Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Os Inventores de Palavras!! Parte 2

Olá! Venho aqui depositar mais um capítulo d' Os Inventores de Palavras. Isto sim, é serviço público! Hoje trago uma palavra que praticamente toda a gente em Portugal usa, mas que quase nem dá por isso...e a palavra é:
-Destroca-me (o dinheiro?). Praticamente toda a gente comete esta "gralha", mesmo que não se aperceba disso, eu felizmente tenho o cuidado de dizer "troca" em vez de "destroca". "Destrocar? O que é isso? Não entendo, desculpe, podia repetir? Sabe, é que não falo ucraniano e por isso não entendo." Isto era o que eu diria, caso me pedissem para lhes "destrocar" o dinheiro. Como terá surgido esta palavra?  E porque é que só a usamos quando nos referimos ao "vil metal"? Questões pertinentes que me fazem pensar. E pensar, e pensar mais um bocadinho para não chegar a nenhuma conclusão...daí andar aqui a encher chouriços, mas indo directo ao assunto. Trocar algo é dar uma coisa e receber outra em troca, tudo bem. Correcto. Agora destrocar!? O que é isso? Ora, temos a palavra trocar, antecedida do prefixo "des" (os prefixos servem, de facto, para criar novas palavras). Sabendo eu que o prefixo "des"  indica separação ou uma acção contrária à indicada pela palavra que serve de raíz, e se des+trocar= destrocar, com isto em vez de estarmos a pedir para que nos troquem o dinheiro, estamos a pedir para que não nos troquem o dinheiro. Acham confuso? Eu dou um exemplo muito simples, como se fôssemos todos muito burros:Carregar/Descarregar. Simples, não? Então porque é que insistem em dizer: "Olhe, podia-me destrocar o dinheiro?" Estar a pedir a alguém para lhe destrocar o dinheiro é dar uma nota de 50 Euros e receber exactamente a mesma nota! Isso sim, é destrocar. Bom, também é estupidez, porque é estar a perder tempo para nada. É algo assim: "Olhe, está a ver esta notinha de 50 Euros que ostento na mão? Queria que ma destrocasse, se faz favor. Não, não quero que me dê outras notas, isso era trocar o dinheiro, o que eu quero mesmo é que o senhor me devolva a nota que lhe vou dar, mas tem que ser exactamente a mesma, porque senão não estarei a destrocar a nota, mas sim a trocar." E isto, que eu saiba é de uma estupidez sem igual, pior que isto, só alguém acreditar que o Benfica vai ser campeão este ano, com este plantel, bom, isso já se chama insanidade mental. Se isto é tão estúpido, porque é que continuam (digo continuam, porque não digo destrocar e faço questão de corrigir quem diz essa palavra à minha frente.) a usar tal palavra. Eu resolvi incluir esta "gralha" aqui, porque é provavelmente a calinada no português mais dada pelo nosso povo, e na maior parte das vezes, senão sempre, dada sem que se apercebam que, de facto estão errados. Dizem destrocar, pensando que estão a falar de forma correcta. Não sei como chegámos a este erro, nem tenho qualquer teoria parva acerca disso. Só acho é que os professores de português deviam se preocupar com isso, mesmo.
Escrevi este post para tentar alertar e quem sabe, ajudar as pessoas que, de forma errada insistem em dizer destrocar, em vez de trocar. O meu principal objectivo neste post era mesmo esse e não o de ter piada ou de dizer coisas parvas, porque também sei escrever coisas mais ou menos a sério e que vos possam realmente úteis. Mas sempre com alguma parvoíce à mistura, claro. Atenção, eu não sou professor de português, nem nada que se pareça ( a título de curiosidade,sou um jovem artista, ou que pensa que é, de 20 anos) apenas me chateia as pessoas que dizem destrocar, pensando que estão certas e, que ao serem corrigidas, ainda nos (me) gozam.
Escrito por: João Cacelas às 19:25
Ligação directa | Comentar | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. As birras dos meninos na ...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Um "problema" chamado Már...

. A Playboy portuga e outra...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Viva

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds