Sexta-feira, 19 de Março de 2010

As birras dos meninos na AR

Depois da birra que os deputados socialistas protagonizaram no Hemiciclo (lá no deles, o das parvoíces) com as tampas dos computadores (vide aqui) eis que surge mais um episódio do género envolvendo José Lello (um dos protagonistas do episódio dos computadores).

Desta feita, o episódio deu-se no refeitório da AR, onde José Lello protestou contra a ementa, dizendo que não queria comer a sopa, nem brócolos e muito menos uma peça de fruta. A gota de água terá sido quando Lello pediu um danoninho de morango e lhe disseram que não havia.

Dona Odete, funcionária que atendeu José Lello no refeitório conta-nos tudo: "ele veio para aqui a dizer que queria um danoninho de morango e eu disse-lhe que não tínhamos, os únicos danoninhos que aqui temos são de banana, que eram os que o Dr. Paulo Rangel gostava mas ele foi lá para fora e nunca mais encomendámos disso. Mas ele disse queria era de morango e quando dou por ela, já me estava a rebolar pelo chão que nem um doido. Até me fez lembrar o meu Pupu, que era o meu caniche. Que Deus o tenha..."

E acabamos de receber uma notícia de última hora: parece que José Lello se terá barricado no WC da AR. Dizem-nos que tal se deve ao facto de não haver toalhitas Kandoo Frutos Tropicais na casa de banho. Num comunicado escrito a lápis de cera, Lello reinvidica que os Frutos Tropicais lhe deixam o rabinho mais confortável durante mais tempo. Além disso, também pede um boião de fruta com sabor a maçã. De preferência da Blédina.

Aqui fica uma foto da situação, tirada à socapa por um jornalista:

Escrito por: João Cacelas às 16:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Sábado, 24 de Outubro de 2009

Mickael Carreira e a duração mais ou menos coisa do amor

Reparei há pouco que O Hemiciclo fez no passado dia 17, dois anos de vida. Seguindo aquela moda muito maluca de comemorar os aniversários passado quase uma semana depois de se ter feito anos(para quando dá mais jeito à malta ficar bêbeda), vamos então celebrar o segundo aniversário do Hemiciclo, um lugar que anda há dois anos a tornar a blogosfera num sítio muito...pior.
E há lá melhor forma de celebrar do que com um post sobre Mickael Carreira? Haver até há, mas as mulheres nuas e os anões saíam um bocado caros, de maneira que se optou pelo Mickael. Sem mais demoras vamos ao que realmente interessa.
Nas próximas linhas, o caro leitor vai assistir a toda uma série de comentários que com a ajuda de Deus Nosso Senhor, hão-de ser muito giros. E mesmo que ele não queira, também vão ser. Isto era mais para nos lembramos de Deus, que Ele tem sido tão esquecido nas últimas semanas.
Seguindo a linha do seu pai (e dos outros tipos a quem o Tony "sacou" algumas músicas), Mickael Carreira apresenta-nos "Até o Mundo se acabar", uma canção bem romântica e com muita paixão à mistura.
A coisa até começa bem, com um "Tu és o Anjo dos meus sonhos/ a luz eterna dos meus olhos" e mais coisas do género. Tirando as rimas feitas a martelo, característica comum ao seu pai, Tony (e aos tipos a quem este "sacou" algumas músicas), até nem vai muito mal, até que Mickael diz à sua amada que ela é "Tudo o que eu quero até o mundo se acabar/ És tudo o que eu quero, para mim/Tudo o que eu quero, sem fim/Tudo o que eu quero até ao fim do verbo Amar". E é aqui que Mickael Carreira faz história, ao dar uma resposta concreta à velha questão do "até quando me irás amar?", definindo com toda a certeza a validade do amor que sente pela sua amada, que é nem mais, nem menos, que até ao fim da conjugação do verbo Amar, o que tendo em conta que existem 14 formas diferentes de conjugar este verbo, são mais ou menos 30 minutos de amor.
Note-se que há uma parte em que o jovem Mickael ainda atira um "és tudo o que eu quero até o mundo se acabar", mas, como isso ainda é coisa para demorar o seu tempo, lá se decide pelo fim do verbo Amar. O amor de Mickael Carreira pela sua amada também poderia durar até ao minuto 24 do terceiro episódio da quarta temporada da série "Serviço de Urgência" ou até meio da viagem Lisboa-Porto pela A1, mas por acaso dura até ao fim do verbo Amar. Calhou. 
Ao trocar o fim do verbo Amar pelo fim do mundo, Mickael mostra à sua amada que sim, senhor, gosta dela, mas só porque num futuro próximo não se avizinha nada de interessante. Uma coisa do género: "escuta lá, eu até te curto e tal, mas se no fim-de-semana que vem a TVI fizer uma maratona de Steven Seagal, troco-te pela maratona que é um instante e deixo logo de gostar de ti, ouviste? E quem diz o Steven Seagal, diz o Van Damme, que é outro que aprecio muito".
A maior parte das pessoas não sabe até quando o seu amor durará (excepto aquela parcela que acredita que o amor é como um fósforo: só dura enquanto há pau), mas Mickael Carreira - uma mente iluminada - tem a certeza que enquanto houver verbo Amar para conjugar, ele terá muito amor para dar.
E agora fico à espera de um dueto entre Mickael Carreira e André Sardet, onde juntos irão meditar sobre o aspecto espaço-temporal do amor e espetá-lo numa música, naquele que será um momento de rara beleza. Ou se calhar não. Mas que vai ser um momento, isso é certo. 
Escrito por: João Cacelas às 22:02
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

Fatias finíssimas de ironia (e volta e meia algum escárnio)

Olá. Antes de começar com isto queria agradecer a todos os leitores do Hemiciclo que se preocuparam a ausência um pouco prolongada aqui do estarola que escreve estas linhas. Não se preocupem, estou bem, não fui atropelado por um camião de recolha de lixo e muito menos por um Segway, mas agradeço os milhares de comentários que enviaram, desejando saber do meu bem-estar.
Quero também agradecer à Peixe Frito por achar que este blog é viciante, o que se comprova pelos inúmeros comentários que fizeram durante a minha ausência. 
Terminando com a ironia de fino recorte* e passando a coisas mais sérias, tais como o motivo da minha ausência, tenho a dizer-vos que tal se deve pura e simplesmente a uma coisa chamada de trabalho, esse bicho que faz tanta espécie a muito e bom português.
E isto fez-me pensar: "é pá, ó João, mas tu queres ver que quem anda todo o santo dia de volta do seu blog, actualizando-o de hora a hora, não faz nenhum?*" De maneira nenhuma. Faz muita coisa, mas se calhar não é bem aquilo para que foi contratado. "E será que a blogosfera tem alguma coisa a ver com os fracos índices de produtividade do nosso Portugal?" Tem lá agora. Agora sim, a ironia de fino recorte termina mesmo.
Outra coisa que me inquieta sobremaneira é o Facebook. Muita boa gente deixou de ir ao Hi5, passando apenas a frequentar o "Livro das Caras" com base no poderoso argumento de que: "o Hi5 é para míudos". Sim, porque ter uma quinta virtual, saber se fomos uma rameira ou um calceteiro numa vida passada ou desafiar os nossos amigos para uma partida de Tetris, a ver se eles fazem uma pontuação maior que a nossa já é coisa de adulto...
Voltarei sempre que possa e essas coisas todas, coisos.

* Note-se que o parágrafo que menciona a Peixe Frito não levou com essa malandra que é a ironia.
** Note-se que não incluo nesta lista pessoas que por azar ou por opção pessoal estão desempregadas. Isso e quem trabalhe por conta própria.

 

Escrito por: João Cacelas às 14:16
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (16) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

O Luís Freitas Lobo do trânsito

Afinal o síndrome de Luís Freitas Lobo (ver aqui o que isso é) não afecta apenas comentadores desportivos, tendo-se alastrado para outras áreas.
O mais recente caso foi diagnosticado no comentador de trânsito da SIC Notícias. Expressões como "o trânsito rola de forma bastante tranquila pelo tabuleiro" ou "neste momento, a situação está um pouco congestionada em vicissitude de problemas numa viatura, o que conduziu ao congestionamento de uma das artérias da estrada" revelam claramente que estamos na presença de mais uma vítima do síndrome de LFL. Além dessas provas, também recolhemos outras - em conjunto com o Ministério da Saúde - para nos certificarmos que de facto este comentador de trânsito sofre do síndrome de LFL. Vamos ver:
- Comentador de trânsito: "Então filho, quando é que te disponibilizas para procederes à lavagem das tuas mãos e estrutura dentária para, de seguida, rolarmos pelo tabuleiro na nossa viatura até ao estabelecimento de ensino que tu frequentas? Hein?"
- Filho: "Já vou pai! A mana vomitou o corredor todo e a mãe vai agora lavar o chão. Agora não posso ir!"
- C. T: "Bom, e cá temos então a primeira situação complicada do dia. Um problema técnico no estômago de uma transeunte fez com que esta expelisse uma quantidade considerável de vomitado, impossibilitando assim a circulação naquele troço. A quem se quer dirigir a uma casa de banho, aconselha-se que tome a artéria alternativa àquela, virando à esquerda e rolando pelo tabuleiro - onde a circulação se faz de forma mais aliviada - até chegar ao destino pretendido: o quarto de banho do 1.º andar."
Outra situação:
- C.T: "Bom, estamos em directo do sistema digestivo da Fátima Lopes e parece que há, ad momentum, dois casos críticos, que estão a impedir que a circulação se processe de forma tranquila. O primeiro caso verifica-se no estômago, perto da saída para o pâncreas, onde um bolo alimentar que se deslocava em excesso de velocidade embateu com toda a força na traseira daquilo que parecem ser os restos de uma chouriça de sangue. A outra situação de pára/arranca verifica-se já no interior do intestino delgado onde restos de morcela de arroz se despistaram, complicando assim a circulação no tabuleiro e parando por completo todo o trânsito intestinal. Além disso, o relógio que ela tem na barriga ficou sem pilha e será necessário proceder à troca da pilha gasta por uma nova. No entanto, já foi chamada a Assistência e estima-se que os bifidus activus cheguem ao local dentro de 30 a 40 minutos, a fim de regular estes problemas."
 

 

Escrito por: João Cacelas às 10:58
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (12) | favorito
|
Sábado, 16 de Maio de 2009

O último a sair que apague a luz, se faz favor

Tudo o que é bom acaba sempre. E tudo o que é mau também. Como o Hemiciclo se insere na segunda categoria também terá que acabar. "E quando é que isso será?", perguntam vocês, ao que eu respondo: agora, right here, right now. Exactamente agora.

Depois do anúncio vêm os porquês (não da vossa parte porque para vocês eu escrever aqui ou não é completamente indiferente, mas sim da minha), que são muito simples:

- há muito, muito tempo que andava a pensar nisto;

- escrever no Hemiciclo já não tem o gozo que me dava há uns meses atrás, tornou-se numa espécie de obrigação estranha e um blogue não deve nunca ser uma obrigação;

- gosto muito de vocês e da interacção que isto proporciona mas a escolher entre o Hemiciclo e os trabalhos que tenho que fazer, do curso, obras para a minha exposição, um possível livro, não tenho quaisquer dúvidas em optar pelos últimos e deixar o Hemiciclo para trás porque como vos disse já não me dá gozo.

O funeral do Hemiciclo vai ser amanhã, no cemitério dos Prazeres pelas 10 horas. Quem quiser aparecer será muito benvindo. Quem não quiser também.

E caso interesse a vocês dois, resta-me dizer está a ser desenvolvida uma espécie de livro baseada nalguns posts do Hemiciclo e noutros textos que talvez um dia saia para as bancas, mas isso já não depende só de mim.

E é isto.

 

Escrito por: João Cacelas às 14:57
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (28) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Humor (pseudo)intelectual (1)

Ler este blog é quase tão fascinante e interessante como observar o frenesim que é a vida sexual da amiba*.

 

* Note-se que para a compreensão desta frase é necessário ter conhecimento que a amiba NÃO tem qualquer vida sexual. Não tem piada mas pelo menos alguns de vocês já aprenderam uma coisa nova hoje. E isto, a meu ver, é serviço público.

Escrito por: João Cacelas às 11:05
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Domingo, 12 de Abril de 2009

À conversa com Jesus Cristo (ou uma espécie de continuação do egocentrismo e da heresia do post anterior)

Hoje é Domingo de Páscoa e que melhor forma de assinalar este dia aqui no Hemiciclo do que através de uma conversa com Jesus Cristo? O Hemiciclo esteve naquilo a que se pode chamar de um encontro de titãs, que opôs Jesus Cristo ao outro Messias: João Cacelas (ambos são JC e não é mera coincidência...). Conseguimos juntar os Messias (excepto José Sócrates que não pôde vir) para uma conversa que promete ser, no mínimo "Messiástica" (que é um trocadilho parvo entre Messias e fantástica). Vamos ler:

João Cacelas: Olha o gajo! Então pá, como é que isso vai? Já não te via há 22 anos pá!

Jesus Cristo: Pois...foi quando me roubaste o lugar...sacana...agora ando eu sentado todo o dia à direita do meu Pai. É que ainda por cima só tenho os 4 canais na televisão pá. Já estou farto de ligar para o Meo mas eles dizem que ainda não cobrem a nossa zona...catano mais para isto...

João Cacelas: JC, tem calma...olha que se o teu Pai te ouve a dizer blasfémias dessas é menino para te obrigar a estar 2009 anos sentado no cantinho lá do escritório d'Ele no Céu...

Jesus Cristo: Olha, sempre era melhor do que estar já há 2009 anos sentado ao pé da pomba do Espírito Santo. É que volta e meia lá me manda uma cagadela para cima do manto! É que ainda por cima o manto é branco! E depois quem é que paga a conta na lavandaria?! É o Espírito Santo?! O tanas é que é!

 

Escrito por: João Cacelas às 22:09
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Chamá-los palhaços é pouco

Viva, não vos incomodo por muito tempo mas era só para dizer que acabei agora de ver o debate quinzenal do Parlamento, aquele em que o Sócrates é "questionado" pelos partidos com assento parlamentar embora nunca chegue a responder a sério às questões destes conseguindo-se escapar sempre graças à sua capacidade de mudar assunto e de fazer propaganda ao "excelente" trabalho do seu governo e acho que até nem era má ideia trocar os deputados da AR pelas peixeiras do mercado do Bolhão que sempre faziam menos barulho e eram capaz de ser mais bem educadas do que aqueles que por lá andam...

                              Montagem: João Cacelas

Escrito por: João Cacelas às 17:03
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (16) | favorito
|
Sábado, 4 de Abril de 2009

O Hemiciclo é um blogue reles

Viva caros amigos, depois do Hemiciclo ter sido considerado um blogue reles por uma pessoa que não é leitora mas sim fan(ática) de Tony Carreira que pelos vistos não aceita que haja uma pessoa (que sou eu) no Universo que não goste de Tony Carreira e que o expresse num post, aqui o vosso amigo (que sou eu) resolveu fazer um questionário aos seus leitores (sim, vocês) para aferir o que está bem e o que está mal, o que gostavam de ler (sim, estou a convidar-vos para que escreva posts sobre coisas que gostariam de ler), se gostam do visual do blogue ou se acham que já mudava...enfim, essas coisinhas todas. 

Apelo a todos os leitores do Hemiciclo que respondam a este texto (mesmo que seja para dizer mal) de forma a que o possa melhorar, a ver se deixa de ser um blogue reles e passa a ser só medíocre. Mas é que é mesmo a todos: a você que está a fingir que lê blogues mas na verdade anda a ver pornografia na net, à socapa da sua esposa. Àquela senhora lá ao fundo que finge estar a fazer pesquisa no trabalho mas que anda é a ler blogues o dia todo. Ao jovem que procurou no Google por "mamalhudas gostosas" e cá veio parar e por acaso até gostou e voltou. A todos vocês.

Digamos que este post é um bocadinho como aquele programa que por acaso até está a dar na RTP1, o do provedor Paquete de Oliveira em que a malta dá a sua opinião sobre a programação da Rêtêpê.

Muito obrigado e um óptimo fim de semana para todos e um abraço aos senhores, um beijinho (na mão) às senhoras e balões em forma de caniche para os petizes.

Nota: A ideia do post não é a do "ai, ai, a senhora disse mal de mim". Isso a mim pouco me importa, porque já não é a primeira nem será a última. Isto é mesmo é para pedir a vossa opinião acerca de umas mudanças que quero fazer.

Escrito por: João Cacelas às 21:19
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (44) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

A menstruação, essa maluca

Sim, a menstruação. Sim, é um post sobre a temática da menstruação, mais propriamente da relação da menstruação com a publicidade.

Porque carga de água é que em TODOS os anúncios publicitários alusivos a pensos higiénicos, a menstruação é recebida pelas mulheres como se fosse a melhor e mais maravilhosa coisa do Mundo?

Havia um anúncio há uns tempos, da EVAX, em que tínhamos um penso gigante, onde estava a menstruação representada por uma série de meninas de vermelho a dançar como se fossem a equipa olímpica de natação sincronizada dos EUA (a de ginástica rítmica russa também serve) e que mais tarde se juntam com outras vestidas de branco que representam o penso higiénico e ali ficam, em amena cavaqueira e numa festa bem bonita, cheia de coreografias ao melhor estilo do musical "Mamma Mia!"

É sempre tudo em grande festa e com muita cor e o catano. Uma coisa do tipo: "Amigas, veio-me a menstruação!! Vamos fazer uma festa!! Heeee!! Tenho ali os confetti e o champanhe para bebermos!!"

Nota: Tenho reparado que o Hemiciclo é exclusivamente comentado por mulheres (excepto o Treze e o Marco. Poucos mas bons) , o que para um blogue que não é de mulheres até é bem interessante. Agora, das duas uma: ou só as mulheres é que lêem o Hemiciclo ou os homens até lêem isto mas além de terem preguiça de comentar ainda pensam: "este gajo é estúpido que nem um calhau", o que até tem a sua razão de ser.

Nota 2: A todas as mulheres deixo aqui o meu obrigado e digo-vos assim: Vocês são grandes, senhoras! Muito grandes. As leitoras do Hemiciclo então são ainda maiores, claro está.

Escrito por: João Cacelas às 22:16
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (34) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

O que é que

os meus caros leitores acham se aqui o tipo que vos escreve, compilasse os melhores textos aqui do blog e os publicasse em livro, assim com mais uns textos inéditos à mistura e umas ilustrações bem catitas? Hein?

Seria óptimo, não acham? Tinham para ali papel para limpar o rabo que nunca mais acabava!

E quanto aos mais sensíveis, não se preocupem que eu mando pôr folha dupla.

Escrito por: João Cacelas às 13:36
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

Faz hoje 1 ano

que a pior coisa que alguma vez surgiu na blogosfera nasceu.

Pois é meus amigos, aqui o Hemiciclo faz hoje um aninho. "E o que é que nós temos a ver com isso?", perguntam vocês. Rigorosamente nada, respondo eu, mas como quem manda aqui ainda sou eu, aqui fica assinalado o aniversário desta coisa. 

Escrito por: João Cacelas às 09:50
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (14) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Isto lá são alturas para destaques? Mau...

Era mesmo só para dizer que estou deveras aborrecido. Então não é que ia eu anunciar que aqui o estaminé vai encerrar para férias e a malta do Sapo resolve destacar isto? Olhem, vão visitando o que para aqui anda no arquivo e voltem no dia 8, que isto vai ficar cheio de novidades mais ou menos giras, coisas bem fofinhas como versões renovadas das velhinhas histórias de encantar, algo sempre útil para quem tem filhotes; uma blogonovela que terá muito drama, lágrimas, gonorreia e um ou outro seio ao léu; votações bem giras e muito castiças e claro está, a continuação do dicionário idosês-português; os bitaites do costume sobre os grandes temas da actualidade; algumas das grandes questões do nosso tempo (hoje, por exemplo está sol e um bocadinho para o ventoso) e muito mais...

Nesta semana de "férias" do Hemiciclo, vou fazendo algumas "reposições" de posts um pouco mais antigos aqui do estaminé, espero que apreciem, embora ache isso muito complicado. Digamos que é uma espécie de "best of", mas mais virado para o "worst of", tendo em conta os níveis de qualidade aqui do Hemiciclo.

Beijinhos e abraços e muitos palhaços e bagaços e mais coisas acabadas em "aços" que agora não me lembro.

Escrito por: João Cacelas às 15:56
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Novo nome do estaminé

Olá! Como já devem ter reparado (se não repararam, aconselho-vos uma consulta no oftalmologista pois isso pode ser grave) aqui o estaminé mudou de nome. Para uma "coisa" mais curta e mais fácil de memorizar. Assim sendo, a partir de hoje o "Tudo o que queria saber sobre electrodomésticos, Freud, parvoíces e seus parente(se)s" passa a ser "O Hemiciclo".

E este nome para álem de ser fácil de memorizar, até que é capaz de cativar malta nova que lendo a palavra hemiciclo pensará "ena pá! Um blog que fala sobre o que se passa na Assembleia da República!! Que interessante!!!" É claro que quando carregar a página vai reparar que isto não fala da AR (só de vez em quando) e não tem qualquer tipo de interesse... um abraço profundo, como canta a Lara Li.

Escrito por: João Cacelas às 12:18
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (11) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. As birras dos meninos na ...

. Mickael Carreira e a dura...

. Fatias finíssimas de iron...

. O Luís Freitas Lobo do tr...

. O último a sair que apagu...

. Humor (pseudo)intelectual...

. À conversa com Jesus Cris...

. Chamá-los palhaços é pouc...

. O Hemiciclo é um blogue r...

. A menstruação, essa maluc...

. O que é que

. Faz hoje 1 ano

. Isto lá são alturas para ...

. Novo nome do estaminé

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds