Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

O Twitter

Olá, coisos. Vamos falar do Twitter? Eu sempre perguntei a mim próprio para que serviria o Twitter e o porquê do seu sucesso e como não há melhor forma de saber para que serve uma coisa, a não ser experimentando-a, lá pus mãos à obra e abri uma conta que acabo agora de apagar, apesar de me ter aparecido um passarito a chorar, perguntando "this is really the end?", notoriamente desolado pelo fim da minha relação com o Twitter. Isso resulta com gatinhos ou bebés, com pássaros azuis nem por isso.
Esta é aquela parte em que eu escrevo quais as conclusões a que cheguei e para que é que serve o Twitter. Basicamente, o Twitter não serve para rigorosamente nada.
Note-se que assim que o estarola que escreve estas linhas aderiu ao pássaro azul, surgiram de imediato uns três ou quatro "followers", ávidos de saber a que horas se processa a minha actividade fecal, a que horas vou para a caminha ou ainda quantas vezes ao dia digo a palavra "equitativamente". Só coisas de grande interesse.
"Ah, mas o Twitter é fixe é para saber coisas sobre os famosos e não sei o quê", pensará o leitor, "twitteriano inveterado" (coisa que não condeno veemente, fico-me apenas pela troça a bandeiras despregadas).
Pois, porque saber a que horas o Nuno Markl ou a não sei quem produzem a sua matéria fecal, ou saber que às 16 horas de uma quarta-feira se sentem ligeiramente aborrecidos ou que acordam às 7 da matina para ir trabalhar ou que compraram um caniche novo que deixa o chão da casa com mais "minas" que muito terreno baldio de Angola já são coisas de interesse superlativo...
Mas afinal, para que serve o Twitter e o que lá se faz? Vamos por partes, como o Jack, o Estripador:
Na verdade, ninguém sabe ao certo para que serve o Twitter. O argumento mais usado pelos "twitterianos" é que o Twitter é o "que se faz com ele". E isto, é muito sucintamente, uma forma mais poética de se dizer "eu não sei para que porra serve isto, uso porque toda a gente usa". Note-se ainda que quando alguém diz que uma coisa "é o que se faz com ela", isso significa que essa mesma coisa não tem qualquer utilidade.
O que é que se faz quando se juntam vários ingredientes dentro de uma panela? Cozinha-se. O que é que se faz quando se escreve um texto para publicar num blog? Escreve-se um post.  O que é que se faz com um cd do Tony Carreira? Parte-se. E o que se faz no Twitter? "Twita-se". Que é outra linda forma de dizer "eu não sei bem o que fazer com isto".
Manda-se mensagens com poucos caracteres? Uuhh, que novidade...é isso e o SMS e a roda. Posta-se notícias em primeira mão ou diz-se coisas porque nos apetece? Existem uma coisas chamadas internet e blogues, que também são acessíveis por telemóvel (e nos blogs também se pode escrever com poucos caracteres) e que já fazem isso há uns anitos.
E pronto, coisinhos do Twitter, desculpem lá se feri as vossas susceptibilidades mas daqui a uns anos ainda me vão dar razão porque em última análise, o Twitter é mais ou menos como os penteados e roupas dos anos 80. Toda a gente usava e era a coisa mais"cool" do mundo, mas o tempo mostrou que afinal não era bem assim...
Escrito por: João Cacelas às 11:35
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (20) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Normalizem lá isto, ó UE e restantes autoridades

A Maitê Proença, a polémica do Saramago, a formação do novo Governo, o possível regresso do Jornal de Sexta da TVI (medo)...com tanta coisa a acontecer no país ( e no mundo) e eu lembro-me de escrever um post sobre normas da UE. Sim, isso mesmo, normas (APA, ISO, etc..). Aquelas regras/preceitos/por vezes meras mariquices que a UE cria e que têm que ser cumpridas porque se a ASAE ou a ACT aparecem e nada disso está feito é que é a bonita.
Tudo bem, convém que existam algumas regras e normas que devem ser cumpridas para que não andemos todos a chafurdar na javardice (ou como diriam os grandes Ena Pá 2000, a pedalar na bosta), mas não será demais?
Há procedimentos próprios que têm que ser feitos quando se rala uma cenoura ou se corta um alho num restaurante; têm que se fazer formações por tudo e por nada (até já os varredores têm que o fazer); em suma: está-se a chegar a uma altura em que esta coisa das formações e das normas começa a extrapolar para o plano da parvoíce. Até para espirrar já há normas e procedimentos. Se isto continua assim, qualquer dia até para a nossa vida privada temos que ter formações e normas actualizadas.
Se o caro leitor quiser fazer o seguinte raciocínio comigo - sim, eu sei que custa, mas só um bocadinho não aleija - puxe do seu neurónio e imagine que está no bem bom com a/o sua/seu namorada/o e de repente aparece uma inspecção da ASAE saída do armário e lhe pergunta se você e o ser humano (esperemos) com quem está a praticar o amor têm formação para realizar manobras de carácter sexual, de acordo com a norma europeia ISO - 1234569/8, "isto está tudo muito bonito, mas aqui diz que os senhores não podem fazer a posição frango assado porque a formação que fizeram não abrange essa posição", diz o fiscal com altivez.
Ou que lhe passam uma valente multa porque "a inclinação do seu pénis em erecção não corresponde à estandardizada pela norma ISO - 4596969/4, de maneira que vamos ter que lhe suspender a actividade sexual até isso estar regularizado, está bem?" 
"Ah, ainda por cima são três, quando aqui específica que o limite são duas pessoas! Ui que temos a tenda armada! E a senhora faça o favor de tirar daí a boca porque pelo que estou a ver não tem a norma APA que lhe permite fazer esse tipo de coisa. Vêm para aqui com o «ai, ai, vamos fazer molhadas e coisas giras com a boca», mas depois não têm documentação nenhuma em dia. Vamos ter que passar uma coima e suspender a actividade, ok? E a senhora vai com sorte, que eu vou fechar os olhos quanto ao sítio onde tinha a boca", remata o fiscal com algum escárnio.
Era chato, não era?
E ainda querem legalizar a prostituição em Portugal...estou mesmo a ver como seriam as formações fornecidas pela UE às/os prostitutas/os. E é melhor que as formações/licenças para as posições sexuais venham em pacotes porque se for uma a uma, chiça penico.
"Mas que grande anormal me saiu este tipo", pensam 99% dos leitores deste texto (os restantes 1% preferem o termo "besta"). Pois sou, mas antes isso do ser normal(izado), como cada vez mais acontece na nossa sociedade (especialmente na blogosfera).
Escrito por: João Cacelas às 23:12
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Março de 2009

Lembram-se deste post?

"Ser português (8)

é ficar o dia inteiro a comentar as notícias dos jornais online, mas em vez de se comentar a notícia em causa, insulta-se o próximo com uma alarvidade e falta de educação que são de uma classe extraordinária. E daí a acarinharem as mães uns dos outros com nomes bem fofos é um passinho. 

Um exemplo: uma notícia sobre o facto de Portugal ser um 5 dos países do Mundo que mais reduziu a taxa de mortalidade desde 1970.  Uma boa notícia, acho eu. Depois de ler o artigo fui ver os comentários. Havia algum a insultar a falta de inteligência de um ou outro "comentador" de serviço? Muitos. Havia algum a insinuar que um ou outro "comentador" era homossexual? Também. Havia algum a chamar nomes fofos à mãe de alguém? Muitos. Havia algum a comentar a notícia em questão? 3, em 8 páginas. Nada mau.

Fossem os portugueses tão bons a produzir como são a insultar-se uns aos outros nestas espécies de "fóruns" e o nosso País estava mais desenvolvido e rico que qualquer outro."

Pois é, este menino (post) foi escrito no longínquo dia 14 de Outubro de 2008 e o que é certo é que agora, as Notícias do Sapo têm a área de comentários "interdita por uso abusivo". Sou melhor a prever estas coisas que uma tal de Maya e um tal de Nostradamus...

 

Escrito por: João Cacelas às 15:50
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Domingo, 8 de Março de 2009

Funerais low-cost: falecer nunca foi tão barato!

Olá coisinhos! E esse fim de semana? Foi gostoso?

Depois do sucesso das companhias aéreas low cost eis que chega até nós o conceito de funerais low cost. Sim, leram bem: funerais low cost.

E será que também farão aquelas promoções malucas como nas companhias aéreas? Do tipo: "de 20 de Março a 20 de Abril o seu funeral tem 50% de desconto em todos os serviços e ainda lhe oferecemos uma coroa de flores absolutamente gratuita!!" ou então: "Aproveite para falecer com a sua cara-metade no Verão pois temos para si uma mega promoção de enterre 2 e pague 1!! Faleça já antes que esgote!! Promoção válida até ao final do Verão" ou ainda: "Falecer nunca foi tão barato! Com a Agência EasyFuneral desfrute de todos os serviços de um funeral normal a metade do preço! E sem quaisquer burocracias e taxas que isso só aborrece! E para aborrecimento já basta o seu falecimento!!".

Em suma, é um conceito muito semelhante ao das companhias aéreas só que em vez de um bilhete de ida e volta só compramos o de ida e claro que nunca podemos pedir opiniões a amigos sobre qual a melhor companhia low cost existente no mercado.

Escrito por: João Cacelas às 21:07
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Diferentes tipos de humor

Olá! Estão bons? Hoje tenho uma pergunta para vos fazer: O que é que fazem 20 epilépticos dentro duma piscina? Amanhã, por esta hora dou a resposta.

Isto vem de uma "discussão" aqui no estaminé sobre o que é humor inteligente ou não. A mim disseram-me que o humor de piada fácil é inteligente. Ora, se a piada é fácil e rapidamente compreensível é porque não é inteligente, embora tenha piada e nos faça rir muito. Aqui, estamos antes na presença de um tipo de humor mais espontâneo e não inteligente. O humor inteligente é mais do género de nos fazer pensar na piada, não é óbvio, não tem muita piada (não daquela de rir às gargalhadas) e poucas pessoas o compreendem ou apreciam, tal como o humor negro. A maioria das pessoas não gosta porque pura e simplesmente desconhece do que se trata. Um exemplo: Uma piada sobre a intensa vida sexual da Amiba. Muitos de vós, senão todos vão pensar: "Mas que coisa é esta?? Isto não tem piada nenhuma!!" Pois, mas isso é porque provavelmente não sabem o que é uma Amiba e desconhecem a sua vida sexual, ao invés que se eu fizesse uma piada igual sobre a Elsa Raposo e a sua vida sexual era um fartote de rir. É o tipo de humor em que das 20 pessoas que estão na sala, apenas 2 se riem. Isso sim, é humor inteligente. É claro que humor é humor, mas há humor e humor. Se é que me faço entender.

"E tu ó sua besta, que tipo de humor fazes?" - perguntam vocês muito bem. Eu não faço nenhum tipo de humor, eu sou é parvo. Não escrevo para que digam que tenho piada, mas sim para que as pessoas possam descontraír um pouco. A melhor coisa que já ouvi (no caso, li) veio da minha "amiga blogger" Pobre(o)tanas, cujo blogue recomendo vivamente que me agradeceu a mim e ao meu estaminé por a fazermos rir todos os dias.Mas não faço humor, sou eu. Sei que o facto de escrever de forma séria e de tratar assuntos sérios, com ironia (que nem todos entendem) não "atrai" muita gente.

Só para terminar, uma piada que já é um clássico: Como enfiar 105 pessoas dentro de um Mini? Simples, 5 soldados da Gestapo (2 à frente e 3 atrás) e 100 judeus no cinzeiro. Esta piada, além de ser mórbida, pode-se dizer que é inteligente, pois para a pessoa a entender tem que pelo menos saber o que era a Gestapo e o que estes faziam aos judeus. Quem não souber quem foram estes senhores, olha, paciência, soubesse.

Escrito por: João Cacelas às 18:34
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (14) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O Twitter

. Normalizem lá isto, ó UE ...

. Lembram-se deste post?

. Funerais low-cost: falece...

. Diferentes tipos de humor

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds