Quarta-feira, 21 de Abril de 2010

O próximo talent show de Portugal

Olá. Nesta semana que se passou foi-me absolutamente impossível escrever algo  minimamente decente aqui no estaminé. Ok. Nunca o fiz anteriormente, mas ao menos tinha tempo para tal.

Acontece que aqui o camafeu que vos escreve foi eleito para Presidente da comissão de organização de um simpósio de Design e Artes Gráficas que se realiza anualmente, aqui no estaminé onde ele se encontra a estudar.

Ora, isso é coisa para me ocupar muito tempo (além daquele que o curso me ocupa) e quem leva por tabela é o Hemiciclo. Por isso, que me desculpem aqueles que possam ficar chateados com esta ausência mas a não ser que queiram passar a escrever aqui, de vez em quando lá terão que haver "desaparecimentos".

Passando ao que interessa: depois da "Operação Triunfo", dos "Ídolos", do programa em que os putos cantavam (na TVI), do outro programa em que as famílias cantavam, dançavam e faziam cabidela enquanto executavam um triplo mortal sincronizado para um fosso cheio de jacarés, eis que surge mais um "talent show": o "Achas que sabes dançar?" (na SIC), onde aparecem muitas pessoas sem noção do ridículo e algumas que por acaso, sim senhor, até dançam.

O que se seguirá a seguir? Um "Achas que sabes fazer renda de birlos?" ou pelo caminho de estupidificação que a nossa "tv" (e país) vai levando, talvez um "Achas que sabes assentar tijolo?". Este sim, seria um verdadeiro show. Mais ou menos assim:

- Júri 1: Então pá, porque é que achas que podes ser o próximo trolha de Portugal? Hã?!

- Concorrente: Citando a "Pedra Filosofal" de António Gedeão...o sonho comanda a vida e este é, de facto, o meu sonho...na verdade eu até tenho uma licenciatura e um mestrado...mas como na obras se ganha mais, parece-me um objectivo ambicioso.

- Olha-me este...vem-me para aqui com pedras filosofais...meu menino, a única pedra que tu aqui tens que conhecer é o cascalho, que é para fazeres o cimento!! Estamos entendidos?! E olha que isso da poesia...é um bocado para o azeitola...

- Mas eu sinto o bichinho do trolha dentro de mim...

- Júri 2: É pá, gosto do teu look. Acho que a camisa desabatoada até ao umbigo e as calças descaídas a mostrar o rego do rabo são exactamente aquilo que procuramos. Mas para se vingar neste programa não basta ter boa aparência. Também gosto da tua atitude. Mas e como é que estamos de piropos? Dá-me aí um, para ver o que é que vales.

- Por ti largava a pá de pedreiro e dava-te o Universo inteiro...

- J 2: É pá...isso é muito fraco...má  projecção vocal, entoação fraca e falta-lhe ordinarice...sabes fazer mais alguma coisa?

- Não, mas estou aqui para aprender...

- J 1: Vamos lá a ver uma coisa: a gente tá aqui para encontrar o próximo trolha de Portugal, não andamos aqui para ensinar ninguém.Tu és mas é um ganda cromo pá. Vens-me para aqui boas maneiras, com poesias e pedras filosofais, licenciaturas, mestrados e mais não sei o quê.

É pá, isso não interessa a ninguém!! Se não sabes mandar um piropo em condições, não sabes abrir uma mine com os dentes, nem tens um tio que te meta uma cunha numa obra onde não faças nenhum, não andas aqui a fazer nada pá!!

- J 2: Tenho pena, mas para se ir longe neste programa não basta ter imagem, pelo que se calhar ficas por aqui.

- J 1: Já começo a ficar farto destes cromos com cursos superiores pá...porra, é só fazer um gajo perder tempo...cambada de azeitolas...

 

Be afraid, be very afraid...

Escrito por: João Cacelas às 11:33
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Abril de 2010

Postgrama (post+telegrama)

É só para dizer que estou vivo mas extremamente ocupado, de maneira que coiso.

Só para vos alegrar, vou fazer uma coisa completamente maluca que passa por publicar uma coisa que realmente tem piada aqui no estaminé. Ao fim de dois anos lá teria que calhar. É pena é não ser minha.

Fiquem então com um número musical dos Monty Python: "Every sperm is good" (em português "Todo o esperma é bom"), numa música que bem podia ser hino oficial da Igreja Católica e que gostaria muito de ouvir cantada pelo Coro de Santo Amaro-Oeiras.

Despeço-me com amizade.

Escrito por: João Cacelas às 20:24
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (11) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

À conversa com Jesus (o Jorge)

Antes de começar com isto queria apenas escrever que o primeiro-ministro José Sócrates é sem quaisquer dúvidas um grande estadista (o melhor que tivemos desde a fundação de Portugal e dos próximos mil anos), sou grande fã dele e acho que a sua licenciatura é tão legítima (e digna) aqui como em qualquer do mundo. Keep up with the good work, Sóquinhas.

Em vésperas daquele que será o jogo mais importante da época do SL Benfica - quartos de final da Europa League frente ao Liverpool - o Hemiciclo entrevistou o grande JJ, em exclusivo e só para nós. Cá vai disto.

O Hemiciclo: Jesus, acha que há o perigo dos adeptos do Benfica o crucificarem caso as coisas corram mal frente ao Liverpool, como sucedeu com o seu homónimo?

Jorge Jesus: Mau...tou a ver que já começeramos com os torcicolos em relativamente ao meu nome...deixe lá o meu harmónio em paz e delimite-se a assuntos relativamente interligados com o jogo se fizer favor que eu gosto pouco de falar de coisas relacionadas com o mundo do isotérmico...

Pronto...está bem. Era só uma piadola pelo facto de amanhã ser sexta-feira santa mas já vi que hoje estamos muito nervosinhos. Masque uma pastilha que isso passa...

Agora não me apetece mascarar bastilhas elásticas. Vames mas é às perguntas.

O Liverpool é teoricamente o adversário mais forte que o Benfica encontrou nesta época. Vai ter isso em conta na forma como o Benfica vai encarar o jogo ou vamos continuar a ver o "rolo compressor" em acção?

A gente neste momento não temos medo de ninguém e o Livrapool que se prepare-se porque a gente vamos fazer o mesmo que a Padeira da Algibeira Rota fez aos castelões há uns anos atrás, só que em vez de uma pá usamos o Luisão e o Javi Garcia.

Mas o Liverpool é uma equipa inglesa...

Mas tem mais espanhóis que ingleses. Eu sei muito bem aquilo que disse ou pensa que lá porque dou alguns canelones no português, não sei de história, hein?

Mudando de assunto...tem alguma coisa a declarar sobre o que recentemente foi dito nas entrevistas de Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira, em que foi se falou de uma eventual transferência da sua parte para o FC Porto, no início desta época?

Isso são assuntos que não passam de boates e falarei deles inoportunamente, até lá quero-me apenas focalizar-me nas competições em que estamos desenvolvidos. No final da época respondo a isso tudo, numa comparência de imprensa.

E sobre as hipotéticas transferências de alguns dos principais elementos do plantel do Benfica no final da época, tem alguma coisa a dizer?

Isso são só coisas no campo da hipoteca e posso-lhe garantir que pelo menos o Saviola não sai porque instalarames esta semana uns degraus nos balneários para ele poder abrir a torneira sozinho e isso só prova que ele cá vai estar no próximo ano porque é um investimento feito depropositamente para ele. A não ser que compremos o Moutinho ó Sporting.

E foi a entrevista possível com JJ...

Escrito por: João Cacelas às 14:46
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Março de 2010

Há precisamente um ano escrevi este post

«Viva, depois de Fátima Felgueiras e Valentim Loureiro eis mais um autarca "manhoso" que se safou (e à grande): Avelino Ferreira Torres, homem sério, de grande postura cujo "hobbie" é pontapear tudo o que lhe apareça à frente. E o que é que eu tenho a dizer sobre isto? Nada. É que nem tenho palavras. Mas tenho uma imagem. Onde? Aqui:

Montagem (adaptada do filme "Este país não é para velhos): João Cacelas

 

Portugal já começa a parecer um filme, não é? Eu cá acho que sim.

 

Nota: Para quem não conseguir ler o que está escrito em baixo, é o seguinte: "Um hino à corrupção in Revista do Colarinho Branco" e "Em Roma sê romano. Em Portugal sê malandro".»

 

Caso TVI, Taguspark, administradores da PT envolvidos em maroscas, pequenos-almoços com o Figo, jornalistas que são problemas a resolver, negócios estranhos com o Magalhães, sucateiros generosos, caixas de robalos, centros de mesa de prata, Armando Vara, enfim...um ano volvido e o filme continua igual...e os protagonistas também (pelo menos grande parte deles).

Escrito por: João Cacelas às 12:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sábado, 27 de Março de 2010

Passos Coelho é o novo presidente do PSD

Olá coisas fofas. Nesta semana que passou estive a modos que muito ocupado e o pequeno órgão que possuo chamado cérebro foi esmiuçadinho ao máximo e como tal, não houve nem tempo nem imaginação para vir aqui ao estaminé, nem para ir aos blogs que costumo ler.

Passando à actualidade...ontem houve eleições no PSD e o sucessor de Manuela Ferreira Leite na liderança do partido vai ser Pedro Passos Coelho (PPC), que venceu as eleições directas com uns expressivos 61%.

No discurso de vitória, PPC apelou à união dos sociais-democratas alertando ainda que a tarefa que tem em mãos não vai ser fácil e colocará todos os militantes do partido à prova.

O novo presidente do PSD afirmou ainda que não será fácil derrotar os socialistas nas próximas eleições mas afiançou que com muito esforço e união por parte do partido, poderão conseguir uma vitória sobre José Sócrates já no Verão, quando o primeiro-ministro e PPC competirem no Sexy Platina, prestigiado pelo jornal "O Correio da Manhã", naquele que será o primeiro combate eleitoral entre Passos Coelho e José Sócrates.

Escrito por: João Cacelas às 14:37
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (12) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Dia mundial da Poesia com uma adaptação dos "putos" de Ary dos Santos

Vós sabeis que brevemente é o dia mundial da Poesia, certo? E que por todo o país haverá momentos de celebração da poesia, sendo um deles o concerto do projecto Rua da Saudade, onde Susana Félix, Viviane, Mafalda Arnauth e Luanda Cozetti cantam poemas do grande Ary dos Santos.

Ora, não sabendo cantar nem recitar, tomei a liberdade de celebrar o dia da Poesia de uma forma um pouco peculiar: adaptando o famoso poema de Ary dos Santos - "Os Putos" - para uma versão mais adequada relativamente aos dias que correm. Cá vai.

 

Os Corruptos

 

Uma caixa de robalos, chicharros

Um relógio Montblanc, coisa barata

Um negócio traquina, uns barcos

E o Godinho a lucrar, na sucata

 

O ex-gestor ganha bónus de milhões

Um pardal de gravata, astuto

Que até aldrabou um dos patrões

E vai ser julgado como corrupto

 

Parecem bandos de pardais à solta

Os corruptos, os corruptos

Banqueiros, políticos, empresários, da alta
Os corruptos, os corruptos
Mas quando a mentira cai

E se descobre a verdade
Sentam-se ao colo do pai
E juram honestidade
Em comissões de inquérito
Nunca sabem de nada
São os corruptos deste povo
A aprenderem a ser boys

 

Uma licenciatura dominical

Basta um fax e é-se engenheiro

É só saber inglês "technical"

E ter um amigo reitor é bem porreiro

 

Parecem bandos de pardais à solta

Os corruptos, os corruptos

Banqueiros, políticos, empresários, da alta

Os corruptos, os corruptos

 

Nota: desculpa lá qualquer coisinha, ó Poesia.

Escrito por: João Cacelas às 20:25
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (13) | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Antevisão do Marselha-Benfica com Jesus

Logo às 18 horas, o Benfica irá decidir o seu futuro na Liga Europa, frente aos franceses do Marselha e como não poderia deixar de ser, o Hemiciclo foi falar com o treinador dos encarnados, Jorge Jesus.

- O Hemiciclo: Jorge Jesus, acredita que este Benfica tem capacidades para vencer a Liga Europa?

- Jorge Jesus: É pá, nã vames já pôr as carraças à frente dos bois nem andar pra aí a cantar vitória emancipadas, nem andar a embandeirar em barcos! Para já, temos que provar que somos mais melhores que o Marselha e depois, logo se vê...

- Por falar em Marselha, depois do empate a uma bola na 1ª mão (em Lisboa), decerto que espera grandes dificuldades frente à formação francesa?

- Sim. Esta equipa do Marselha é em termos do atletismo muito forte, ou seja, é uma equipa metafisicamente muito forte e além disso, eles marcarem um golo fora, o que pode complicar as coisas pó nosso lado. Antevejo um jogo que não vai ser fácil e que se pode vir a tornar num pau de dois bicos para o nosso lado...

- Pois. E que Benfica iremos ver? O das goleadas ou aquele que vimos na primeira mão que teve grandes dificuldades para conter o Marselha?

- Vames lá a ver: a gente já sabe que quando o Benfica não goleia parece logo que é uma situação paranormal, mas a verdade é que se tem que dar mérito ao Marselha porque eles no jogo da primeira demão conseguiram estar muito elevados ao nível, portanto do nível.

- Como está neste momento a confiança no balneário?

- Está em níveis muito elevados, até porque agora meterem lá tapetes antiderrapantes e assim, abaixa-se o risco de haverem jogadores a aleijarem-se. Além disse, também fizeram questão de meter um banquinho que é para o Saviola conseguir abrir a torneira solitariamente.

- Vou reformular a questão: quando falo em balneário não é no espaço físico em si mas sim para saber como está o estado de espírito do plantel.

- Isso são coisas que só nos dizem respeito à gente. Neste momento, o nosso plantel é impermeável a agressões vindas do exterior de fora e isso são assuntos que se resolvem-se no nosso forno interno. Mas posso-lhe dizer que a confiança da equipa neste momento está em alta, a nossa confiança chega até à picaretas da Lua e acreditamos que podemos ganhar este jogo e outro qualquer que a gente posseramos fazer. Prontes, posso me ir-me embora ou quê?

- Pode, pode...

E foi a entrevista possível com Jorge Jesus, um homem que trata a língua portuguesa nas palminhas.

Escrito por: João Cacelas às 13:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Março de 2010

As homenagens póstumas em forma de estátua

Antes de começar com isto, queria-vos pedir encarecidamente (se soubesse onde moram era com uma moca de Rio Maior, mas como não sei, fico-me pelas simpatias) que se dirigissem ao site da Super Bock e fossem àquela coisinha dos blogs e votassem no Hemiciclo, pode ser?
Vá, votem até dia 24 de Março. Não dói nada, como diria o Tomás Taveira. Mas olhem que têm se registar no site...e assim que estiverem tooodos lá dentro (voltando a citar o Taveira), a coisa dá-se bem. E passam a ser os melhores leitores do mundo (no caso do Taveira, eram as alunas que eram as melhores do mundo).
Mudando de tópico...vamos falar de homenagens póstumas em forma de estátua. Bem sei que a temática das homenagens póstumas em forma de estátua é um tema que já foi exaustivamente debatido aqui e ali (e duas ou três vezes acolá), mas sendo este um assunto com tanta substância, penso que pode ser abordado mais uma vez.
Antes de mais, devo dizer que sou contra a homenagem póstuma em geral. Parece-me muito mais digno homenagear a pessoa enquanto esta respira do que após o esticanço do pernil.
Ora, para mim, homenagear alguém com uma estátua é muito semelhante a dar os parabéns a alguém que acaba de ter o primeiro filho.
Felicitamos a pessoa, mas na verdade regozijamo-nos porque sabemos perfeitamente que um bébé está mais perto de ser uma espécie de filho do diabo do que um querubim fofinho. Há uma forte carga de cinismo naquele "parabéns" que damos aos recém-papás, assim como quem diz: "ai queixavas-te que o meu puto fazia muito barulho...pois agora vais ver o que é bom para a tosse...não hás-de dormir durante 3 ou 4 meses que é para veres o que é bom...". Já para não falar nas fábricas de cócó que eles são.
Quanto às estátuas, passa-se o mesmo. À primeira vista, ser homenageado com uma estátua parece um gesto muito bonito, não é? Ficamos eternizados para todo o sempre e o camandro e etc. e coiso...
Tudo isto é muito bonito, não fosse uma coisa chamada elementos de claques de futebol a trepar pelas estátuas acima para celebrar as conquistas dos seus clubes. Ah, e o cócó de pássaro também chateia um bocadinho.
Em suma, quer numa situação ou noutra é tudo uma questão de fezes. E de pombos (ou outra espécie de pássaro).
Sim senhor, que os tipos das claques têm algum desconto face aos pombos visto que os últimos ainda são capazes de desenvolver dois ou três raciocínios.
Em suma: quando homenageamos alguém com uma estátua não estamos só a eternizá-lo para todo o sempre. Estamos a sujeitá-lo ao convívio constante com criaturas irracionais e com cócó de pombo para todo o sempre e com toda a franqueza...não vejo bem onde é que a dignidade fica no meio de tudo isto...
Eu bem sei que tudo isto parece muito parvo (de facto, é) mas perguntem lá ao Marquês de Pombal (como fazer a pergunta já é com convosco...falem com a Alexandra Solnado que pode ser que ela vos desenrasque) se ele soubesse o que sabe hoje, se gostaria de ter uma estátua em sua homenagem. Parece-me que a resposta é a modos que evidente.
Por isso, já sabem, se alguma vez me quiserem homenagear façam o favor de não me erguer uma estátua, ok?
Beijinhos fofos e boa noite.
Votem no Hemiciclo, ok? Não posso oferecer chouriças de sangue ou varinhas mágicas ou microondas ou até bilhetes para concertos do Tony Carreira mas sempre vos posso enviar um rebuçadinho para as vossas casas por correio. Até ao meu regresso.
Escrito por: João Cacelas às 23:33
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (7) | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Mais uma bomba de Sócrates

Ainda sobre o "caso Mário Crespo", eis que rebenta mais uma bomba relacionada com José Sócrates e os media.

Além de MC e Medina Carreira, também foram citados como "problemas a resolver" os nomes de Pedro Passos Coelho, Diogo Infante e Paulo Pires, putativos rivais de José Sócrates na luta pelo prémio Sexy Platina 2010 do jornal O Correio da Manhã.

Segundo a mesma fonte, em 2009, José Sócrates terá ligado para a redacção do suplemento "Vidas" (revista responsável pela votação do Sexy Platina) e terá exigido ao director da revista integrante do CM que colocasse fotografias dos seus principais adversários ao título Sexy Platina em ângulos pouco favoráveis, para que este pudesse ficar favorecido e assim recolher mais votos e vencer, como viria a acontecer.

A mesma fonte refere que Sócrates terá feito pressões para aparecer na capa da revista Playboy.

Sócrates terá dito ao director da revista: " se o Ricardo Araújo Pereira posou na vossa capa, porque não posso posar eu que sou muito mais elegante e fofinho e além disso, eu não me importo de posar em lingerie ou em pelota. A Vitoria Secrets está com uma colecção que é um mimo, pá". 

Escrito por: João Cacelas às 11:56
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (16) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Os sabores das batatas fritas ou uma espécie de analogia parva sobre a artificialidade vigente na sociedade contemporânea

Olá. Apesar de ser um jovem para a vida, ainda sou do tempo em que havia apenas um ou dois sabores de batata frita: as normais (com sal) que eram lisas ou onduladas e as com sabor a presunto e a verdade é que estes dois sabores chegavam muito bem.
Após o "boom" das águas com sabores, assistimos agora ao "kaboom" dos sabores de batata frita.
Temos desde coisas relativamente simples, mas ainda assim parvas, como o sabor a tosta mista (ora, para isso compro pão que me sai mais barato...), com sabor a ketchup, barbecue, tomate, salsa...a coisas mais parvas como frango assado no forno, cebola caramelizada com não sei o quê até àquele que eu considero o expoente máximo da parvoíce no que a sabores de batata frita diz respeito: o sabor a lima. Batas fritas com sabor a lima? E no meio disto tudo, só apetece perguntar: então e as batatas fritas com sabor a batata, pá?
O que se seguirá a seguir? Batata frita com sabor a chanfana? A bacalhau? Batatas com sabores conceptuais, como a alma, a tristeza ou a alegria?  Pelo andar da coisa, daqui a uns anos acontecerá isto:
- Bom dia, queria um pacote de batatas fritas...
- Bom dia, e qual dos 7500 sabores vai desejar? Os que têm tido mais saída são o sabor a melancia...o éter também vende muito benzinho...a batata frita com sabor  a metanfetamina também tem muita saída, mas é mais à noite...e temos agora um sabor novo, que é uma invenção completamente ousada!
- Ai sim? E que sabor é esse?
- São batatas fritas com sabor a batata! O que estes homens inventam!
É pá, quanto a vocês eu não sei, mas eu não quero educar os meus filhos num mundo onde não haja batatas fritas com sabor a batata...
E reparem que esta artificialidade da comida, a que uns chicos-espertos tomaram a liberdade de chamar "gourmet", não se cinge apenas ao universo da batata frita. Ainda há dias vi uma coisa genial: mozarela de soja.
Ora, sabendo eu que a mozarela é proveniente do leite de búfala e que a soja é um vegetal, como é que isto se processa? As búfalas agora também dão soja? Ou é a soja que agora também dá leite de búfala?
Não deixa de ser curioso que um produto que é direccionado para vegetarianos, seja do mais artificial que há. Aliás, praticamente tudo o que é comida para vegetarianos é mais artificial que os seus correspondentes "originais", ou seja, que não tenham soja (excepto os vegetais, claro).
É claro que mais de metade dos vegetarianos também o são apenas por uma questão de moda...
Enfim, mas quem diz mozarela de soja podia dizer chouriço de soja, leite de soja, enfim...há tudo e mais alguma coisa de soja.
Outra coisa gira que vi há dias é uma espécie de natas, mas que não são bem natas. No entanto, é garantido que sabe a natas (é o que diz no pacote). Ora, excluindo os alérgicos à lactose, que não são assim tantos (e os so called vegetarianos), quem é que vai comprar uma coisa que não é natas, mas que sabe a natas e que custa o dobro do preço?
E se isto se alastra a todos os produtos alimentares? Qualquer dia estamos a comer um bacalhau com natas que não leva natas, nem batatas e muito menos bacalhau, mas no entanto sabe a bacalhau com natas. Mas com a breca, isto deixa de ser bacalhau com natas, camandro! Quem degusta algo com prazer não se fica pelo sabor, há o aroma, a textura, as cores...e não me parece que com batata frita com sabor a lima ou com mozarela de búfala e com um bacalhau com natas que na verdade não é bem bacalhau com natas, visto que não leva nenhum dos ingredientes existentes na receita, mas que no entanto sabe a bacalhau com natas se possa desfrutar do que se come. Sei que é confuso e vou parar por aqui (até porque a missa já vai mais longa que o desejável).
Dizem que o que comemos se reflecte em nós próprios. É certo que sim, mas penso que vai ainda mais longe: reflecte-se também no "estado de saúde" da nossa sociedade que tal como a comida, é cada vez mais artificial e só não apodrece porque está carregadinha de "conservantes" e outras coisas que tais que lá vão disfarçando (ou adiando) o "fedor" e a "podridão".

 

Músicas, cantigas, melodias e seus semelhantes: Chiclete, Táxi
Escrito por: João Cacelas às 09:10
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (13) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Os verdadeiros motivos por trás da condecoração do Santana

Olá. E Pedro Santana Lopes lá foi condecorado pelo presidente da nossa "Rascapública" - Aníbal Cavaco Silva - com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo por "serviços prestados à Nação". 
E ainda há quem se atreva a dizer que o Cavaco é desprovido de qualquer sentido de humor, que é um cinzentão e o camandro. É pá, se isto não prova que o homem tem um senso de humor que vai daqui até à China, eu vou ali e já venho.
Uma coisa que se notou foi o facto de PSL não ter esboçado um único sorriso ou algo que se parecesse durante o acto da condecoração, demonstrando que as suas relações com Cavaco Silva já tiveram melhores dias.
Ora, os espertalhões dos media apressaram-se logo a dizer que tal "mal-estar" se deve ao facto de Cavaco Silva ter escrito um artigo onde referia que se deviam afastar os maus políticos, " a má moeda" (Santana era um deles) e que supostamente terá estado na origem da decisão de Jorge Sampaio, PR da altura, a dissolver o Parlamento.
Bom, isto não passam de conversas de comadres, meus meninos. Segundo o que o Hemiciclo conseguiu apurar, o mal-estar do Santana deve-se ao facto deste achar que os serviços que este prestou à Nação não terem sido devidamente valorizados, nem recompensados." O Pedrocas não se mostrou muito alegre na condecoração porque ele ainda não recuperou do facto de não lhe ter sido entregue o prémio carreira do Palhaço de Ouro, no passado mês de Dezembro", disse a fonte.
A mesma fonte acrescenta: "Ora, uma pessoa que fez a palhaçada que ele fez só em 4 meses de Governo e quando esteve na CML merecia ser distinguido com o prémio carreira, como forma de homenagem pelos serviços que prestou à Nação. Não é fácil fazer rir os outros e o Pedrocas fê-lo como poucos o fizeram. Felizmente o presidente Cavaco Silva reconheceu valor ao trabalho que o Pedrocas fez na área da palhaçada e lá acabou por o condecorar. Ele elevou a palhaçada política para um novo nível, fez rir milhões de portugueses a cada vez que abriu a boca...ora, se isto não é prestar serviços à Nação, ó meu amigo..."
Eu também acho que pelas vezes que PSL fez rir os portugueses esta condecoração é mais do que merecida.
Pelas piadas que disseste, por essa coisa estranha na parte de trás do teu cabelo, pelo facto de andares sempre por aí, mereces essa condecoração e muito mais Pedro. 
Os do circo não te deram o Palhaço de Ouro, mas o Hemiciclo reconhecido pelo grande trabalho que fizeste, resolveu homenagear-te. Ora toma lá, Pedrocas, meu grande palhaço:
 
 Montagem: João Cacelas
 
Ah, segundo a mesma fonte, Santana Lopes estava um pouco macambúzio porque o que ele realmente queria era ter sido surpreendido por Cavaco Silva no programa da Fátima Lopes, coisa que não aconteceu. Fica para a próxima Pedro...enquanto andares por aí, tudo pode acontecer.
Escrito por: João Cacelas às 16:41
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Coisinhas

"Facebook. Revolta por causa de mudanças no sistema de privacidade"in Público online.

Olá aboborinhas, tudo bem? Segundo consta, as mudanças do sistema de privacidade do Facebook que tinham sido anunciadas há coisa de um mês, começaram a ser implementadas no Livro das Caras desde ontem à noite e já estão a ser alvo de duras críticas por parte de associações de utilizadores do Facebook (isto existe!?) e estão a gerar uma enorme revolta nos utilizadores de todo o Mundo e de algumas partes do Samouco.

O Hemiciclo soube, através de fonte próxima de uma dessas associações, que está a ser planeada uma revolução no Facebook, com o intuito de voltar à anterior política de privacidade. Segundo conta a mesma fonte, tudo começará com uma invasão de patinhos feios do Farmville ao perfil do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg. Após esta primeira investida, Zuckerberg será autenticamente fuzilado com convites para fazer o quiz "Quem foste numa vida passada?", o que deverá enfraquecer sobremaneira a paciência do fundador do Facebook e por fim, segundo nos revela a fonte, a estocada final será feita através de uma mega invasão, à escala planetária, de porcos do Farmville no perfil de Zuckerberg, "com sorte, pegam-lhe a gripe", conta a nossa fonte. "E se isso não resultar, recorremos às fotos da produção que a Maya fez para a FHM, do Alberto João Jardim em cuecas e aquela do José Cid em pelota, só com o disco a tapar-lhe o coiso. Assim, muda de ideias que é um tirinho. Com estes, nem é preciso recorrer aos mails em cadeia em que nos nasce um furúnculo no rabo, se não os reenviarmos a mais de 15 pessoas no prazo de uma hora ", finaliza.

E antes de ir embora...estão a ver aquela coisa que diz "Super Blog Awards", ali à esquerda? Ora bem, o estarola que vos escreve resolveu inscrever-se no concurso em que a Super Bock irá premiar os melhores blogues da temporada 2009-2010 (na categoria Humor e Entretenimento, o que por si só, já tem graça). As votações são entre 24 Fevereiro a 24 de Março e acho que só vos ficava bem irem lá votar no Hemiciclo, ok? Se alguma vez vos fiz rir e tendo em conta que rir faz bem à saúde, parece-me justo que se dirijam  ao site dos Super Blog Awards e votem no Hemiciclo. Não dói nada, como diria o grande Tomás Taveira.

Seguindo o exemplo do Major Valentim Loureiro, aqui vos deixo algumas dicas para votarem no Hemiciclo:
- Caso só se possa votar com o mesmo computador uma só vez, peçam aos vossos amigos para irem à net nos computadores deles e votem lá. E na empresa onde trabalham façam o mesmo, se faz favor.
- Caso se possa votar várias vezes com o mesmo computador, percam uma hora por dia a votar no Hemiciclo. Além de ser um passatempo extremamente divertido, também é de grande utilidade para quem sofre de insónias.
- Nas outras categorias, votem em quem quiserem. Ou então não votem porque o Hemiciclo não está lá.
Beijinhos, abraços e muitos palhaços.
Escrito por: João Cacelas às 18:36
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (23) | favorito
|
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Calças pull-up e etc. e coiso

Olá coisas fofas. Ontem à noite, após uma ida ao cinema, para ver mais um daqueles filmes sobre o apocalipse (o 2012, sobre o qual escreverei em breve) deparo-me com algo muito catita: ao passar por uma loja de roupa, vejo na montra as novas melhores amigas das mulheres: as calças pull-up ou anti-celulite (como apregoava o cartaz).

Como se não bastassem as pestanas falsas, as unhas falsas, a base que disfarça todo e qualquer defeito, o Wonderbra, as cintas que disfarçam a barriga, as extensões, agora surge esta pequena maravilha de ganga: calças que tornam todo o rabiosque redondinho e perfeitinho (enquanto estão vestidas, claro está).

Isto é batota, minhas meninas. E da grande. Já imaginaram o que é um indivíduo sair com uma jovem artilhada com todos estes gadgets? Pensa que lhe saiu a sorte grande e quando passam à "fase seguinte", só entre tirar unhas falsas, pestanas, cintas, soutiens push-up e calças pull-up demoram mais tempo do que os preliminares e o acto propriamente dito, tornando aquilo que deveria ser bom numa chatice e tanto.

Já para não falar no trauma que o rapaz pode apanhar, caso as luzes estejam acesas e deparar-se com a sua Cinderela a transformar-se no Shrek (ou na Valentina Torres, que é a mesma coisa) mesmo ali,  à sua frente: as mamocas desenrolando-se como uma carpete, à medida que o "suti-mamas" maravilha vai saindo, a barriga a abater, qual iceberge a espetar-se nas águas geladas do Ártico e por fim, para completar o cenário apocalíptico, a derrocada do rabo, assim que são retiradas as calças mágicas e por aí diante.

E pior é se durante a "acção", as luzes estiveram apagadas e no dia seguinte, o jovem acorda e vê - espalhadas pela cama - unhas postiças, pestanas e a lingerie da moça e sinais dela, nada! E nisto (ainda sobre o efeito do álcool), o jovem pensa que está na Twilight Zone e que a moça com quem passou a noite terá sido abduzida por aliens, tendo sobrado apenas as suas pestanas e unhas.

E quando ela aparece, o jovem depara-se com uma rapariga completamente diferente, o que o poderá levar a pensar que o seu estado de alcoolémia era tanto que se terá enganado na rapariga com que era suposto ir para o "bem bom" e tenha deixado a top model especada no bar. Ou então que aquilo é para os Apanhados.

Além de todos estes inconvenientes há um ainda maior que é o de nos andarem a enganar, aparentando ser algo que não tem nada a ver com a realidade.Mas, pior que isso é estarem-se a enganar a vós próprias.

Vá, deixem-se lá de soutiens push-up, unhas e pestanas falsas, calças pull-up e mostrem-nos quem são na realidade, por dentro e por fora. É que nós, quando gostamos mesmo de alguém não precisamos cá de supermodels, apenas de muito amor e carinho, está bem?

Escrito por: João Cacelas às 14:28
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (18) | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Outra forma de praticar o crime em Portugal: com meiguice

Muito se tem falado em criminalidade violenta nos tempos. Muita gente até já se questionou se o crime por si só não é uma coisa violenta e que aleije o suficiente. É sim meus meninos, mas o que vocês não sabem é que as autoridades usam o termo "crimes violentos" para o diferenciar da outra modalidade do crime praticada em Portugal: os crimes meiguinhos.

Passo a explicar: no crime praticado em Portugal há duas categorias: a violenta e a meiguinha. E como a primeira tem vindo a ganhar muito protagonismo face à segunda, o Hemiciclo, que é amigo dos pequeninos, resolveu entrevistar José Alberto, um praticante de crimes meiguinhos, considerado por muitos como o último gentleman do crime
português, para que vocês possam ficar familiarizados com esta forma muito mais fofinha de praticar o crime. Então cá vai:
Hemiciclo: Boa tarde José Alberto, o que é isto do crime meiguinho?
José Alberto: Olhe, o crime meiguinho é mais que uma forma de praticar o crime, é uma maneira de estar na vida. Só quem pratica a crimomeiguice entende do que falo. Isto não é só roubar e tal, é uma coisa séria e que tem que ser encarada como tal.
 Mas, José Alberto, não me respondeu à pergunta...
 Lá está! Você pratica crimomeiguice? Não, pois não? É óbvio que não entenda do que lhe falo.
Mas então no que consiste a crimomeiguice? Quais as diferenças em relação ao crime violento?
Olhe, eu nem queria falar nessa bandidagem, que isso é malta que só vem desprestigiar a prática criminosa que se pratica em Portugal, que  como já lhe disse é uma coisa séria e muito bonita.
Se o José Alberto é um criminoso meiguinho eu não sei, mas que foge muito bem às perguntas, lá isso foge...
É do hábito. Sabe que isto de ter que estar sempre a fugir à polícia torna-nos em pessoas esquivas e fugídias.
No que consiste então a crimomeiguice?
É muito simples: a regra de ouro da crimomeiguice é a boa educação. Para se praticar o crime meiguinho há que ser bem-educadinho e usar muitos diminutivos, as pessoas gostam disso, se não conseguir fazer isso nem vale a pena tentar enveredar por esta vida.
Pode exemplificar?
Com certeza! Olhe, ainda na semana passada assaltei uma senhora que estava a entrar no seu carro, no estacionamento de um centro comercial e como é que acha que eu a abordei? Aos gritos? Com uma pistola apontada à cabeça? Claro que não! Isso é para os brutos do crime violento! Cheguei ao pé dela e disse-lhe: "Muito boa tarde, será que a senhora se importava muito que eu a furtasse e lhe ficasse com o carrinho e quiçá, com um ou outro objectozinho de valor que possa ter em sua posse? Ficava-lhe muito agradecidozinho se me fizesse esse obséquiozinho. Isto se não tiver nada combinado para agora." É claro que ao princípio a senhora assustou-se, mas depois cooperou comigo.
Mas assim? Sem ameaças?
Com certeza! A regra n.º 2 da crimomeiguice é não ameaçar a vítima em circunstância alguma. É claro que temos as nossas armas, mas é mesmo só para assustar. Normalmente até ofereço uma rosa às senhoras e um par de peúgas com losangos aos senhores.Orgulho-me de em 25 anos de carreira nunca ter disparado um tiro, a bem dizer, mesmo que o quisesse fazer  não sabia como, mas isso não interessa nada. Outra regra-chave é tratar bem as pessoas. Neste assalto que lhe falei, por exemplo, até fiz questão de deixar a senhora à porta de sua casa e só depois lhe fiquei com a viatura e com 200 Euros e mais umas jóias valiosas. E no fim, ainda me agradeceu pela boleia. E se a casa das vítimas for a alguma distância, deixo-lhes sempre dinheiro para o Táxi. Esta nem é por simpatia para com as vítimas, mas sim para ajudar os taxistas que se nós, ladrões, não nos ajudarmos mutuamente, ninguém o vai fazer por nós.
Pois...e o que acha desta vaga de crimes violentos?
Já lhe disse que disso não falo! Você é chato pá!!!!
Mas diga lá.
Olhe que o amigo já me está a tirar do sério!!!!
Então mas e a boa educação e tudo isso?
Mau Maria, que o gato já mia. Não me arrelie!!
Afinal o José Alberto não é assim meiguinho quanto... -"POW!!POW!!!POW!!!!" (disparos) - ...issoooo...
É lá, que afinal isto sempre funciona e eu a pensar que o Cajó me tinha vendido uma réplica...então e agora? Já não fazes perguntas pois não? Toma lá que é para aprenderes a não ser chato! Olha-me este! A pensar que troçava com a crimomeiguice! Isto é uma coisa muito séria meu menino! Não se brinca! Mas já agora, porque sou bem-educado, vou levá-lo ao hospital que a coisa parece estar feia para o seu lado...esse osso da clavícula à vista e o pulmãozito perfurado...hummm...isso é coisa para dar em chatice...
Nota: entendam por crime violento os assaltos com à mão armada e coiso e tal. Os políticos não são chamados para este caso.
Escrito por: João Cacelas às 10:18
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

O Pai Natal

Seres humanos, antes de começar com isto tenho que fazer menção à Fábrica de Letras, essa coisa muito linda em que uma série de criaturas escreve um texto sobre determinado assunto e o publica lá. Menciono a Fábrica visto que este texto  "vai para lá" e porque eles nos obrigam a mencioná-los nos nossos textos. Sem recorrer à violência. Só ao último cd do Nel Monteiro. Passem por lá e leiam os restantes posts, nem que seja por pena. O tema deste mês é, obviamente, o Natal. Embora este texto seja dedicado ao Pai Natal, mas está tudo relacionado...
Ah, o Natal. Época de convívio familiar (ou de cinismo), da maratona dos filmes do Beethoven na TVI, (não é este, é o outro), de paz e de alegria, de muita doçaria, do bolo-rei, de oferta de cuecas e meias e muitas diarreias, de prendas e claro, do Pai Natal, esse malandro. Por esta altura, perguntar-se-á o leitor porque carga de água eu insulto de forma gratuita o Pai Natal. Em primeiro lugar, porque me apetece e depois porque ele é de facto, um malandro, para não dizer pior. Se o leitor não acredita em mim, analisemos os factos:
O Pai Natal só trabalha uma vez por ano, na madrugada de 24 para 25 de Dezembro, estando o resto do ano sem fazer nenhum. Neste aspecto, o Pai Natal é similar a muitos portugueses, que trabalham o tempo mínimo necessário para que possam depois ser despedidos e usufruir do subsídio de desemprego durante muito tempo, sem ter que fazer nenhum.
Tendo em conta esta comparação, o termo "Natal é quando um homem quiser" ganha um pouco mais de força - pelo menos em Portugal - a ver pelos inúmeros "pais natais" que por aí andam...
E como se isto fosse pouco, para não ter que trabalhar todo o ano, o calão do Pai Natal tem duendes que, segundo o próprio, fazem "trabalho voluntário". Ora, eu não tenho conhecimento do que vem no Código do Trabalho acerca dos duendes, mas ter alguém com 30 cm de altura a fazer trabalhos pesados e sem ser renumerado cheira-me um bocado a exploração. É contranatura. É como imaginar o Jorge Jesus a recitar "Hamlet". Não pode ser feito.  Há caixas de cereais maiores que alguns duendes, catano! E quase que aposto que não têm seguro de acidentes de trabalho.
Acho vergonhoso que as autoridades ainda não tenham feito nada para resolver esta situação. E, além disso, o Marques Mendes não merece estar tanto tempo longe da sua família.
A juntar a isto, o Pai Natal tem renas que o levam por todo o Mundo no único dia em que este se lembra de trabalhar. Nove animais têm que atravessar a Terra de um lado ao outro numa só noite! E ainda há quem fale em exploração dos animais do circo! Onde é que estão esses activistas agora? Hein?
Mas há mais: uma das renas - o Rodolfo - tem uma luz vermelha espetada no seu focinho. Mas que raio de dono é este que deixa um animal andar com uma lanterna vermelha dentro do focinho e não o leva ao veterinário para ver se aquilo é grave? Não! Nada disso. Em vez disso, o Pai Natal aproveita o facto do Rodolfo ter uma lanterna enfiada no focinho para o meter à frente das outras renas, a iluminar o caminho, só para poupar dinheiro em luzes para o seu trenó. Além de explorador é sovina, o raio do homem.
Só para terminar, chateia-me saber que há pais a trabalhar que nem cães para poderem dar o último grito em bonecas que fazem xixi aos seus petizes para depois vir um caramelo - o Pai Natal - ficar com os louros daquele presente. E de todos os outros, já agora.
Ora, se isto não é um tipo com mau carácter, então não sei o que seja.
Escrito por: João Cacelas às 09:13
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (21) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. O próximo talent show de ...

. Postgrama (post+telegrama...

. À conversa com Jesus (o J...

. Há precisamente um ano es...

. Passos Coelho é o novo pr...

. Dia mundial da Poesia com...

. Antevisão do Marselha-Ben...

. As homenagens póstumas em...

. Mais uma bomba de Sócrate...

. Os sabores das batatas fr...

. Os verdadeiros motivos po...

. Coisinhas

. Calças pull-up e etc. e c...

. Outra forma de praticar o...

. O Pai Natal

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds