Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Outra forma de praticar o crime em Portugal: com meiguice

Muito se tem falado em criminalidade violenta nos tempos. Muita gente até já se questionou se o crime por si só não é uma coisa violenta e que aleije o suficiente. É sim meus meninos, mas o que vocês não sabem é que as autoridades usam o termo "crimes violentos" para o diferenciar da outra modalidade do crime praticada em Portugal: os crimes meiguinhos.

Passo a explicar: no crime praticado em Portugal há duas categorias: a violenta e a meiguinha. E como a primeira tem vindo a ganhar muito protagonismo face à segunda, o Hemiciclo, que é amigo dos pequeninos, resolveu entrevistar José Alberto, um praticante de crimes meiguinhos, considerado por muitos como o último gentleman do crime
português, para que vocês possam ficar familiarizados com esta forma muito mais fofinha de praticar o crime. Então cá vai:
Hemiciclo: Boa tarde José Alberto, o que é isto do crime meiguinho?
José Alberto: Olhe, o crime meiguinho é mais que uma forma de praticar o crime, é uma maneira de estar na vida. Só quem pratica a crimomeiguice entende do que falo. Isto não é só roubar e tal, é uma coisa séria e que tem que ser encarada como tal.
 Mas, José Alberto, não me respondeu à pergunta...
 Lá está! Você pratica crimomeiguice? Não, pois não? É óbvio que não entenda do que lhe falo.
Mas então no que consiste a crimomeiguice? Quais as diferenças em relação ao crime violento?
Olhe, eu nem queria falar nessa bandidagem, que isso é malta que só vem desprestigiar a prática criminosa que se pratica em Portugal, que  como já lhe disse é uma coisa séria e muito bonita.
Se o José Alberto é um criminoso meiguinho eu não sei, mas que foge muito bem às perguntas, lá isso foge...
É do hábito. Sabe que isto de ter que estar sempre a fugir à polícia torna-nos em pessoas esquivas e fugídias.
No que consiste então a crimomeiguice?
É muito simples: a regra de ouro da crimomeiguice é a boa educação. Para se praticar o crime meiguinho há que ser bem-educadinho e usar muitos diminutivos, as pessoas gostam disso, se não conseguir fazer isso nem vale a pena tentar enveredar por esta vida.
Pode exemplificar?
Com certeza! Olhe, ainda na semana passada assaltei uma senhora que estava a entrar no seu carro, no estacionamento de um centro comercial e como é que acha que eu a abordei? Aos gritos? Com uma pistola apontada à cabeça? Claro que não! Isso é para os brutos do crime violento! Cheguei ao pé dela e disse-lhe: "Muito boa tarde, será que a senhora se importava muito que eu a furtasse e lhe ficasse com o carrinho e quiçá, com um ou outro objectozinho de valor que possa ter em sua posse? Ficava-lhe muito agradecidozinho se me fizesse esse obséquiozinho. Isto se não tiver nada combinado para agora." É claro que ao princípio a senhora assustou-se, mas depois cooperou comigo.
Mas assim? Sem ameaças?
Com certeza! A regra n.º 2 da crimomeiguice é não ameaçar a vítima em circunstância alguma. É claro que temos as nossas armas, mas é mesmo só para assustar. Normalmente até ofereço uma rosa às senhoras e um par de peúgas com losangos aos senhores.Orgulho-me de em 25 anos de carreira nunca ter disparado um tiro, a bem dizer, mesmo que o quisesse fazer  não sabia como, mas isso não interessa nada. Outra regra-chave é tratar bem as pessoas. Neste assalto que lhe falei, por exemplo, até fiz questão de deixar a senhora à porta de sua casa e só depois lhe fiquei com a viatura e com 200 Euros e mais umas jóias valiosas. E no fim, ainda me agradeceu pela boleia. E se a casa das vítimas for a alguma distância, deixo-lhes sempre dinheiro para o Táxi. Esta nem é por simpatia para com as vítimas, mas sim para ajudar os taxistas que se nós, ladrões, não nos ajudarmos mutuamente, ninguém o vai fazer por nós.
Pois...e o que acha desta vaga de crimes violentos?
Já lhe disse que disso não falo! Você é chato pá!!!!
Mas diga lá.
Olhe que o amigo já me está a tirar do sério!!!!
Então mas e a boa educação e tudo isso?
Mau Maria, que o gato já mia. Não me arrelie!!
Afinal o José Alberto não é assim meiguinho quanto... -"POW!!POW!!!POW!!!!" (disparos) - ...issoooo...
É lá, que afinal isto sempre funciona e eu a pensar que o Cajó me tinha vendido uma réplica...então e agora? Já não fazes perguntas pois não? Toma lá que é para aprenderes a não ser chato! Olha-me este! A pensar que troçava com a crimomeiguice! Isto é uma coisa muito séria meu menino! Não se brinca! Mas já agora, porque sou bem-educado, vou levá-lo ao hospital que a coisa parece estar feia para o seu lado...esse osso da clavícula à vista e o pulmãozito perfurado...hummm...isso é coisa para dar em chatice...
Nota: entendam por crime violento os assaltos com à mão armada e coiso e tal. Os políticos não são chamados para este caso.
Escrito por: João Cacelas às 10:18
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

O Kamasutra Político: aprenda a arte de bem burlar

Olá aos três. Este post bem que podia ser uma continuação daqueles dois que andam a vadiar algures ali em baixo (sobre a pornografia), mas só porque quem manda aqui sou eu, não vai ser. Dias Loureiro, Oliveira e Costa, João Rendeiro, Fátima Felgueiras, Avelino Ferreira Torres, Major Valentim Loureiro, etc, etc. O que têm em comum estas criaturas abençoadas por Deus, Nosso Senhor O Cristo? Sim, além de serem extremamente sensuais (com particular destaque neste capítulo para Oliveira e Costa), conseguiram f***r Portugal ou um número considerável de portugueses à grande através de uma série de negociatas em que eles saíram escandalosamente favorecidos e apesar de mais tarde terem sido detidos, pouco ou nada lhes aconteceu. Eu poderia ter chamado a isto "pornografia política" e dizer que os políticos fornicam a seu bel-prazer Portugal e/ou os portugueses, mas não quero ir por aí. Também poderia dar sugestões para filmes mas para ver políticos a fornicar Portugal basta ver a AR TV e a coisa dá-se. Não são cá precisos mais filmes, mas, onde se podia inovar nesta coisa da fornicação política era ao nível da literatura, criando o "Kamasura Político: 1001 formas de f***r Portugal e os portugueses em geral". Uma coisa parecida com aquele livro do João Rendeiro, onde ele explica como se ser um banqueiro de sucesso, mas escrito de forma honesta, porque o Rendeiro não explica no livro como se devem desviar somas gigantes de dinheiro para contas offshore ou como aplicar dinheiro de contas-poupança de clientes em capitais de risco, entre outras coisas. É que isso é que lhe deu fortuna e é precisamente o que ele não nos conta, o egoísta. Assim, juntavam-se as alminhas ali de cima para explicar como se faz a coisa. Atenção que isto é material que se destina a políticos e não a seres humanos como nós, ok? Este é o segmento da indústria porno indicado para eles e que mais lhes dá gosto: fornicar-nos a todos nós.
O Kamasutra Político é muito parecido com o normal, mas aplicado ao bonito mundo da falcatrua e do crime de colarinho branco. Em vez de se ensinar a arte de amar, ensina-se a arte de roubar, de burlar, de ludibriar. Exemplos:
"N. º 1: Este é o primeiro ensinamento do Kamasutra Político e talvez o mais importante: Tenha dupla nacionalidade (e passaporte sempre à mão), de preferência brasileira. Assim, caso tenha problemas com a justiça pode perfeitamente fugir para o Brasil, sem que o/a possam deter e trazer para Portugal. Uma vez no Brasil poderá dar entrevistas a telejornais portugueses clamando a sua inocência, fazendo-se de santo/a e de vitíma. Esta estratégia é ideal para ganhar eleições."
"N. º 38: Como obter lucros de 1000% com a venda de um terreno. A receita é muito simples: compra-se um terreno onde não se possa construir, a um tipo por poucos milhares de euros. Põe-se o terreno em nome de um primo que vive na Suiça (primo fictício). Depois há que arranjar uma licença de construção, mas como se não se pode construir? Vá falar com o presidente da câmara, ah, que coincidência! O presidente da câmara é você! Quando já tiver a licença tratada, apresente na câmara municipal um projecto para construir um imóvel de interesse público que por obra e graça do destino se irá localizar precisamente na zona desse terreno, que por mero acaso é o único que está disponível. O "primo" da Suiça faz-se de difícil e não quer vender o terreno de maneira nenhuma e é aí que você avança com uma proposta de milhões, daquelas irrecusáveis. O "primo" aceita e assim entram uns milhões para a sua conta bancária da Suiça (uma conta offshore, onde ninguém lhe pode tirar o dinheiro). Deixe o dinheiro marinar uns meses para não levantar suspeitas e depois use a gosto e goze-o como bem entender, desde que isso não envolva miúdas de Leste porque, regra geral, andam metidas com tipos da Máfia Russa e esses tipos são capazes de aleijar."
Se é autarca, deputado, político, ministro ou presidente da Junta este livro é para si! Compre já, antes que esgote! Ah, o livro também dá para presidentes de bancos e para administradores de empresas estrangeiras que estejam à beira da falência e que de forma a sacar algum dinheiro ao Estado, ameaçam que vão sair do país e despedir milhares de pessoas a não ser que tenham ajuda financeira do Estado. Nesse caso ficam por cá, até receberem o dinheiro do Estado e só depois é que se põem daqui para fora.
Escrito por: João Cacelas às 18:03
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Vale e Azevedo

Diga-se o que se disser sobre Vale e Azevedo, o que é certo é que o homem é bom naquilo que faz. E dizer bom é dizer pouco, Vale e Azevedo é um génio, o grande Einstein do crime do colarinho branco.

Senão vejamos: em Portugal já enganou meio mundo, em Inglaterra idem, em França também já aldrabou uns quantos e agora, há coisa de umas semanas conseguiu burlar um Barão (ou é Conde?) alemão e a Unita, no valor de um milhão de Euros cada um.

E o mais espectacular nisto tudo é que toda a gente sabe que ele é um aldrabão mas ainda assim, ele consegue sempre enganar mais alguém, continuando sempre em liberdade e a viver à grande!

Até me dá vontade de afirmar e escrever esta coisa tremendamente estúpida que vou escrever agora: João Vale e Azevedo é como a Duracell: e burla e burla e burla...

 

Nota: Tenho muitas razões para acreditar que quem inventou a expressão "a mentira tem perna curta" nunca chegou a conhecer João Vale e Azevedo. E ainda bem para essa pessoa, senão tinha sido outro a ser burlado. Eu pelo sim, pelo não, caso veja Vale e Azevedo na rua passo logo para o outro lado, não vá ele conseguir burlar-me só com o olhar.

 

Escrito por: João Cacelas às 19:38
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Olhem só para a pinta dele

"Meus meninos, isto é muita manha junta. São muitos anos a virar frangos...e a aldrabar águias e bancos e senhorios e o fisco..."

 

Escrito por: João Cacelas às 09:49
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

É nisto que eles são bons

Podem dizer o que quiserem sobre o Telejornal da TVI, mas numa coisa ninguém os bate: na quantidade impressionante de sinónimos para a palavra "assaltantes" que aqueles meninos utilizaram em apenas 1 minuto e meio de reportagem. Ei-los: "larápios", "meliantes", "bandidos", "gatunos", "ladrões" e por fim, a cereja no topo do bolo: "amigos do alheio".

Mais tempo de reportagem houvesse e mais sinónimos de "assaltantes" teríamos nós ouvido. E só teríamos ficado a ganhar com isso. Isto sim, é jornalismo. E do bom.

Escrito por: João Cacelas às 14:20
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (24) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

É canibal sim senhor, mas "tempera a comida" de forma saudável

"Anthony Morley, um cozinheiro de 36 anos de Leeds está a ser julgado pelo crime de homicídio do seu amante Damian Oldfield, de 33 anos de idade", mas há mais meus meninos. É que aqui o Anthony não se ficou só por dar 20 facadas no bucho do Damian, não, não, que isso era pouco para o menino, por isso retalhou parte da coxa do seu amante e fritou-a em azeite. Reparem meus amigos: o Anthony fritou a coxa em óleo vegetal? Não. Com manteiga? Também não. E porquê? Porque são coisas que fazem mal e não dão grande sabor à comida. Fritou em azeite e fez ele muito bem, que sempre é mais saudável e com mais classe. E talvez o Tony tenha juntado umas folhinhas de manjericão para dar ainda mais requinte ao repasto, tornando-o digno de uma bela ceia de Natal. Coxinha de amante frita em azeite, enfeitada com umas folhinhas de manjericão e com uma batatinha a murro a acompanhar, que pitéu.

Concluindo: Anthony até pode ter cortado o amante às postas e ter comido uma parte do corpo deste, mas na hora de fazer o "petisco" optou por temperá-lo com azeite, o que só lhe fica bem, pois assim a comida sabe muito, muito melhor. Tenho para mim que o Azeite Gallo podia incluir este rapaz num dos seus próximos anúncios. Uma coisa assim do género: "Depois das minhas chacinas e de preparar partes do corpo dos meus amantes para comer, escolho sempre Azeite Gallo Clássico para o tempero. O seu aroma suave dá às refeições um tempero suave, requintado, saboroso e muito saudável. Azeite Gallo a cantar desde 1919".

 

Nota: No mesmo sitio onde li isto, vinha uma alusão a um canibal alemão, Armin Meiwes, que em 2001 matou e comeu parte do corpo da sua vítima. Hoje em dia o Armin mudou de gostos alimentares e só se dedica a matar alfaces. Tornou-se vegetariano pois então.

Escrito por: João Cacelas às 15:32
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

E teve sorte

Mário Machado foi condenado a 4 anos e dez meses de prisão pelos crimes de discriminação racial, agressão, posse ilegal de arma, entre outros. E muita sorte teve ele porque se o tivessem condenado pelo crime de estupidez era mais uns 4 ou 5 anitos em cima. 

Escrito por: João Cacelas às 09:40
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Outubro de 2008

Serviço de apoio ao bandido

O Governo lançou recentemente o CLS (Contrato Local de Segurança), um "pacote" de "serviços" que contém videovigilância e linhas de apoio. Tudo para tentar aumentar a segurança das autarquias e dos seus bairros. Tudo muito bem, sim senhor. O que os tipos do Governo e das autarquias ainda não sabem é que a bandidagem, esperta e bem-prevenida como é, também já criou a sua "espécie de CLS, o LAM (Linha de Apoio ao Meliante), criada para ajudar os bandidos em situações complicadas e chatas. O LAM é uma linha de apoio ao bandido que funciona 24 horas por dia e que pretende apoiar e ajudar a malta que pratica o crime em situações mais chatas. Além disso, serve também para ajudar e ensinar qualquer pessoa que se queira iniciar no (cada vez mais) prolífero mundo do crime. É mais ou menos isto:

- LAM, Linha de Apoio ao Meliante, boa tarde. Em que lhe posso ser útil?

- Olhe, boa tarde! Então é o seguinte: eu queria ser ladrão, mas não sei bem o que fazer para começar o negócio, será que me podia ajudar?

- Posso sim. Estou a falar com?

- Carlos Miguel.

- Então e o senhor Carlos quer fazer o quê ao certo? 

- Eu estava a pensar em fazer assaltos à mão armada, acha que pode ser?

- Pode sim, senhor Carlos! - E o que é que eu preciso?

- Em primeiro lugar, o senhor tem que se deslocar a uma loja de lingerie...

- De lingerie?! Mas eu quero fazer assaltos pá!! Não quero andar a fazer de bichona!!

- Tenha calma senhor Carlos...vai à loja para comprar meias de lycra, para tapar a cabeça.

-Aaah, então se é para isso está bem! 

- Mas têm que ser de lycra, que é para você ver bem, entende?

- Sim, sim. E mais?

- Depois vai a Chelas e pergunta por um senhor chamado Cajó. Ele vende armas e há-de lhe arranjar uma a bom preço.

- Ei lá! Comprar armas na rua?! Mas isso não é crime?

- Não se preocupe senhor Carlos! O Cajó é de confiança e só tem armas do melhor e todas com licença. Ele costuma ir "abastecer-se" à esquadra da PSP de Chelas.

- Ah, se é assim, então está bem!

- E mais uma coisa: o senhor Carlos já é sócio do nosso Clube?

- Ah, não. Mas isso é obrigatório?

- Não. Mas ganha vantagens exclusivas ao ser nosso sócio.

- Diga, diga!

- Damos-lhe uma pistola de calibre 9 mm, para que possa roubar à vontade, um pack de 25 meias de lycra, um advogado para o caso de algum trabalho lhe correr mal, uma conta offshore na Suíça, onde pode depositar o dinheiro dos seus assaltos sem problemas e assistência de 24 horas para o que precisar. E tudo isto por apenas 250 Euros mensais!

- 250 Euros por mês?! Não! Vocês são mas é uns grandes ladrões!

- Pois somos, senhor Carlos. É a nossa profissão. Mas olhe que o Vale e Azevedo é nosso sócio e veja lá se ele não se tem safado bem? Se bem que o sacana já não nos paga a mensalidade do Clube vai para 10 meses...

- É pá, realmente, se o Vale e Azevedo é vosso sócio e se depois de todas as aldrabices que fez ainda não foi preso...é porque o vosso serviço deve ser mesmo do melhor. Pode ser então!

- Muito bem senhor Carlos! E esqueci-me de referir que, quando o senhor acumular 5000 Euros em assaltos, ganha um vale no valor de 1000 Euros a descontar em qualquer hipermercado Continente e nas bombas de gasolina da Galp! 

- Isso é bom, é! Ao preço a que anda tudo...qualquer dia anda tudo a roubar...

 

E é mais ou menos. E da maneira como Portugal se anda a compor, não tarda muito que apareçam mais senhores Carlos por aí, que tenham que roubar para pagar as suas contas...

 

Escrito por: João Cacelas às 16:58
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Mudem lá o nome disso, faxavore!!

Acho que se devia mudar o nome do "Caso Maddie" para o "O caso da menina em que todas as provas apontam para que os seus pais sejam de facto os autores do crime e no entanto, ninguém faz nada para os prender". 

Escrito por: João Cacelas às 18:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (20) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Nova técnica para assaltar pessoas adaptada à Lei das Armas

Com a nova Lei das Armas, a gatunagem que assalte alguém com recurso a uma arma "leva" logo com prisão preventiva. Mas os gatunos são malta esperta e com certeza que já estão a estudar novas formas de praticar assaltos. Até já estou a imaginar como:"Vá, passa para cá o guito ou levas um beliscão no braço!!E olha que é mesmo na parte onde dói mais!!"

Escrito por: João Cacelas às 17:25
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Alimentos falsos

Olá!

Há uns dias, um senhor foi detido por ter, supostamente, falsificado vinho tinto e de o ter comercializado. Esta coisa de falsificar vinhos já não é nova...mas e se a malta se lembra de alastrar as "falsificações" aos restantes alimentos?

Será que em vez de feijão frade, passaremos a ter feijão fraude?

P.S: A única razão que me levou a escrever tamanha poia, foi a piada do feijão fraude...só para a "coisa" ter algum nexo...

 

Escrito por: João Cacelas às 13:57
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Julho de 2008

Afinal são somente umas centenas de milhares...

Em resposta à notícia que hoje saiu na comunicação social (essa malandra) relativa ao número de armas ilegais a circular em Portugal ( são cerca de 1,4 milhões destas sacanas que por aí andam à solta), o Ministro da Administração Interna, Rui Pereira (com base numa estimativa da PSP) afirmou que apesar de não se saber ao certo quantas são, que 1,4 milhões é um exagero e que "apenas" algumas centenas de milhares de armas estão ilegais em Portugal.

Ah, bom! Assim já saio à rua mais descansado ó Rui, se são "só" umas centenas de milhares de armas a circular de forma ilegal em Portugal...

Claro que para esta estatística não contam as armas que desapareceram misteriosamente da esquadra da PSP da Bela Vista...nem aquelas com que dispararam contra o pavilhão onde (já não) estava o Sócrates, que ao que parece também eram da polícia. Estes polícias! Francamente! São piores que crianças! Sempre a "perder" armas por tudo quanto é sítio...

Escrito por: João Cacelas às 15:21
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|

A crise não chega a todos

Apesar da crise interna e externa em que nos encontramos há um negócio que não pára de crescer: o carjacking, que cresceu 55% em relação ao ano passado.

Vou mas é dedicar-me ao carjacking...pode ser que se pedir com educação e quiçá com o auxílio de uma sachola ou uma moca de ponta de aço de Rio Maior as pessoas me cedam as suas viaturas...

Escrito por: João Cacelas às 12:54
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Vale e Azevedo, o coitadinho que foi escorraçado para fora de Portugal

Olá! Sabem o que diz um ovo a um repolho numa panela com água a ferver?

Ovo: "Esta merda está quente!!"

Repolho: " PORRA!!!! UM OVO QUE FALA!!!"

Pois...mais valia terem ficado sem saber não era? Bom, mas não é por isto que vos escrevo. É sim por causa do caso Vale e Azevedo, esse pobre coitado que anda a ser difamado pela justiça, pelos media e pelos tribunais portugueses, pois segundo ele não roubou nada a ninguém ("ah, pois não...se calhar para o que queria gamar, os 2 milhões de Euros que tirou ao SLB foram pouco...fora o resto", diz o povo), muito menos cometeu qualquer tipo de crime e ainda por cima afirma ter sido escorraçado para fora de Portugal. Ele não fugiu, não, nem pensar nisso, mandaram-no foi embora de Portugal, trataram-no de forma desumana. Mandaram-lhe um pontapé no rabo e disseram: "Vai mas é auferir milhares de Euros por mês e fazer uma vida de luxo para Inglaterra, assim onde a malta não te possa prender, ó malandro, que aqui não te queremos!"  Até mete pena olhar para a miséria que é a vida de Vale e Azevedo, com a sua casa de 15 milhões de Euros e o seu carrito de 380 mil Euros e o seu cargo de director numa empresa inglesa, onde ganha milhares de Euros por mês...isto realmente! Tratar assim um homem pá! Para mim, era ele processar o Estado! Dizerem que ele anda fugido da justiça portuguesa...só porque foi para Londres ganhar uma fortuna por mês e fazer uma vida de luxo! Balelas! É evidente que ele está lá sim senhor, mas contrariado! Alguma vez Vale e Azevedo, sério e integro como é, teria saído de Portugal para viver no luxo em Londres a fim de se livrar de cumprir pena na prisão? Nunca! Foi só porque se sentiu escorraçado...o coitado.

Escrito por: João Cacelas às 15:50
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. Outra forma de praticar o...

. O Kamasutra Político: apr...

. Vale e Azevedo

. Olhem só para a pinta del...

. É nisto que eles são bons

. É canibal sim senhor, mas...

. E teve sorte

. Serviço de apoio ao bandi...

. Mudem lá o nome disso, fa...

. Nova técnica para assalta...

. Alimentos falsos

. Afinal são somente umas c...

. A crise não chega a todos

. Vale e Azevedo, o coitadi...

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds