Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Allgarve

Olá coisos, como já devem ter reparado (se não, é melhor consultarem alguém ligado ao ramo da oftalmologia) o Hemiciclo esteve parado na última semana. E o motivo é muito simples: parti de férias para a zona mais a sul do nosso Portugal Continental, o Allgarve, mais concretamente, para Albufeira. E aquilo foi giro, tirando a parte das inglesas com o cio (ou isso ou tinham comprado roupa interior nova e estavam a mostrar às pessoas, para estas verem se era bonita). Inglesas, se andam "saídas" nesta altura do ano, se calhar é melhor ficarem por Inglaterra porque ver seres humanos a roçarem-se em postes de forma gratuita chega a passar um bocadinho a fronteira do degradante...nem uma gata que tive se roçava tanto às coisas quando estava com o cio. Com franqueza, não havia necessidade...
Mas, o melhor desta semana de férias foi sem dúvida a ida à Ilha do Farol (ou da Culatra), local onde nunca tinha ido. Inserida no Parque Natural da Ria Formosa, a Ilha do Farol deve o seu nome ao magnífico farol que nela se encontra. Destaco ainda nesta ilha as suas águas cristalinas (e quentes) e os milhares de seres vivos que por lá vi, que estando num Parque Natural prosperam e fazem as suas vidas de forma tranquila, sem recear as agressões e javardices tão características da raça humana. E é mesmo graças ao zelo e civismo das pessoas que visitam esta ilha (e das que lá vivem também), que lá se podem observar algumas espécies raríssimas que nunca poderiam proliferar em mais nenhum local a não ser num Parque Natural. Falo-vos do raro Peixe-garrafa de 1,5 lt., cuja população tem um número razoável no Farol; do não menos raro Garrafão Baleia; do magnífico Peixe Óleo de Motor de Barco; estive em contacto directo com um belo Peixe-lápis de Cor Azul de Dois Bicos (uma espécie única no Mundo que apenas se pode encontrar no Farol) e aquele que para mim foi o momento mais alto do dia foi quando foi avistada a mais temível espécie nativa da Ilha do Farol, o Tubarão-Póia, também conhecido como o Grande Cócó Castanho. Ao avistar (ao longe) este terrível predador, tratei de sair da água o mais depressa possível - não fosse sofrer um ataque do Tubarão-Póia - para nunca mais lá voltar.
Em suma, foram dias bem passados e voltei a casa tranquilo e contente por saber que as pessoas são zelosas e cuidadosas para com as espécies raras que "residem" nas águas cristalinas da Ilha do Farol. É bom saber que aquele local, que está inserido num Parque Natural, é estimado pelas pessoas que por lá passam. Um grande bem-haja a todos eles.
Escrito por: João Cacelas às 11:40
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (21) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Estes tipos dos anúncios do Imodium parece que ainda não aprenderam

Acabo de ter o enorme prazer de visionar o novo anúncio da marca de laxantes Imodium (no caso, do Imodium Plus), onde o narrador diz mais ou menos isto: "para aqueles momentos em que a diarreia surge sem se esperar".

Mas ó amigo narrador de anúncios de laxantes, você ainda não descobriu que a diarreia não nos avisa quando vem? Realmente era giro e tal, receber um telegrama ou um telefonema da marota a dizer-nos que vem aí. Mas é que isso nem tinha graça nenhuma, deixava de haver aquela surpresa da chegada da diarreia, enfim, perdia-se o encanto todo dessa coisa mágica que é ficar com diarreia. 

"Mas e como seria se soubéssemos quando iríamos ter diarreia, João?" Era mais ou menos isto:

- Então viva sô Engenheiro! Então amanhã podemos ir ver a obra às 16?

- É pá, se calhar é melhor não Tavares, que às 16 vou ter diarreia, de maneira que se for para ir ver a obra é melhor que seja até às 15 que depois vou estar ocupado o resto do dia...

Olhem que se calhar até nem era mau de todo, isto de se saber quando chegaria a diarreia...

Escrito por: João Cacelas às 19:11
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (17) | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

Casas de banho avariadas no Espaço

Desde que me lembro que sou um tipo que se interessa por muitas coisas e alguns assuntos e temas, sendo que o Espaço é uma dessas coisas, digamos que o Espaço tem um espaço no meu coração (tentativa de trocadilho, sem grande sucesso)! Por isso mesmo, tenho seguido atentamente a mais recente grande aventura do Homem no Espaço. "Ó João! Falas da aterragem da sonda Phoenix em Marte, certo?" - perguntam vocês. E eu: "Claro que não! Mas que ideia! Marte?! É claro como a água que vos falo das casas de banho avariadas da Estação Espacial Internacional (ISS)!! Marte?! Marte ao pé de umas casas de banho avariadas algures no Espaço é um menino de coro!" E vocês, de novo: "E ó João, porque é que nos pões sempre a fazer perguntas parvas que começam sempre por ó João?" Ao que eu vos respondo: "Porque eu é que mando aqui, de maneiras que...é por isso." 

Mas voltando ao que interessa, ao que parece o mandrião do sistema de aspiração de urina (ou orina, no caso de cerca de 80% da população portuguesa, com mais de 58 anos) não queria trabalhar e avariou-se. Sabendo nós que no Espaço a gravidade praticamente não existe, é possível adivinhar o que se passaria na ISS. Arrisco mesmo a dizer que a velha expressão "chuva dourada" ganhou todo um novo significado para os astronautas que se encontravam na Estação Espacial. Felizmente, para eles o sistema de aspiração de excrementos, vulgo cocó, estava a funcionar em perfeitas condições. Após cerca de 2 horas e meia de trabalho e três "testes" individuais, concluiu-se que as casas de banho já estavam de novo a aspirar o xixi de forma correcta, de acordo com a NASA. E por falar em NASA, ainda bem para a malta lá do ISS que havia um maroto que percebia de canalização, pois se tivessem que chamar um canalizador ao espaço, ui, ui, faço ideia em quanto é que ficava a deslocação! Ao preço a que os sacanas levam, a NASA tinha que ficar no mínimo um ano sem se meter em "aventuras" pelo Espaço, até recuperar do rombo (ou roubo) a que o canalizador os iria sujeitar...

Mas que texto de merda, pensam vocês... ao que eu digo: Pois é.

Escrito por: João Cacelas às 11:26
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Porque é que os anúncios alusivos a laxantes são sempre uma merda?

Há um anúncio que passa na rádio, alusivo a um laxante que me anda, digamos que a fazer um bocadinho de comichão na orelha esquerda, assim naquela parte de dentro, que ganha cotão. Não é a da cera, é a do cotão. Queria muito lembrar-me do nome do produto mas o trauma que o "reclame" me causou não me permite que tal aconteça. O anúncio é mais ou menos isto: Uma rapariga liga ao amigo a dizer que está presa: "socorro, ai, ai estou presa há 3 dias" (grande momento radiofónico), isto com uma sirene de polícia como som de fundo. O diálogo continua e o amigo, estúpido que nem um cepo, que parece ser o único tipo que não entende que ela está presa sim, mas dos intestinos, pergunta-lhe se precisa de um advogado (grande momento radiofónico II), pensando que ela está no cárcere. Ela diz que não e pede ao amigo que vá à farmácia buscar-lhe o tal laxante. Fim.

Coisas a reter e que fazem pensar neste anúncio:

-em primeiro lugar, acho que nunca ninguém ligou a um amigo(a) por estar "preso";

- depois, também não me parece que haja aí alguém estúpido o suficiente para não entender de que género de "prisão" se está a falar;

- em terceiro lugar: uma pessoa que tem prisão de ventre, pode muito bem ir pelo seu próprio pé buscar o medicamento à farmácia. Se estivesse na situação inversa, aí sim, era uma tarefa complicada...

- e quem é que pede a um amigo para lhe ir comprar laxante?? Hum??

- ponto nº5, este é sem dúvidas um anúncio de merda. A todos os níveis. E se há alguém a precisar de um laxante (mas para o cérebro) são os tipos geniais que o criaram, porque têm o cérebro um bocado "preso";

- e por fim: a famosa expressão "és um amigo da merda" adquire todo um novo significado graças a este fabuloso momento de publicidade.

"E ó João,o que é que se pode retirar de bom neste anúncio? "Perguntam vocês. Ao que eu respondo: nada. Mas obrigado por terem a gentileza de perguntar.

 

Escrito por: João Cacelas às 18:08
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Aborrecimento

Se há merda que me aborrece é o aborrecimento propriamente dito! Ei lá! Que o menino entrou a matar!! Pois claro, após uma pausa de quase duas semanas tenho todo o direito de dizer merda as vezes que me apetecer!! Se o outro pode dizer "fuck you", eu digo merda, que é mais giro e é português, ou não...afinal merda em Latim é...merda, logo é uma palavra em Latim...acho eu. Quem diria que muitos portugueses, senão todos sabem falar Latim? Hum? Fantástico! Ainda dizem que somos uma cambada de cavalgaduras, bestas, acéfalos, animais e retardados mentais, uma merda é que o somos! Nós até a recitar asneiras falamos em Latim pá! Mas já chega de merda, porque para merda já me basta ver as notícias e as novelas da TVI.
Mas de volta ao aborrecimento...digamos que este é...vamos lá a ver...uma enorme poia, mas uma merda tão grande, tão grande, que para haver uma merda semelhante seria preciso o King-Kong andar de diarreia durante três semanas, ou o Mário Lino dizer uma frase acerca do Aeroporto Internacional de Lisboa que era para ser na Ota (mas que merda!), depois em Alcochete, depois Portela+1, depois Montijo, é pá "bardamerda", não tarda nada fazem a merda do aeroporto na superfície da Lua, fónix! E estou aborrecido porque quero pintar e não consigo, não me sai merda nenhuma de jeito, quero fotografar, ui, mas que merda de fotos, nem uma boa, quero escrever, saiu a merda de texto que se viu, olhem, merda para a merda! Muita merda, como se diz no teatro. Mas pior do que isto, só Jesus Cristo, que era carpinteiro e acabou por morrer pregado, numa cruz de madeira, mas que grande merda!
Músicas, cantigas, melodias e seus semelhantes: Trabalho de Merda, Nelo Monteiro
tags:
Escrito por: João Cacelas às 17:31
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (1) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. Allgarve

. Estes tipos dos anúncios ...

. Casas de banho avariadas ...

. Porque é que os anúncios ...

. Aborrecimento

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds