Terça-feira, 30 de Março de 2010

Há precisamente um ano escrevi este post

«Viva, depois de Fátima Felgueiras e Valentim Loureiro eis mais um autarca "manhoso" que se safou (e à grande): Avelino Ferreira Torres, homem sério, de grande postura cujo "hobbie" é pontapear tudo o que lhe apareça à frente. E o que é que eu tenho a dizer sobre isto? Nada. É que nem tenho palavras. Mas tenho uma imagem. Onde? Aqui:

Montagem (adaptada do filme "Este país não é para velhos): João Cacelas

 

Portugal já começa a parecer um filme, não é? Eu cá acho que sim.

 

Nota: Para quem não conseguir ler o que está escrito em baixo, é o seguinte: "Um hino à corrupção in Revista do Colarinho Branco" e "Em Roma sê romano. Em Portugal sê malandro".»

 

Caso TVI, Taguspark, administradores da PT envolvidos em maroscas, pequenos-almoços com o Figo, jornalistas que são problemas a resolver, negócios estranhos com o Magalhães, sucateiros generosos, caixas de robalos, centros de mesa de prata, Armando Vara, enfim...um ano volvido e o filme continua igual...e os protagonistas também (pelo menos grande parte deles).

Escrito por: João Cacelas às 12:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sábado, 27 de Março de 2010

Passos Coelho é o novo presidente do PSD

Olá coisas fofas. Nesta semana que passou estive a modos que muito ocupado e o pequeno órgão que possuo chamado cérebro foi esmiuçadinho ao máximo e como tal, não houve nem tempo nem imaginação para vir aqui ao estaminé, nem para ir aos blogs que costumo ler.

Passando à actualidade...ontem houve eleições no PSD e o sucessor de Manuela Ferreira Leite na liderança do partido vai ser Pedro Passos Coelho (PPC), que venceu as eleições directas com uns expressivos 61%.

No discurso de vitória, PPC apelou à união dos sociais-democratas alertando ainda que a tarefa que tem em mãos não vai ser fácil e colocará todos os militantes do partido à prova.

O novo presidente do PSD afirmou ainda que não será fácil derrotar os socialistas nas próximas eleições mas afiançou que com muito esforço e união por parte do partido, poderão conseguir uma vitória sobre José Sócrates já no Verão, quando o primeiro-ministro e PPC competirem no Sexy Platina, prestigiado pelo jornal "O Correio da Manhã", naquele que será o primeiro combate eleitoral entre Passos Coelho e José Sócrates.

Escrito por: João Cacelas às 14:37
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (12) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Dia mundial da Poesia com uma adaptação dos "putos" de Ary dos Santos

Vós sabeis que brevemente é o dia mundial da Poesia, certo? E que por todo o país haverá momentos de celebração da poesia, sendo um deles o concerto do projecto Rua da Saudade, onde Susana Félix, Viviane, Mafalda Arnauth e Luanda Cozetti cantam poemas do grande Ary dos Santos.

Ora, não sabendo cantar nem recitar, tomei a liberdade de celebrar o dia da Poesia de uma forma um pouco peculiar: adaptando o famoso poema de Ary dos Santos - "Os Putos" - para uma versão mais adequada relativamente aos dias que correm. Cá vai.

 

Os Corruptos

 

Uma caixa de robalos, chicharros

Um relógio Montblanc, coisa barata

Um negócio traquina, uns barcos

E o Godinho a lucrar, na sucata

 

O ex-gestor ganha bónus de milhões

Um pardal de gravata, astuto

Que até aldrabou um dos patrões

E vai ser julgado como corrupto

 

Parecem bandos de pardais à solta

Os corruptos, os corruptos

Banqueiros, políticos, empresários, da alta
Os corruptos, os corruptos
Mas quando a mentira cai

E se descobre a verdade
Sentam-se ao colo do pai
E juram honestidade
Em comissões de inquérito
Nunca sabem de nada
São os corruptos deste povo
A aprenderem a ser boys

 

Uma licenciatura dominical

Basta um fax e é-se engenheiro

É só saber inglês "technical"

E ter um amigo reitor é bem porreiro

 

Parecem bandos de pardais à solta

Os corruptos, os corruptos

Banqueiros, políticos, empresários, da alta

Os corruptos, os corruptos

 

Nota: desculpa lá qualquer coisinha, ó Poesia.

Escrito por: João Cacelas às 20:25
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (13) | favorito
|

As birras dos meninos na AR

Depois da birra que os deputados socialistas protagonizaram no Hemiciclo (lá no deles, o das parvoíces) com as tampas dos computadores (vide aqui) eis que surge mais um episódio do género envolvendo José Lello (um dos protagonistas do episódio dos computadores).

Desta feita, o episódio deu-se no refeitório da AR, onde José Lello protestou contra a ementa, dizendo que não queria comer a sopa, nem brócolos e muito menos uma peça de fruta. A gota de água terá sido quando Lello pediu um danoninho de morango e lhe disseram que não havia.

Dona Odete, funcionária que atendeu José Lello no refeitório conta-nos tudo: "ele veio para aqui a dizer que queria um danoninho de morango e eu disse-lhe que não tínhamos, os únicos danoninhos que aqui temos são de banana, que eram os que o Dr. Paulo Rangel gostava mas ele foi lá para fora e nunca mais encomendámos disso. Mas ele disse queria era de morango e quando dou por ela, já me estava a rebolar pelo chão que nem um doido. Até me fez lembrar o meu Pupu, que era o meu caniche. Que Deus o tenha..."

E acabamos de receber uma notícia de última hora: parece que José Lello se terá barricado no WC da AR. Dizem-nos que tal se deve ao facto de não haver toalhitas Kandoo Frutos Tropicais na casa de banho. Num comunicado escrito a lápis de cera, Lello reinvidica que os Frutos Tropicais lhe deixam o rabinho mais confortável durante mais tempo. Além disso, também pede um boião de fruta com sabor a maçã. De preferência da Blédina.

Aqui fica uma foto da situação, tirada à socapa por um jornalista:

Escrito por: João Cacelas às 16:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Antevisão do Marselha-Benfica com Jesus

Logo às 18 horas, o Benfica irá decidir o seu futuro na Liga Europa, frente aos franceses do Marselha e como não poderia deixar de ser, o Hemiciclo foi falar com o treinador dos encarnados, Jorge Jesus.

- O Hemiciclo: Jorge Jesus, acredita que este Benfica tem capacidades para vencer a Liga Europa?

- Jorge Jesus: É pá, nã vames já pôr as carraças à frente dos bois nem andar pra aí a cantar vitória emancipadas, nem andar a embandeirar em barcos! Para já, temos que provar que somos mais melhores que o Marselha e depois, logo se vê...

- Por falar em Marselha, depois do empate a uma bola na 1ª mão (em Lisboa), decerto que espera grandes dificuldades frente à formação francesa?

- Sim. Esta equipa do Marselha é em termos do atletismo muito forte, ou seja, é uma equipa metafisicamente muito forte e além disso, eles marcarem um golo fora, o que pode complicar as coisas pó nosso lado. Antevejo um jogo que não vai ser fácil e que se pode vir a tornar num pau de dois bicos para o nosso lado...

- Pois. E que Benfica iremos ver? O das goleadas ou aquele que vimos na primeira mão que teve grandes dificuldades para conter o Marselha?

- Vames lá a ver: a gente já sabe que quando o Benfica não goleia parece logo que é uma situação paranormal, mas a verdade é que se tem que dar mérito ao Marselha porque eles no jogo da primeira demão conseguiram estar muito elevados ao nível, portanto do nível.

- Como está neste momento a confiança no balneário?

- Está em níveis muito elevados, até porque agora meterem lá tapetes antiderrapantes e assim, abaixa-se o risco de haverem jogadores a aleijarem-se. Além disse, também fizeram questão de meter um banquinho que é para o Saviola conseguir abrir a torneira solitariamente.

- Vou reformular a questão: quando falo em balneário não é no espaço físico em si mas sim para saber como está o estado de espírito do plantel.

- Isso são coisas que só nos dizem respeito à gente. Neste momento, o nosso plantel é impermeável a agressões vindas do exterior de fora e isso são assuntos que se resolvem-se no nosso forno interno. Mas posso-lhe dizer que a confiança da equipa neste momento está em alta, a nossa confiança chega até à picaretas da Lua e acreditamos que podemos ganhar este jogo e outro qualquer que a gente posseramos fazer. Prontes, posso me ir-me embora ou quê?

- Pode, pode...

E foi a entrevista possível com Jorge Jesus, um homem que trata a língua portuguesa nas palminhas.

Escrito por: João Cacelas às 13:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Março de 2010

As homenagens póstumas em forma de estátua

Antes de começar com isto, queria-vos pedir encarecidamente (se soubesse onde moram era com uma moca de Rio Maior, mas como não sei, fico-me pelas simpatias) que se dirigissem ao site da Super Bock e fossem àquela coisinha dos blogs e votassem no Hemiciclo, pode ser?
Vá, votem até dia 24 de Março. Não dói nada, como diria o Tomás Taveira. Mas olhem que têm se registar no site...e assim que estiverem tooodos lá dentro (voltando a citar o Taveira), a coisa dá-se bem. E passam a ser os melhores leitores do mundo (no caso do Taveira, eram as alunas que eram as melhores do mundo).
Mudando de tópico...vamos falar de homenagens póstumas em forma de estátua. Bem sei que a temática das homenagens póstumas em forma de estátua é um tema que já foi exaustivamente debatido aqui e ali (e duas ou três vezes acolá), mas sendo este um assunto com tanta substância, penso que pode ser abordado mais uma vez.
Antes de mais, devo dizer que sou contra a homenagem póstuma em geral. Parece-me muito mais digno homenagear a pessoa enquanto esta respira do que após o esticanço do pernil.
Ora, para mim, homenagear alguém com uma estátua é muito semelhante a dar os parabéns a alguém que acaba de ter o primeiro filho.
Felicitamos a pessoa, mas na verdade regozijamo-nos porque sabemos perfeitamente que um bébé está mais perto de ser uma espécie de filho do diabo do que um querubim fofinho. Há uma forte carga de cinismo naquele "parabéns" que damos aos recém-papás, assim como quem diz: "ai queixavas-te que o meu puto fazia muito barulho...pois agora vais ver o que é bom para a tosse...não hás-de dormir durante 3 ou 4 meses que é para veres o que é bom...". Já para não falar nas fábricas de cócó que eles são.
Quanto às estátuas, passa-se o mesmo. À primeira vista, ser homenageado com uma estátua parece um gesto muito bonito, não é? Ficamos eternizados para todo o sempre e o camandro e etc. e coiso...
Tudo isto é muito bonito, não fosse uma coisa chamada elementos de claques de futebol a trepar pelas estátuas acima para celebrar as conquistas dos seus clubes. Ah, e o cócó de pássaro também chateia um bocadinho.
Em suma, quer numa situação ou noutra é tudo uma questão de fezes. E de pombos (ou outra espécie de pássaro).
Sim senhor, que os tipos das claques têm algum desconto face aos pombos visto que os últimos ainda são capazes de desenvolver dois ou três raciocínios.
Em suma: quando homenageamos alguém com uma estátua não estamos só a eternizá-lo para todo o sempre. Estamos a sujeitá-lo ao convívio constante com criaturas irracionais e com cócó de pombo para todo o sempre e com toda a franqueza...não vejo bem onde é que a dignidade fica no meio de tudo isto...
Eu bem sei que tudo isto parece muito parvo (de facto, é) mas perguntem lá ao Marquês de Pombal (como fazer a pergunta já é com convosco...falem com a Alexandra Solnado que pode ser que ela vos desenrasque) se ele soubesse o que sabe hoje, se gostaria de ter uma estátua em sua homenagem. Parece-me que a resposta é a modos que evidente.
Por isso, já sabem, se alguma vez me quiserem homenagear façam o favor de não me erguer uma estátua, ok?
Beijinhos fofos e boa noite.
Votem no Hemiciclo, ok? Não posso oferecer chouriças de sangue ou varinhas mágicas ou microondas ou até bilhetes para concertos do Tony Carreira mas sempre vos posso enviar um rebuçadinho para as vossas casas por correio. Até ao meu regresso.
Escrito por: João Cacelas às 23:33
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (7) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds