou usam a violência sobre quem tem ideias políticas diferentes das suas. Assim de repente, um chamava-se Hitler e o outro chama-se Robert Mugabe. E que eu saiba a democracia nunca foi o forte deles. E o Vital até é de esquerda. Nem quero imaginar o que teria acontecido se fosse um tipo do PSD ou do PP. Parece-me que nós, portugueses, conseguimos fazer muito melhor que isto, não acham?

Escrito por: João Cacelas às 16:49
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds