Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

O futebol na Benfica TV

Não sei se o caro leitor já passou pela linda experiência que é assistir a um jogo (ou resumo) de futebol na Benfica TV, o canal do SLB. Se não, quem perde é você. E muito.
Mas, melhor é ver o mesmo jogo em directo numa RTP, SIC, TVI ou SporTv  e depois comparar o mesmo jogo na Benfica TV.  Eu já fiz este exercício várias vezes, sendo que a última foi no domingo passado no Benfica -V. de Guimarães, para a Taça de Portugal.  Vi o jogo em directo na TVI e depois vi o resumo na Benfica TV.
E é aqui, quando se pode comparar a transmissão entre um e outro canal que se vê que afinal o Benfica não criou a Benfica TV só para ter um órgão de comunicação social que lhe seja afecto, coisa inexistente até então - à excepção da Bola, do Record, do Correio da Manhã, etc. Nada disso, o Benfica queria mesmo investir num canal à séria, sem facciosismos nem nada que se lhe pareça.
Nesta altura, o leitor que conheça a Benfica TV deve-se estar a questionar onde é que esse investimento foi feito, que ainda não deu por ele. Se não deu por ele, é porque anda a dormir, caro leitor. O Benfica investiu (e muito) em tecnologia de ponta. Basta atentar na análise aos lances mais difíceis do Benfica-Vitória de Guimarães:
Na TVI, RTP e SIC vimos um jogo sem casos, em que o Vitória - que dispôs de uma ou duas oportunidades de golo flagrantes - soube controlar o Benfica, que apesar de ter atacado mais, fê-lo sempre de forma atabalhoada e desorganizada.
Já na Benfica TV, parece que o jogo foi completamente diferente: o Guimarães marcou um golo por acaso e teve sorte de não ter sido goleado. Note-se também que na Benfica TV há dois penalties por assinalar, todos a favor do SLB. 
É aqui que está todo o investimento do SLB: em câmaras de filmar ultra-potentes que vêem penalties, semana sim, semana sim, onde todos os outros canais não conseguem ver. Aquilo que para a comum das câmaras de filmar dos outros canais parece uma simulação grosseira do Weldon é na verdade, de acordo com as sofisticadas câmaras da Benfica TV, uma entrada dura do jogador vimaranense sobre o avançado encarnado, apenas perceptível graças à alta-tecnologia patente nas câmaras da Benfica TV.
Note-se que outra inovação que a Benfica TV nos trouxe foi a transmissão de jogos de futebol em directo, sem se transmitir o jogo propriamente dito porque não se tem os direitos de transmissão desse jogo! E sim, sou fã da palavra transmissão.
Ou seja, temos dois camafeus na redacção, que estão a ver o jogo pela televisão e o vão comentando, sempre com os olhos postos na tv, que está num plano bastante inclinado, o que confere momentos de rara beleza às "transmissões dos jogos" do Benfica, tal como belos torcicolos aos camafeus de serviço. Ou comentadores, para quem preferir insultar tudo o que seja comentador. Por vezes varia-se as caras dos camafeus com imagens dos jogadores encarnados em exercícios de aquecimento, com grandes planos do cabelo "à Richard Gere" do JJ ou ainda grandes planos dos decotes das adeptas "encarnadas".
E que discussão pós-jogo é que dois amigos que tenham acompanhado a transmissão na Benfica TV podem ter? É mais ou menos isto:
- Então pá, viste a bola na Benfica TV?
- A bola propriamente dita não vi man. Mas vi com cada par delas...c'um camandro. Havia uma morena que me deixou maluco, pá. Grande prateleira que ela tinha.
- Em que lance é que isso foi?
- Foi no lance que era penalti para o Benfica, pá! Até repetiram as imagens três ou quatro vezes, só para dissipar as dúvidas.
- Do penalti?
- Não man, para ver se eram naturais ou não, pá! Às vezes pareces mesmo do Sporting! Que era penalti toda a gente viu! Só os outros canais e as pessoas que não tenham visto a Benfica TV é que dizem que não, mas esses não interessam a ninguém. E viste aquele aquecimento do Nuno Gomes? O homem tem uma classe a rodar os pés que nem te conto. Agora já entendo porque é que o nosso Jesus o deixa no banco. A aquecer com aquela categoria em Portugal há poucos man...
Escrito por: João Cacelas às 15:04
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (25) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

O síndrome de Luís Freitas Lobo

Olá meus amigos, eu tentei. A sério que sim. Tentei tudo por tudo para esperar pelo fim do Barça-Chelsea e só então escrever este post, mas a verdade é que já não aguento ter que ouvir o Luís Freitas Lobo (comentador desportivo dono de um saco lexical que vai daqui até ao Japão) nem mais um minuto sem escrever estas linhas. E não se preocupem que não vou fazer troça da maneira peculiar que Freitas Lobo tem de falar, ou como ele diria, de fazer a abordagem ao vocábulo, através do processo da linguagem oral resultando assim numa série de conjuntos de sons, que bem organizados resultam naquilo a que se chamam de palavras, que por sua vez irão dar origem a frases, que caso tenham reciprocidade, transformar-se-ão em diálogos. Até porque já fiz isso há uns tempos. Foi aqui. Leiam que vale a pena. Se calhar não. Depende da perspectiva. Se estiverem de lado vale, agora de frente não é muito bonito de se ver. Já visto da Lua também é muito agradável.

O que me leva a escrever este post prende-se com o facto de eu estar para aqui a imaginar como será o grande Freitas Lobo na sua vida sexual. O que ele faz. E acima de tudo o que ele diz. E não, não estou a ser parvo, eu estava mesmo a pensar nisto, embora isso já seja ser parvo. E sim, eu disse que não ia fazer troça da sua forma de falar, mas e vocês ainda acreditam no Pai Natal? Mas, voltando ao que interessa: será que Freitas Lobo tem uma abordagem técnico-táctica equilibrada? Que faz transições suaves ou prefere o contra-ataque, apanhando a sua esposa desprevenida,  será que funciona como uma tábua rotativa, que vai rodando por todos os sectores do terreno? Possuí um sistema dinâmico ou mais estático?  E como serão os diálogos com a esposa ou namorada de Freitas Lobo? Eu cá acho que devem ser assim: "minha cara companheira, devo dizer que todos os espaços do seu corpo estão muito, mas muito bem preenchidos. A transição nádega-anca é perfeita e táctica e esteticamente irrepreensível, com uma tendência a fugir para o meio das costas. Ao nível do peito, quer a ala esquerda, quer a ala direita estão muito fortes e preenchem bem os espaços...os seus movimentos e transições defesa-ataque também estão muito fortes, especialmente ao nível da zona pélvica, onde demonstra ter uma grande cultura táctica. Em suma, é uma mulher e amante completa, de classe mundial." E é melhor ficar-me por aqui porque quero continuar a ter leitores aqui no Hemiciclo.

Desculpem lá este momento de estupidez e parvoíce absolutamente gratuitas e sem qualquer propósito.

Para terminar, e para que não digam que aqui não se fala de cultura e arte, recomendo vivamente a todos vós uma visita ao site oficial do Tony Carreira. Vão ver que vos vai ser bastante útil. A mim, já foi. Como estudante de Design Gráfico fiquei a saber como não se deve fazer um website e como não se deve fazer o lettering para esse mesmo website. Aquelas letras que mais parecem salpicos de sangue são um must. Passem por e vejam. 

Escrito por: João Cacelas às 21:08
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (21) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Uma pequena reflexão acerca dos comentadores desportivos

Viva amiguinhos, tudo benzinho? Ontem entretive-me a ver o jogo entre o FCP e o Leixões que deu na TVI. Do jogo propriamente dito, não tenho nada a dizer, mas em relação aos comentadores do jogo muita coisa pode ser dita. Afinal, não é toda a gente que ousa dizer a palavra "admoestar" assim por dá cá aquela palha. Não senhor, isso é coisa que só está ao alcance de um Rui Santos, de um Gabriel Alves, de um Luís Freitas Lobo ou de um João Querido Manha (que além de ser comentador desportivo, tem um nome muito catita). A capacidade destes senhores de dizer palavreado caro é fabulosa, para isso e para fazer analogias durante os jogos que não lembram nem ao Menino Jesus... mas e como será o dia-a-dia destes senhores? É mais ou menos assim:

- Comentador desportivo: José Carlos, já procedeu à lavagem de toda a zona dentária?

- José Carlos: Sim pai, já lavei os dentes todos.

- Comentador desportivo: De certeza? É que parece-me que o flanco esquerdo está um pouco descompensado, já para não falar na zona central, onde as transições de trás para a frente estão a ser muito mal conseguidas. Vá, vamos lá a reforçar essas zonas, se faz favor.

 

 

Escrito por: João Cacelas às 14:07
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Afinal os árbitros têm mais semelhanças com os bois do que se pensava

Um estudo alemão (e é pública a minha admiração por estudos estrangeiros) descobriu que a cor vermelha pode influenciar júris (vulgo árbitros) desportivos. Aparentemente, o vermelho, consegue criar uma posição de dominância perante a cor do adversário e influencia também o árbitro, que sem dar conta disso, no seu subconsciente, acaba sempre por beneficiar quem equipa de vermelho.

E para que serve este estudo? Para dar ainda mais razão ao insulto quase centenário que é dirigido aos árbitros: chamar boi ao árbitro. Porque ao que parece, tal como os toiros, os árbitros só vêem vermelho à frente....a mim, o que me espanta é que cientistas tenham demorado tanto tempo a descobrir uma coisa que um tipo qualquer, que muito provavelmente nem a 4ª classe tinha, descobriu há mais de 60 anos: que os árbitros são mesmo como os bois.

Mas também, vindo desta malta das ciências...estávamos à espera de quê? Aquilo é gente que nunca sai do laboratório...foi como com a clonagem...levaram anos e anos para fazer uma ovelha (Dolly), coisa que um carneiro e uma ovelhita fazem em minutos...

 

Escrito por: João Cacelas às 11:40
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Desporto e Sport...ou apenas estupidez?

Na minha habitual pesquisa de "potenciais parvoíces" resolvi visitar o site do Diário de Notícias e confesso que me sinto um pouco confuso... é que no site do DN, na barra da esquerda, a das diferentes secções do jornal existem duas que me estão digamos que a modos que a confundir, falo da secção de desporto e da secção sport. Toda esta confusão me levou para todo um vasto rol de pensamentos: "Sport, desporto, então mas isto não é a mesma coisa?! Não se trata vá...de desporto? Só se um é de futebol e o outro é dedicado a outras modalidades! Não...tanto um como outro só falam de futebol...não entendo qual a diferença...ah, espera lá! Ai João, João que és mesmo um grande de um totó! Então...sport, desporto...é claro e límpido como as águas do Pacífico que uma secção é dedicada ao futebol nacional e a outra é exclusiva para o futebol internacional, daí estar em inglês! Espera...afinal parece que...tanto uma secção como a outra falam do futebol português...não entendo..."

Não consigo entender isto, a não ser que de entre todos os tipos que fazem o DN, haja uns que pratiquem "desporto" e outros "sport"...

-Tipo adepto do desporto: Então pá! Este fim-de-semana queres ir praticar desporto?

-Tipo adepto do sport: Desporto?! Mas tu estás doido?? Toda a gente sabe que desporto cansa, faz mal à saúde e numa ou outra situação pode inclusivé aleijar!! Eu vou mas é praticar sport, que é bem mais saudável!!

É que se for por causa disto, tudo bem, sim senhor fiquem lá com as secções sport e desporto, porque de outra maneira não entendo...não...ou então não passa de mera estupidez e se assim for, também está bem...porque...de outra maneira...sport e desporto...não percebo a diferença...

Escrito por: João Cacelas às 17:30
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O futebol na Benfica TV

. O síndrome de Luís Freita...

. Uma pequena reflexão acer...

. Afinal os árbitros têm ma...

. Desporto e Sport...ou ape...

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds