Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

Pornografia, take 1 (não recomendável a pessoas sensíveis e/ou pudicas)

Nas últimas semanas foi preenchida (e que palavra tão adequada ao tema em questão) uma grande lacuna que se fazia sentir (ou não) em Portugal: finalmente temos um canal porno português, o Hot TV. Mas não me parece que esta coisa do Hot TV vá ter muito sucesso porque vamos lá a ver: os filmes pornográficos de hoje em dia já não têm aquele encanto de outrora, não há um jazz ou uns blues a tocar de forma suave, não há qualquer tipo de história nem sequer envolvência entre os actores, perdeu-se aquela espécie de romantismo badalhoco que era tão característica dos filmes porno dos anos 80 e que ainda dava alguma piada à cena. Eu não sou fã do género pornográfico, mas um bom filme porno dos anos 80 tem maior potencial humorístico do que muito filme de comédia que por aí se faz. Já os filmes porno de hoje em dia não são nada. Há uma tipa com o ar mais bimbo possível, um gajo que parece uma mistura de elemento dos Super Dragões com arrumador de carros e estão ali no fornicanço, como se estivessem a fazer um bolo ou a ler uma revista. Não há uma história nem uma música, a não ser aquela espécie de guinchar que as moças fazem, não há romantismo badalhoco, apenas muita "badalhoquice" pura e dura, suor por todos os lados e meias brancas nos pés dos actores e não me parece que uma pessoa vá pagar para ver um gajo todo nú, com meias brancas a fornicar uma loira oxigenada que está aos guinchos como se o mundo fosse acabar já ali. Pelo menos, eu não. E é por isso mesmo que eu quero fazer uma proposta aos senhores da Hot TV: se realmente querem ter sucesso nesse tipo de filmes façam uma coisa diferente, sem tanta badalhoquice, uma coisa que se pareça com um filme a sério, com drama, paixão, humor, mas onde às duas por três haja fornicanço, afinal é esse o segmento que querem atingir. A primeira sugestão que deixo é adaptar alguns dos clássicos da Disney ao universo pornográfico. Toda a gente veria, nem que fosse por mera curiosidade ou para dar uma risada enquanto o Mickey possui a Minnie à bruta, na parte de trás do seu carro. Assim, deixo aqui algumas sugestões para eventuais filmes. "Pinoca-o":, uma adaptação do clássico "Pinóquio" em que além de Pinóquio e Gepeto temos uma moça chamada Alzira que tem uma tara por meninos feitos de madeira (aqui está mesmo a pedir um trocadilho relativo ao pau, mas fico-me por aqui); "Branca de Neve e os Sete Matulões": nesta adaptação, a Branca de Neve é uma jovem actriz porno em ascensão que faz o melhor oral do Reino. A Bruxa Má, veterana estrela porno ao descobrir (através do Espelho Mágico) que a Branca de Neve faz um oral mais completo que o dela tenta matá-la, oferecendo-lhe um vibrador envenenado. No entanto, Branca de Neve é resgatada por sete matulões senegaleses com quem terá grandes momentos de "porno-badalhoquice"; "Alice no País dos parte bilhas": muito semelhante ao "País das Maravilhas", mas em vez de chá há outro tipo de actividades lúdicas...e como estes, haveria mais para referir como "A Bela e o mastro", "Quem transou com Roger Rabbit", "Robin dos Rabiosques", "Ala, Dino"...mas por ora, fico-me por aqui.

Voltarei em breve com a mesma temática, porque em qualquer filme porno que se preze há sempre uma sequela.

Desculpem lá qualquer coisinha, coisos.

Escrito por: João Cacelas às 13:43
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (21) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Dá sempre um certo jeito...

Porque é que as mulheres são assim? ( Sim, porque tenho a certeza que não sou a única...)

 

Este até poderia ser o retrato de uma parte do meu dia de hoje...Mas não é. Por variadíssimas razões ( desde a cor do cabelo que é diferente, à cor dos sapatos que não gosto :) ) . Mas principalmente, porque quem mudou o pneu do meu carro, que "estoirou" (não foi furar, foi mesmo rebentar), foram 2 amáveis cavalheiros que nem sequer me deixaram abrir a mala do carro para tirar o pneu suplente. E se por acaso há por aí alguém que pense que eu me tenha importado com o facto de eles me terem achado incapaz de efectuar essa tarefa, está redondamente enganado. E digo mais...esta é a terceira vez na minha vida que me acham incapaz dessa tarefa, sendo também simultaneamente a terceira vez que isto me acontece.

Sinceramente? Parece-me tarefa fácil, mas espero que haja sempre um homem por perto...

 

 

Escrito por: Regina às 22:46
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

As eleições europeias, elos perdidos, mulheres cheiinhas com 55 kg e o fim das Kátias Vanessas

Durante a minha ausência pelo mundo dos blogues houve poucos acontecimentos que fossem dignos de nota. Poucos, mas bons.

Falo das eleições europeias e da descoberta do elo perdido de Charles Darwin. Com muita pena minha, não pude escrever sobre o grande Vital Moreira como desejaria e já agora, aproveito para dizer que o Vital Moreira é, de longe, muito mais parecido com o Gepeto (do Pinóquio) do que com o Avô Cantigas. E sendo José Sócrates o Pinócrates, faria muito mais sentido e teria muito mais piada (digo eu),  Vital Moreira ser o Gepeto...

Outra nota que vale a pena destacar sobre as eleições europeias foi um fenómeno muito raro, que segundo os especialistas só acontece a cada 30.000 anos: Manuela Ferreira Leite sorriu em público.

Em relação ao elo perdido de Darwin, só tenho a dizer que estou muito contente que o Major Valentim Loureiro tenha encontrado a prima direita da qual se tinha desencontrado há uns anos atrás. Valentim Loureiro ficou tão contente que de imediato distribuiu um microondas, um plasma com ecrã LCD e um frigorífico combinado que tem um azul petróleo muito bonito por todas as gentes de Gondomar, enquanto gritava o nome da sua querida terra como se não houvesse amanhã.

Aproveito ainda para dar os meus parabéns ao pessoal do Sapo Mulher pelo excelente artigo sobre moda para as mulheres mais "cheiinhas". Gostei muito, especialmente das modelos, que não devem ter mais que 60 quilos...confirmem aqui, se quiserem.

Para terminar, hoje li um artigo no jornal O Público que me deixou extremamente triste: há cada vez menos Kátias Vanessas em Portugal. Dói saber, mas é a verdade. Enquanto que as Kátias Vanessas vão desaparecendo, vão surgindo mais indivíduos chamados João. João! Como se isso fosse nome de gente...penso que está na altura do nosso PM, José Sócrates, lançar um programa de recuperação de Kátias Vanessas, Rolandas Cristinas e Marisas Lilianas, com incentivos financeiros e sacas de 50 kg de ração para o pessoal. Trata lá disso ó Sócrates e é se queres o meu voto.

Escrito por: João Cacelas às 21:49
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Enquanto penso em temas, factos e assuntos deixo-vos com um dos meus tesourinhos mais antigos, de 19 de Outubro de 2007: Sexo virtual e outros tipos de forrobodós à distância, onde não se toca na "chicha"

Ora viva, hoje brindo-vos com um pequeno texto sobre sexo virtual, ou cibernético ou telefónico, enfim, todos os tipos de sexo que não passem por tocar na "chicha". E porque é que eu me lembro de escrever sobre tal coisa, perguntam vocês. Vá! Perguntem lá! Senão obrigo-vos a ouvir a discografia completa do Nelson Ned... agora está nas vossas mãos perguntar, sem pressões...mas com a discografia completa do Nelson Ned. Porquê, porquê? Porque sim. E porque ontem à noite, durante um período de insónia lembrei-me que era capaz de ser giro um texto sobre o sexo virtual, "à distância", só por isso. Deviam estar à espera que dissesse que após um longo e intenso raciocínio acerca do pensamento cartesiano me desse para escrever sobre sexo virtual, não? Toda a gente sabe que com longos e intensos raciocínios acerca do pensamento cartesiano só se pode escrever sobre indivíduos que tenham uma forma ligeira de coxear...quem não sabe isto, é porque é parvo, isto faz parte do conhecimento geral, do senso comum. Isto e a pergunta sobre o que aconteceu à Maddie, mas essa questão deixo-a para outro dia, com a ajuda de uma mente especializada na matéria Maddie, uma dona de casa que veja os programas da manhã e da tarde da TVI. Mas voltemos ao que interessa: o sexo virtual. Há tempos (cerca de 5 meses, princípios de Junho), recebi um convite na minha página do Hi5 de uma moça, para fazer sexo virtual com ela, resolvi averiguar a ver se era um site a fazer publicidade ou se era mesmo uma moça a querer fazer sexo virtual comigo. Para meu espanto, era a segunda hipótese. Respondi-lhe de forma muito educada: "Não, obrigado. Gosto de sexo, sexo é bom, mas é ao vivo. Mas obrigado por se ter lembrado de mim para tal forrobodó virtual". Daqui, acho que há duas coisas a reter: a primeira é que a moça ou era parva ou cega, porque no meio de tanto exemplar do sexo masculino foi-me escolher a mim. O outro aspecto importante a reter é que talvez fosse só parva, ou isso ou que nunca experimentou sexo "físico"...

E ontem à noite, lembrei-me disto e pus-me a pensar cá para mim: "João, João, como é que será que as pessoas comentam as suas experiências sexuais virtuais umas com as outras?", e após vários raciocínios (mentira, nem raciocinei nada, mas fica bem dizer que sim) cheguei a uma conclusão (o que também é mentira, porque eu estou a escrever de improviso, não volto atrás para mudar nada, é como fica,é como vai), então cá vai.
Imaginemos um grupo de amigos que é fã de sexo virtual (via net) a falar sobre as suas experiências uns com os outros... é mais ou menos isto: É pá! Ó pessoal! Ontem à noite, tive uma relação de sexo virtual, bem! Nem vão acreditar! Foi o melhor sexo virtual que alguma vez tive! Bem! Ela tinha uma ligação de 24 Mb, foi sempre a abrir! E a web cam dela? Ui!Ui! que web cam mais jeitosinha! Até dá vontade de agarrar! Tem cá uma qualidade de imagem! Espectáculo! E o micro? Tinha um micro novinho em folha, sem ruído nenhum! Até se ouvia os pássaros na rua a piar! Espectáculo! Mas aquela web cam...é que deu cabo de mim...
Bom, deve ser algo deste género, suponho...e se a situação se passar com sexo por telefone? 
Deve ser algo deste género: Ontem à noite, tive uma relação de sexo por telefone para esquecer, pá! Então porquê?(perguntam os seus compinchas) Fiz sexo com uma de rede fixa, pá! Então mas tu foste-te meter com uma tipa de rede fixa, pá! (ripostam os amigos, com ar de espanto) Mas tu és doido, ou quê?? E olha lá! Preveniste-te ao menos? Usaste a Happy Hour? Ou nem isso?! É pá não...(responde envergonhado o garanhão telefónico...) Então tás lixado, pá!! (atiram os seus compinchas). Outra situação possível: Um amigo para o outro, olha lá, qual é que tu preferes? Nokia ou Motorolla? E o outro: Então isso pergunta-se!! É claro que prefiro Nokia!! Pois com certeza! Olha tem uma bateria óptima para o sexo tântrico via telefone, o som estéreo dos novos modelos é uma maravilha! É pá! parece que estás lá! Só estando na situação é que percebes, mas tu não...queres é Motorollas, nem sabes tu o que é bom! O que é chicha à séria (neste momento tenho que interromper a fala deste amigo pare lhe dizer que ao que parece ele também não sabe o que é chicha à séria...), quando experimentares com uma Nokia, logo vês do que te falo!
E suponho que sejam assim os relatos desses autênticos forrobodós, desse festim sexual que deve ser praticar sexo virtual. Por mim, vou continuar a preferir ao "vivo e a cores", assim não corro o risco de ter uma falha de bateria ou de rede...

Escrito por: João Cacelas às 11:30
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Videojogos ou sexo?

"Britânicos preferem videojogos a fazer sexo" in Gameover (um site que parece que é de videojogos). Esta sondagem que foi realizada no Reino Unido (foram inquiridos 1130 homens britânicos) revelou que 32% dos inquiridos preferem jogar um videojogo a fazer sexo com a sua parceira sendo que o caso piora ainda se se tratar de um jogo novinho em folha pois aí a percentagem de homens a preferir jogar consola a fazer sexo com a sua parceira dispara para 72%. Deve ser mais ou menos isto:

- Parceira:  "Henry, tenho uma surpresa para ti..."

- Britânico que prefere videojogos a sexo: "O quê amor?"

- Parceira:  " Comprei uns óleos corporais com aroma a chocolate...e olha que são comestíveis..."

- Britânico que prefere videojogos a sexo: "Agora não posso! Estou a jogar!"

- Parceira: "Tu é que sabes...eu vou começar a espalhar o óleo..."

- Tipo que prefere videojogos a sexo mas que desta vez vai abrir uma excepção porque já está farto deste videojogo: " Assim como assim, já dei a volta a este jogo 34 vezes e isto já perdeu a piada, deixa-me lá ir ver isso do óleo que estou com um bocado de fome..."

Ou no caso do videojogo ser novo:

-Parceira: "Henry, fofo...anda cá ao pé de mim...comprei uma coisa nova que queria que visses..."

- Britânico: "O quê? Um videojogo?"

- Parceira: "Não amor...uma lingerie de renda púrpura...e bem sexy..."

- Britânico: "Então agora não posso. É que comprei um videojogo novo e isto ainda me deve demorar umas 7 ou 8 horas. Espera aí um bocado que eu já vou!"

- Parceira: "Pois...e é sobre quê o jogo?"

- Britânico: "É um jogo em que os personagens têm que fazer sexo uns com os outros!!"

Só para terminar, vou referir o principal motivo para tal preferência: segundo os homens inquiridos, o sexo não é tão divertido como os videojogos. Mais ou menos isto:

- Parceira: "Ai amor...tão boooommmm..."

- Britânico: "Por acaso nem estou a gostar muito, não está a ser divertida esta posição. Olha, fazemos assim: continua aí isso sozinha que eu vou ali jogar Super Mário! Estou num nível que é extremamente divertido!"

Depois admiram-se que as "bifas" venham para Portugal e sejam as malucas que são...

Escrito por: João Cacelas às 21:59
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

A menstruação, essa maluca

Sim, a menstruação. Sim, é um post sobre a temática da menstruação, mais propriamente da relação da menstruação com a publicidade.

Porque carga de água é que em TODOS os anúncios publicitários alusivos a pensos higiénicos, a menstruação é recebida pelas mulheres como se fosse a melhor e mais maravilhosa coisa do Mundo?

Havia um anúncio há uns tempos, da EVAX, em que tínhamos um penso gigante, onde estava a menstruação representada por uma série de meninas de vermelho a dançar como se fossem a equipa olímpica de natação sincronizada dos EUA (a de ginástica rítmica russa também serve) e que mais tarde se juntam com outras vestidas de branco que representam o penso higiénico e ali ficam, em amena cavaqueira e numa festa bem bonita, cheia de coreografias ao melhor estilo do musical "Mamma Mia!"

É sempre tudo em grande festa e com muita cor e o catano. Uma coisa do tipo: "Amigas, veio-me a menstruação!! Vamos fazer uma festa!! Heeee!! Tenho ali os confetti e o champanhe para bebermos!!"

Nota: Tenho reparado que o Hemiciclo é exclusivamente comentado por mulheres (excepto o Treze e o Marco. Poucos mas bons) , o que para um blogue que não é de mulheres até é bem interessante. Agora, das duas uma: ou só as mulheres é que lêem o Hemiciclo ou os homens até lêem isto mas além de terem preguiça de comentar ainda pensam: "este gajo é estúpido que nem um calhau", o que até tem a sua razão de ser.

Nota 2: A todas as mulheres deixo aqui o meu obrigado e digo-vos assim: Vocês são grandes, senhoras! Muito grandes. As leitoras do Hemiciclo então são ainda maiores, claro está.

Escrito por: João Cacelas às 22:16
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (34) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Uma dissertação acerca das novelas da TVI (escrita em 27 de Outubro de 2007)

Viva, como estão? Tudo bem? 

Bom, derivado à falta de tempo para escrever um post novo deixo-vos com um post já muito, muito velhinho, um dos primeiros que escrevi aqui no Hemiciclo (quando ainda nem se chamava Hemiciclo), com algumas alterações. Beijinhos e abraços e muitos palhaços.

Ora aí está ele:

Olá uma vez mais! Hoje vou escrever sobre coisas chatas e irritantes (e parvas). Mas que título fascinante (original!!)! Aposto que nunca viram um post com um título assim, altamente original e muito estúpido! Mas a parte da estupidez é sempre garantida!! Pois tenho um compromisso a manter para com as pessoas que lêem isto (quais pessoas? Perguntam vocês...pois que não sei...mas que as há, há). É assim tipo um selo de qualidade. Enquanto que as frutas dizem "Produto de Portugal", eu tenho um selo que diz "Parvoíce da boa...e de Portugal", pois toda a gente sabe que a parvoíce espanhola não presta para nada...e por falar em Espanha...não é em Espanha que há um grupo de Imprensa que é o dono da TVI? É não é? Pois era aí que queria chegar, não a Espanha, nem ao grupo (não gosto cá de molhadas) mas sim à TVI. Repararam na volta que fui dar para chegar à coisa chata e irritante (e parva) de hoje? Isto, meus caros...chama-se a arte de bem engonhar, e nisso eu sou um expert, aprendi a ver discursos do Fidel Castro, daqueles que duram meio dia...mas continuando na TVI, não vos quero maçar mais com a minha "costela Castrista"... os motivos que me levam a escrever sobre a TVI poderiam ser vários, desde o programa do Goucha, passando pelas roupas do Goucha, à voz da "grafonola" que apresenta o programa com o Goucha até ao Telejornal, à Manuela Moura Guedes, passando pela Júlia Pinheiro, enfim, a TVI, é uma mina de ouro para quem quiser escrever sobre coisas parvas mas eu vou escrever sobre as novelas. Não há nada mais parvo na TVI do que as suas novelas...se estivéssemos na época da Inquisição eu já estava a ser queimado vivo por esta hora, tal é a heresia que estou a dizer. E não é heresia pelo facto da TVI já ter sido o canal da Igreja (uma Igreja muito open mind no entanto, basta lembrar dos Verões, cheios de filmes eróticos a roçar o porno, é claro que devia ser para os padres mostrarem o que não se deve fazer, porque é pecado...), digo que é uma heresia porque as novelas da TVI são uma autêntica religião. São uma religião mas uma religião estúpida como o catano. Senão vejamos: 

Escrito por: João Cacelas às 10:40
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Cautela, muita cautela (não aconteceu mas podia ter acontecido)

Dom José Policarpo voltou a causar polémica em mais uma tertúlia na Figueira da Foz. Desta feita, os alvos das palavras do cardeal patriarca foram os homens com bigode. As declarações de Dom José foram as seguintes: 

"Mulheres portuguesas, cautela com os amores. Não se casem com homens de bigode porque isso é uma carga de sarilhos que gillete nenhuma consegue parar. É que os bigodes picam e fazem comichão. E se fazem comichão vós tendes que coçar, o que vos pode causar borbulhas e algumas infecções. E ainda por cima, os bigodes já estão fora de moda desde os anos 80. Muita cautela."

Segundo fontes próximas da Associação Portuguesa de Bigodes, os homens com bigode estão extremamente revoltados com as declarações do cardeal patriarca e prometeram fazer uma marcha a Fátima onde irão realizar uma manifestação, que incluirá uma churrascada e minis à borla no parque de estacionamento do santuário de Fátima.

 

"Ó João mas que vem a ser isto? A que propósito vem esta estupidez de texto?", questionam vocês. Ao que eu digo: porque me apetece.

Escrito por: João Cacelas às 10:41
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (10) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

As fotos da produção fotográfica mais esperada do ano

Pois é, como o prometido é devido, o Hemiciclo traz-vos em primeiríssima mão a sessão fotográfica do ano, quiçá do milénio: Manuela Ferreira Leite como nunca a antes tinhamos visto. 

Escrito por: João Cacelas às 17:29
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (17) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

Mas que grande chavascal que para ali vai!

É impressão minha ou as senhoras/donas de casa do anúncio ao produto de limpeza "Cillit Bang!" são todas umas badalhocas de primeira?

A cozinha cheia de gordura, os azulejos que eram suposto ser brancos estão amarelos, todos gordurosos e a cena mais ridícula de todas é a da senhora que tem a casa de banho limpinha, até brilha de tão limpa que está, a sacana! E depois, chega-se à sanita e aquilo está mais preto que o Mantorras.

Já vi tascas que têm as mesmas pataniscas e carapaus (já cheias de verdete, para dar mais sabor) no balcão há mais de 2 meses com muito mais asseio. 

 

Escrito por: João Cacelas às 14:57
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Poderosas

Angela Merkel, a chanceler alemã, foi considerada pela revista Forbes a "mulher mais poderosa" do Mundo.

Portugal também surge representado neste "top 100" da Forbes, com José Castelo Branco a ficar num honroso 95º lugar...

Escrito por: João Cacelas às 15:39
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (4) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Kate Moss

Kate Moss, disse em entrevista à revista Vogue que ser modelo "danifica o cérebro". Ó Kate, e eu a pensar que o que te danificava o cérebro eram as doses de coca que aspiravas antes de entrares para a passerelle...

Escrito por: João Cacelas às 16:18
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Mónica Sintra e o seu álbum "super-romântico"

Mónica Sintra vai regressar às lides musicais com um álbum em que aparece "super-romântica" (segundo ela). É pá, ó Mónica não tenho rigorosamente nada contra o romantismo e até penso que sou um rapazola romântico, mas se as tuas canções românticas já eram más...as super-românticas serão o quê? Péssimas?

Escrito por: João Cacelas às 12:33
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (14) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Nova versão de Robin Hood (adaptada à política portuguesa)

Paulo Portas, líder do CDS-PP chamou "Xerife de Nottingham" ao Primeiro-Ministro José Sócrates. Se Sócrates é o Xerife de Nottingham...quem é Paulo Portas na história? A Lady Marian?

Montagem: João Cacelas

Escrito por: João Cacelas às 16:06
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (7) | favorito
|
Sábado, 5 de Julho de 2008

Maldade feminina

Boa tarde !

Há um tempo atrás, um estranho (?) enviou-me este vídeo, dizendo que era a minha cara!

Por acaso até é! Não por eu ser má, mas porque eles " OS HOMENS" merecem :-)

 

 

sinto-me:
Escrito por: Regina às 15:25
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (5) | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. Pornografia, take 1 (não ...

. Dá sempre um certo jeito....

. As eleições europeias, el...

. Enquanto penso em temas, ...

. Videojogos ou sexo?

. A menstruação, essa maluc...

. Uma dissertação acerca da...

. Cautela, muita cautela (n...

. As fotos da produção foto...

. Mas que grande chavascal ...

. Poderosas

. Kate Moss

. Mónica Sintra e o seu álb...

. Nova versão de Robin Hood...

. Maldade feminina

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds