Sábado, 6 de Junho de 2009

Manuela Moura Guedes, és grande

Olá meus caros, tudo bem convosco? Tinham saudades da minha pessoa?

Parece que na semana passada, a grande Manuela Moura Guedes teve uma discussão acesa com o não menos grande Marinho e Pinto (bastonário da Ordem dos Advogados), em pleno Jornal Nacional de 6ª feira, brilhantemente apresentado por MMG. Houve troca de galhardetes entre ambas as partes, MMG acusou o Bastonário da Ordem dos Advogados de ser um "bufo" e foram mencionados mais um ou outro nome fofo, em suma, o exemplo acabado do que não se deve fazer em jornalismo. O motivo da "discussão", todos já sabemos qual foi: Sócrates e o caso Freeport.

Agora, há coisa de cinco minutos, estava eu a fazer "zapping" e paro precisamente na TVI, onde estava a dar uma reportagem sobre o Governo, bom, se calhar chamar reportagem áquilo é capaz de ser um bocado insultuoso para o jornalismo a sério, digamos que aquilo foi uma espécie de sketch pseudo-humorístico/jornalismo de trazer por casa/forma gratuita de insultar o Governo (sim, eu mando bocas ao Sócrates, mas eu não sou pivot de um telejornal)...

É pá, ó Manela...se continuas assim, não vais muito longe filha...é que qualquer dia ninguém quer ir ao teu telejornal amiga, se é que se pode chamar telejornal a isso que fazes. E depois quero ver como é que vais fazer para achincalhar pessoas em directo, na tv. Só se trocares o Vasco Pulido Valente pelo Professor Karamba e ele te meter em contacto com o mundo dos mortos para que possas continuar a insultar figuras públicas. Sim, está bem, o Professor Karamba não é tão "freak" como o VPV, nem chama "estúpida" a toda a gente como ele faz, mas fala com os mortos, o que já é uma vantagem em relação ao VPV. "Mas e como é que isso era, ó João?", perguntam vocês. Era mais ou menos assim:

"Boa noite, eu sou a Manuela Moura Guedes e este é o jornal de sexta feira, da TVI. Visto que já insultei e enxovalhei todas as pessoas vivas que havia para insultar, a partir de hoje vamos começar uma versão renovada do jornal de sexta feira, em que com a ajuda do Professor Karamba iremos entrar em contacto com o mundo dos mortos, para que eu possa insultar aqui, em directo, personalidades que já faleceram e nunca tiveram a oportunidade de ser insultadas por mim, aqui, no jornal nacional.

O nosso primeiro entrevistado é o rei Dom Sebastião, que afinal não foi assim tão difícil de encontrar, mas, é claro que estamos a falar do meu telejornal, que é o melhor de todos, ou não me tivesse a mim, com o meu estilo muito próprio de fazer jornalismo.

MMG: Boa noite, Dom Sebastião, sabe que segundo uns dados que tenho em minha posse, provenientes do British Institute of Fraud, você fugiu para Álcacer-Quibir porque tinha ligações a José Sócrates e ao caso Freeport. Tem alguma coisa a dizer em sua defesa?

Dom Sebastião: Eu?! Ligações com o caso Freeport? Mas ó minha senhora, eu desapareci em Alcácer-Quibir por volta de 1578 e isso do Freeport foi agora em 2005...

MMG: As datas não interessam, o que interessam são as minhas fontes, que são as melhores fontes que há. E essas dizem que você fugiu para Marrocos por causa dos favores que terá feito a José Sócrates.

Dom Sebastião: Ó senhora Moura Guedes: eu aceitei o convite com muito gosto para falar consigo, mas não era para isto minha senhora...

MMG: Eu só lhe estou a fazer questões baseadas em factos! E os factos dizem que o senhor deixou, antes de fugir para Marrocos, em 1577, um manuscrito que tem a sua assinatura, dando a autorização a José Sócrates para permitir que o Freeport fosse construído em zona protegida. Não fuja aos factos Dom Sebastião! Não seja cobarde! Não faça como fez em Marrocos! Você é um cobarde!

Dom Sebastião: É pá, se era para isto que me queria entrevistar, desculpe lá mas não conte mais comigo, com licença...

MMG: E pronto, uma vez mais provámos, com o nosso estilo de fazer jornalismo, isento e baseado apenas em factos concretos, que de facto José Sócrates é culpado no caso Freeport e deve ser responsabilizado por isso. Boa noite a até para a semana, onde iremos entrevistar Mahatma Ghandi, outro cúmplice de alguns negócios duvidosos de José Sócrates e uma vez mais iremos provar que nós é que temos razão."

Nota: Note-se que já mesmo, mesmo no final do telejornal, Manuela Moura Guedes aproveitou para achincalhar, com a preciosa ajuda de VPV, um livro da autoria de uma jornalista que só por acaso faz parte de uma entidade que na semana passada reprovou o comportamento de MMG no seu telejornal...só por acaso. MMG aproveitou ainda para rematar da seguinte maneira: "Se querem ler livros a sério, leiam este livro que tenho nas minhas mãos". O livro em questão é uma coisa do VPV sobre partes da História de Portugal. Para finalizar, MMG afirma: "Isto sim, é serviço público". Ao que eu respondo: "psst, ó Manela, isso é mas é publicidade gratuita, de uma forma um bocado grosseira, diga-se...".

Nota 2: Enquanto estava a ver o Tempo de Antena, deparo-me com um militante do PNR (partido de extrema-direita), cujo apelido é Branquinho. PNR, Branquinho, em suma, o rapaz nasceu para ser militante daquela malta...

Nota 3: Este texto foi escrito ontem à noite, mas por motivos de força maior, apenas foi publicado hoje.

Escrito por: João Cacelas às 14:10
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (12) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

O horóscopo português ou mais um texto sem qualquer sentido e absolutamente impertinente

Coisos, andava para aqui a pensar num assunto que tem uma importância igual a zero. "E que assunto é esse João?" É pá, tenham lá calma, não é preciso tanto empolgamento! No que eu estava a pensar é porque é que os chineses têm direito a um horóscopo e nós, portugueses, não. Eles não são mais que nós catano! Sim, está bem, eles são 1,2 biliões e nós 10 milhões mas isso não interessa...e vai daí que tive uma ideia a roçar o genial (ou se calhar não). E que ideia foi essa? Hum? Hum? Simples, coisinhos. Acabo de inventar o horóscopo português, que é mais ou menos assim:

Temos os 12 meses do ano e cada mês terá um signo que lhe corresponda. Os signos estão distribuídos por ordem alfabética que nós, portugueses, não somos um povo panisgas de maneira que essas mariquices das constelações e dos alinhamentos dos planetas não são para aqui chamadas. Assim sendo, os signos do horóscopo portuga são: Benfica (Janeiro), Cajó (Fevereiro), Cristiano Ronaldo (Março), Javardola (Abril), Mini Sagres (Maio), Mini Super Bock (Junho), Mulher de Barba Rija (Julho), Nossa Senhora de Fátima (Agosto), Novela da TVI (Setembro), Salazar (Outubro), Trolha (Novembro) e Unhaca (Dezembro). Apresentados os signos passemos aos ascendentes. Isto é muito simples: sendo que cada mês tem cerca de 30, 31 dias (excepto Fevereiro, que é parvo) o ascendente descobre-se da seguinte maneira: se o leitor nasceu na primeira metade do mês, o seu ascendente será o do mês anterior, se nasceu na segunda metade do mês, o ascendente será o do mês seguinte. Para vos dar um exemplo, o tipo que escreve este cócó veio ao mundo no dia 10 de Abril, logo é Javardola com ascendente em Cristiano Ronaldo. Vejamos o signo portuga de uma figura pública escolhida de forma absolutamente aleatória: José Sócrates, que nasceu a 6 de Setembro. O seu signo é Novela da TVI (que até calha bem visto que ele ama a TVI) com ascendente em Nossa Senhora de Fátima. 

É simples não é? E digam lá que não tem muito mais graça ouvir a Maya a dar os parabéns ao Javardola do dia do que ao Carneiro do dia? Eu pessoalmente, acho que sim. Vocês, se calhar nem por isso. E no fim disto tudo sabem o que era giro, coisos? Era deixarem naquela coisinha que diz "comentar" quais são os vossos signo e ascendente do horóscopo portuga. Era ou não era?

Bom, agora vou até ali acabar de escrever uma dissertação sobre o porquê de na minha modesta opinião o livro digital (Ebook) nunca conseguirá triunfar entre nós da forma como o livro impresso fez. Se calhar é capaz de não vos interessar muito. Ide em Paz, que a Força esteja convosco e que os vossos caminhos nunca se cruzem com os de um homem grande e mau, armado com uma moca de Rio Maior.

Escrito por: João Cacelas às 16:54
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (23) | favorito
|
Domingo, 26 de Abril de 2009

Coming soon: TvStar Wars - O primeiro-ministro contra-ataca

Na semana passada, o primeiro-ministro José Sócrates em entrevista à RTP1 voltou a fazer aquilo que melhor saber fazer: fazer-se de coitadinho. E disse e "redisse" que o telejornal da TVI da sexta à noite era um "telejornal travestido" que só existia para o atacar de forma odiosa. Ora bem, confesso que não sou o maior fã da Manuela Moura Guedes e muito menos do estilo jornalístico da TVI, mas existe uma coisa que se chama liberdade de expressão (ainda por cima na altura do 25 de Abril) e se o senhor Sócrates não gosta do que vê na TVI tem bom remédio: não veja. Cavaco Silva e Mário Soares foram ainda mais atacados pelos media do que Sócrates e nunca vieram a público dizer barbaridades destas. Por seu turno, José Eduardo Moniz saiu em defesa da estação de tv que dirige e disse mesmo que vai processar José Sócrates. É caso para dizer que começou uma guerra entre a TVI e o primeiro-ministro. Foi a pensar nesta guerra que o Hemiciclo resolveu realizar um filme, de seu nome "TvStar Wars - O primeiro-ministro contra-ataca". Um filme que promete ser o "blockbuster" do ano. Aqui ficam o cartaz oficial e o trailer do filme. Enjoy:

 

 

 

 

Montagem e vídeo: João Cacelas

Nota: No trailer, há um erro, ao qual sou totalmente alheio, que tentei resolver de todas as formas possíveis mas não dá. Queria referir ainda que acabei de ver no programa dos recordes do Guiness, um homem que estava a tentar bater o recorde do Guiness de tentar partir o maior número de tampos de sanita com a cabeça num minuto. Não conseguiu. Curiosamente, o recorde também é dele. O que até é compreensível, visto que acredito que a maioria da população mundial tem mais que fazer que andar a partir tampos de sanita com a tola.  

Escrito por: João Cacelas às 00:00
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (22) | favorito
|
Domingo, 12 de Abril de 2009

À conversa com Jesus Cristo (ou uma espécie de continuação do egocentrismo e da heresia do post anterior)

Hoje é Domingo de Páscoa e que melhor forma de assinalar este dia aqui no Hemiciclo do que através de uma conversa com Jesus Cristo? O Hemiciclo esteve naquilo a que se pode chamar de um encontro de titãs, que opôs Jesus Cristo ao outro Messias: João Cacelas (ambos são JC e não é mera coincidência...). Conseguimos juntar os Messias (excepto José Sócrates que não pôde vir) para uma conversa que promete ser, no mínimo "Messiástica" (que é um trocadilho parvo entre Messias e fantástica). Vamos ler:

João Cacelas: Olha o gajo! Então pá, como é que isso vai? Já não te via há 22 anos pá!

Jesus Cristo: Pois...foi quando me roubaste o lugar...sacana...agora ando eu sentado todo o dia à direita do meu Pai. É que ainda por cima só tenho os 4 canais na televisão pá. Já estou farto de ligar para o Meo mas eles dizem que ainda não cobrem a nossa zona...catano mais para isto...

João Cacelas: JC, tem calma...olha que se o teu Pai te ouve a dizer blasfémias dessas é menino para te obrigar a estar 2009 anos sentado no cantinho lá do escritório d'Ele no Céu...

Jesus Cristo: Olha, sempre era melhor do que estar já há 2009 anos sentado ao pé da pomba do Espírito Santo. É que volta e meia lá me manda uma cagadela para cima do manto! É que ainda por cima o manto é branco! E depois quem é que paga a conta na lavandaria?! É o Espírito Santo?! O tanas é que é!

 

Escrito por: João Cacelas às 22:09
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Patinhos

Eu acho muito giro esta coisa dos meninos irem para a caminha ao som da canção dos Patinhos (que acabou de passar agora na RTP2) mas se é para embalar os putos ao menos que o façam como deve ser pá. Senão vejamos: "todos os patinhos acabam de brincar, acabam de brincar. Os pijamas vão vestir e os dentes vão lavar...". Os dentes?! Mas os patos não têm dentes, catano. Acho muito bem que se incentive a pequenada a lavar os dentes, sim senhor, tudo bem, mas vejam lá se o fazem com animais que de facto tenham dentes, como os ursinhos, por exemplo. É que com isto dos patinhos a lavar os dentes a única coisa que os putos aprendem (e que é errada) é que os patos lavam os dentes e que se os lavam é porque os têm. E depois quem é que vai conseguir demovê-los dessa ideia? Hum?! Quem é que tem forças para lutar contra a mítica canção dos Patinhos? Em quem vão os petizes acreditar? Em nós ou nos Patinhos que os embalam na hora do ó-ó? Vejam lá isso pá. É que com ursinhos a coisa até tinha mais graça, acho.

Nota: Estiveram atentos à quantidade de sinónimos que usei para a palavra crianças? Até parecia uma reportagem do telejornal da TVI, naquelas em que usam 10 palavras diferentes na mesma peça para a mesma palavra no espaço recorde de 2 minutos. Confusos? É mais ou menos assim.

Escrito por: João Cacelas às 20:35
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (16) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Uma dissertação acerca das novelas da TVI (escrita em 27 de Outubro de 2007)

Viva, como estão? Tudo bem? 

Bom, derivado à falta de tempo para escrever um post novo deixo-vos com um post já muito, muito velhinho, um dos primeiros que escrevi aqui no Hemiciclo (quando ainda nem se chamava Hemiciclo), com algumas alterações. Beijinhos e abraços e muitos palhaços.

Ora aí está ele:

Olá uma vez mais! Hoje vou escrever sobre coisas chatas e irritantes (e parvas). Mas que título fascinante (original!!)! Aposto que nunca viram um post com um título assim, altamente original e muito estúpido! Mas a parte da estupidez é sempre garantida!! Pois tenho um compromisso a manter para com as pessoas que lêem isto (quais pessoas? Perguntam vocês...pois que não sei...mas que as há, há). É assim tipo um selo de qualidade. Enquanto que as frutas dizem "Produto de Portugal", eu tenho um selo que diz "Parvoíce da boa...e de Portugal", pois toda a gente sabe que a parvoíce espanhola não presta para nada...e por falar em Espanha...não é em Espanha que há um grupo de Imprensa que é o dono da TVI? É não é? Pois era aí que queria chegar, não a Espanha, nem ao grupo (não gosto cá de molhadas) mas sim à TVI. Repararam na volta que fui dar para chegar à coisa chata e irritante (e parva) de hoje? Isto, meus caros...chama-se a arte de bem engonhar, e nisso eu sou um expert, aprendi a ver discursos do Fidel Castro, daqueles que duram meio dia...mas continuando na TVI, não vos quero maçar mais com a minha "costela Castrista"... os motivos que me levam a escrever sobre a TVI poderiam ser vários, desde o programa do Goucha, passando pelas roupas do Goucha, à voz da "grafonola" que apresenta o programa com o Goucha até ao Telejornal, à Manuela Moura Guedes, passando pela Júlia Pinheiro, enfim, a TVI, é uma mina de ouro para quem quiser escrever sobre coisas parvas mas eu vou escrever sobre as novelas. Não há nada mais parvo na TVI do que as suas novelas...se estivéssemos na época da Inquisição eu já estava a ser queimado vivo por esta hora, tal é a heresia que estou a dizer. E não é heresia pelo facto da TVI já ter sido o canal da Igreja (uma Igreja muito open mind no entanto, basta lembrar dos Verões, cheios de filmes eróticos a roçar o porno, é claro que devia ser para os padres mostrarem o que não se deve fazer, porque é pecado...), digo que é uma heresia porque as novelas da TVI são uma autêntica religião. São uma religião mas uma religião estúpida como o catano. Senão vejamos: 

Escrito por: João Cacelas às 10:40
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (8) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Novelas da TVI: todas diferentes, mas sempre iguais

Então, esse Natal, foi jeitoso? A bem dizer...escusam de responder, é coisa que não me interessa muito e tal...

Já muito se escreveu sobre as novelas da TVI aqui no Hemiciclo (é procurarem nos tags, se faz favor), mas há sempre mais um bocadinho que falta.

Vejamos Flor do Mar, uma telenovela cuja história se passa na Madeira, mas onde não há um único personagem que tenha sotaque madeirense (um pormenorzito, dirão uns, parvoíce, digo eu), nesta novela há também uma personagem que se chama Valéria, interpretada pela actriz Maria D'Aires, que tinha feito de beirã na novela A Outra. Ora, quer a personagem de Valéria (que é madeirense), quer a personagem beirã falam exactamente da mesma forma e não me parece que nas Beiras se fale como na Madeira, mas pronto, é mais outro pormenor...e como cereja no topo do bolo temos Helena Laureano, que uma vez mais nos mostra todo o seu talento no que à arte de saber chorar diz respeito. Parece que sempre que é preciso alguém para chorar na TVI, chamam a Helena Laureano. Mais ou menos assim:

-"então pá e quem é que achas que chamamos para fazer da personagem sofrida que anda sempre a chorar?"

- "isso é simples! A Helena Laureano! A chorar não há melhor! Ela já anda a fazer algumas 4 novelas consecutivas em que anda sempre a chorar!"

E só para terminar, há que notar que em Flor do Mar (tal como nas restantes novelas da TVI), uma vez mais os grandes rivais da história são dois irmãos.

Depois temos a novela Olhos nos Olhos, onde uma vez mais volta a fórmula dos irmãos desavindos, desta vez com Paulo Pires a fazer o papel de dois gémeos que não se podem ver à frente um do outro.

E se Helena Laureano é especialista em chorar, São José Correia é especialista em mostrar mamocas, mostra-as em Olhos nos Olhos, no Equador, já as mostrou noutras novelas, enfim, é outro talento nato da TVI. Houvesse um Óscar para melhor actriz chorona e outro para melhor actriz exibicionista de mamocas e Helena Laureano e São José Correia seriam sérias candidatas à vitória. 

Já na novela Feitiço de Amor, temos a velhinha história da menina coitadinha (Rita Pereira), que anda numa busca incessante pelo seu príncipe encantado, uma coisa do género Anjo Selvagem, onde o príncipe era José Carlos Pereira, que curiosamente é o mesmo príncipe de Feitiço de Amor.

"E os vilões João? Não falas dos vilões?" É pá, já que insistem assim tanto, vamos lá a isso: todas as novelas têm os vilões e os bons, até aí nada de novo. "Mas e como é que se escolhe quem é vilão e quem é bonzinho João?" Muito simples, meus amigos: o actor que tenha feito de vilão na novela anterior, faz de bonzinho na próxima e vice-versa. Querem exemplos? Paulo Pires, que em Deixa-me Amar, fez de bonzinho, faz agora de vilão (a dobrar) em Olhos nos Olhos. Paula Lobo Antunes, que também fez de santinha em Deixa-me Amar é agora a grande vilã de Flor do Mar. Também temos Nuno Homem de Sá, que anteriormente foi vilão e agora é um homem bom, em Flor do Mar e estes são só uns exemplos...

 

Escrito por: João Cacelas às 16:25
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Mais uma banda de sucesso com garantia TVI

Depois dos sucessos dos DZR'T, dos 4Taste e das JustGirls eis que surge mais uma banda que promete ser um mega-sucesso, com o selo de garantia e qualidade da grande TVI. São o Ramiro, o Zé Abílio, o Raimundo e o Albertino e juntos fazem os Samouco Pensão. O Hemiciclo esteve à conversa com eles:

- O Hemiciclo: Viva pessoal, então como é que começou esta aventura pela música?

- Samouco Pensão (Ramiro): Hello people aí de casa, hello mano do Hemiciclo, é pá, foi uma cena, tipo, muita marada! Tipo altamente, tás a ver? Já agora, eu sou o Ramiro e como sou o vocalista e também o mais bonito e sexy do grupo sou eu que falo contigo, tás a ver? Tipo, fazes as perguntas ao people, mas sou só eu que respondo.

- O Hemiciclo: Ok, mas e como começaram os Samouco Pensão? Foram descobertos nalgum bar? Já existiam como banda? 

- Samouco Pensão (Ramiro): É pá, tipo, foi uma cena, tipo, mesmo marada pá! Tão marada que nem sei se, tipo, possa contar, porque tipo é mesmo marado.

- O Hemiciclo: Pois está bem, mas contem lá então.

- Samouco Pensão (Ramiro): Estávamos a jogar à sueca, e tipo, apareceu-nos um mano tipo, engravatado e perguntou-nos se queríamos ganhar dinheiro, tipo, desconfiámos, porque tipo, pensámos que o mano era rabeta e que queria era que tipo, o pessoal lhe desse um jeitinho a troco de guito, tás a ver a cena? Mas o mano disse que apesar de até não ser má ideia o que ele queria mesmo era pessoal para uma banda de musica e a gente disse: "é pá, então tá bem, que isto de andar a gamar velhas e a gamar bombas de gasolina não dá guita nenhuma", e assim foi.

- O Hemiciclo: Mas e têm formação musical?

- Samouco Pensão (Zé Abílio): O quê? Mas é preciso isso? Tipo a nós só nos disseram que tínhamos que arranjar um look muita cool, falar assim desta maneira tipo, cool, dizer "tipo" algumas dez vezes por cada frase e tipo, e fazer uns gestos tipo, cool e sexy, tás a ver? Ninguém me falou em saber música, porque tipo, eles fazem isso num computador.

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo ó Zé, o que é que eu disse à bocado mano? Só eu é que falo, tipo tás a ver? Daqui a nada levas tipo um murro que ficas tipo inconsistente, que é aquela cena de quem fica tipo desmaiado...

- O Hemiciclo: Ramiro, será que queria dizer inconsciente?

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo, foi o que eu disse, tás a ver? Vê lá se também queres tipo levar um murro, olha que lá por falar tipo desta maneira, continuo a ser um home tipo do Samouco, tipo rijo e danado para a porrada, tipo...

- O Hemiciclo: Ok...mudando de assunto: muita gente diz que vocês não passam de uma cópia dos Tokio Hotel. O que têm a dizer em vossa defesa?

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo, eu acho que isso é tipo, inveja. O que eles queriam era tar aqui. Lá porque fomos todos tipo ao "Doutor, preciso de ajuda" para ficarmos tipo com as caras iguais às dos tipo, gajos do Tokio Hotel e que tenhamos os mesmos tipo, cortes de cabelo e roupas não quer dizer que os andemos a copiar. E lá porque as músicas são iguais, mas em português tipo, isso não quer dizer nada mano. Tipo, é só inveja mesmo, tipo inveja, tás a ver? Até porque tipo, a gente é muito melhor que tipo, os Tokio Hotel. A gente já encheu o pavilhão da Associação Recreativo-cultural do Samouco, coisa que tipo, os Tokio Hotel nunca fizeram. 

- O Hemiciclo: Esse concerto ficará para sempre nas vossas memórias...consideram que foi o vosso ponto alto na carreira, até ao momento?

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo ya, acho que sim, porque tipo, estávamos mesmo muita nervosos e tipo, estavam cerca de 10 pessoas na sala e tipo, a pressão sobre nós era muita, mas tipo acho que correu bem...

- O Hemiciclo: E como é a vossa relação com as fãs? Já deram muitos autógrafos?

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo, é uma relação boa, ainda ontem, tipo tive uma boa relação com duas fãs, tipo muita boas, no geral acho que sim, que tipo, temos boas relações com as fãs, menos o Raimundo que é rabeta.

- O Hemiciclo: Ramiro, você não acha que está a ser algo preconceituoso em relação aos homossexuais?

- Samouco Pensão (Ramiro): Tipo, eu nem sei o que isso é por isso, acho que tipo, que não posso ser tipo, uma cena que não sei o que é, por isso tipo, acho que não.

- O Hemiciclo: Ok, obrigado pela entrevista e muitas felicidades e sucesso para vossa carreira na musica.

E foi a entrevista possível com a nova banda emergente do panorama musical nacional, os Samouco Pensão.

Escrito por: João Cacelas às 13:07
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (6) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

É nisto que eles são bons

Podem dizer o que quiserem sobre o Telejornal da TVI, mas numa coisa ninguém os bate: na quantidade impressionante de sinónimos para a palavra "assaltantes" que aqueles meninos utilizaram em apenas 1 minuto e meio de reportagem. Ei-los: "larápios", "meliantes", "bandidos", "gatunos", "ladrões" e por fim, a cereja no topo do bolo: "amigos do alheio".

Mais tempo de reportagem houvesse e mais sinónimos de "assaltantes" teríamos nós ouvido. E só teríamos ficado a ganhar com isso. Isto sim, é jornalismo. E do bom.

Escrito por: João Cacelas às 14:20
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (24) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

A mentira, a verdade e a aldrabice pura e dura

A RTP 1 vai emitir um programa em que reina a mentira e o "bluff"; a SIC vai ter um onde tem que se contar a verdade e nada mais que a verdade; já a TVI vai ter uma nova grelha de programação baseada numa mentira: dizem que vai ser de qualidade. Onde? Quando? Como? Sob que circunstâncias?

 

tags: , , ,
Escrito por: João Cacelas às 17:12
Ligação directa | Comentar | Os que já comentaram (2) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

Nova raça perigosa

Para além do Cão de Fila Brasileiro, do Dogue Argentino, do Pit Bull Terrier, do Rottweiler, do Staffordshire Terrier Americano, do Staffordshire Bull Terrier e do Tosa Inu, acho que o governo deveria incluir na lista de raças potencialmente perigosas uma nova raça, provavelmente tão ou mais feroz que todas as anteriormente citadas juntas, falo-vos claro está, dos repórteres da TVI.
Ontem, visionei com alguma atenção uma reportagem feita por um jornalista do Canal 4, cujo nome infelizmente não me recordo e cheguei a temer pela integridade física dos entrevistados (cheguei inclusive a temer pela minha própria integridade e pela dos meus boxers), tal era a ferocidade e agressividade da criatura que os entrevistava. Parecia que queria comer os alvos (nos sentido literal) da sua entrevista.
Acho que esse repórter deveria fazer entrevistas açaimado, não vá o sacana do Demo, vulgo Diabo tecê-las. E toda a gente sabe o que o Diabo é capaz de fazer quando as tece.
Escrito por: João Cacelas às 14:34
Ligação directa | Comentar | favorito
|

Californication (ou Californicanço em bom português)

Ontem à noite vi na 2 a série "Californication", aquela que dizem que tem causado muita polémica lá pelos States. A série é engraçada, sim senhor. Gosto muito do personagem interpretado pelo David Duchovny, mas daí a ser altamente polémica vai um grande passo. Nem entendi muito bem o porquê da bolinha vermelha no canto superior direito do ecrã. A série "Os Sopranos", por exemplo, era muito mais violenta, tinha mais cenas de sexo do que esta e não tinha direito a bolinha. Por falar em bolinha, só um pequeno aparte: SE AQUELA MERDA É UM CÍRCULO PORQUE RAIOS É QUE NÓS, ARMADOS EM BESTAS DE CARGA CONTINUAMOS A CHAMÁ-LA DE BOLINHA?!
Esclarecido o aparte, quero prosseguir com a série "Californication", dizendo que já vi telejornais da TVI com mais polémica e mais merecedores de CÍRCULO vermelho no cantinho superior direito do emissor televisivo, quanto mais não seja pelas gralhas e pelo mau jornalismo que por lá se praticam. E um ou outro programa do Goucha também mereciam, tal como a Fátima e a "Tortura Cor-de-Rosa", err, perdão, "Tertúlia Cor-de-Rosa".
Com isto tudo, cheguei a mais uma conclusão: que os americanos são estúpidos, eu já sabia, mas só não sabia que a nação que produz mais filmes porno no mundo, que mostra sexo e violência a torto a direito, de forma gratuita, acha que uma série onde o sexo é uma das principais temáticas é muito polémica. Americanos, não tinha ideia que fossem tão púdicos, pá!
P.S: Achava por bem, um dos 4 canais produzir uma série baseada nesta, deixo aqui sugestões (gratuitas) para possíveis localidades onde a trama se poderia passar: Damafornicanço (Damaia), Chelafornicanço (Chelas), Amafornicanço (Amadora), Santafornicanço (Santarém) e para terminar Arrentelafornicanço (Arrentela). Para mais sugestões de títulos, só pagando, e bem.
Escrito por: João Cacelas às 14:15
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Dramas Mundiais

A opinião internacional tem dado ultimamente grande destaque à causa do Tibete, uma causa muito nobre, sim senhor, têm razão, estou com eles. Tenho achado muito giros os boicotes à chama olímpica e o catano.
Mas tenho que confessar que estou desiludido com a opinião internacional, essa marota. Com a opinião internacional e também um bocadinho com a opinião mundial (há diferenças, onde não sei, mas há), porque no meio desta coisa toda da independência do Tibete da China e dos boicotes à chama olímpica esqueceram-se por completo de uma outra causa que merece também muita atenção por parte da opinião internacional e que, pura e simplesmente, ninguém lhe liga nenhuma. Falo, como é óbvio da independência de Portugal da TVI. As autoridades competentes deviam agir, os mesmos tipos que boicotam chamas olímpicas deviam boicotar as emissões da TVI, mas não!! Ninguém faz nada!! E aqui continuamos nós, portugueses (os ainda decentes, já restam poucos), fortemente oprimidos pelas novelas da TVI e pelo programa do Goucha e pela voz estridente da Júlia Pinheiro (que faz mal aos ouvidos, aquilo é tortura!!), enfim por toda a programação da TVI, que sem qualquer respeito pelos direitos humanos, nos continua a massacrar e a torturar com verdadeiros ataques de estupidez em estado bruto! Sem qualquer respeito pela inteligência do espectador, das suas emoções e dos seus tímpanos (no caso da Júlia Pinheiro). Enfim, sem qualquer respeito pelos direitos humanos, que pura e simplesmente não existem.
Opinião internacional pá, não podes fazer nada para nos ajudares? Boicota lá a TVI, a ver se eles passam a transmitir noutro país... se com a chama resultou... vá lá...
Escrito por: João Cacelas às 18:42
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

"Outra" vez??

A TVI não pára de me desiludir. Desta feita, conseguiram-no com mais uma novela nova. Daquelas à TVI. Do género "vira o disco e toca o mesmo". A especialidade lá do sítio.
Esta nova novela chama-se "A Outra", mas por mim, e creio falar por alguns portugueses que por qualquer razão (boa) não se deixaram ainda afectar pela pandemia novelesca da TVI, poder-se-ia perfeitamente intitular "Mais Outra".
Mais outra novela chata, cheia de intrigas, romance, suspense, invejas, etc... enfim, basicamente, como todas as novelas que passam em horário dito nobre no canal de Queluz.
Porque é que a TVI, em vez de fazer novelas ao ritmo a que o Dom Duarte faz filhos, não se preocupa em fazer coisas mais interessantes? Programas culturais... ah, pois, já têm um programa cultural, o DeLuxe... tenho a certeza que o "Jet-7" não o perde nem por nada.
Mas façam programas didácticos em que possam ensinar português aos espectadores, onde eles aprendam a dizer salsicha, salsichão e chourição.
Esta é uma causa muito discriminada quer ao nível da comunicação social, quer da parte do governo e mesmo por parte da população, que na sua grande maioria não consegue dizer salsicha, salsichão e chourição de forma correcta.
tags: , ,
Escrito por: João Cacelas às 10:29
Ligação directa | Comentar | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008

O Óscar

A malta da TVI, do alto da sua originalidade no que a novelas diz respeito, lá resolveu "matar" mais um personagem de novela, neste caso dos Fascínios " (era mais giro se fosse "Fascinas" e contasse o dia-a-dia de uma empresa de limpezas situada em Queluz-de-Baixo , cheia de intrigas e mistérios à volta de coisas tão importantes como roubos de garrafões de Cif Vinagre, garrafões de 5 litros de lixívia e de rolos industriais de papel higiénico, mas enfim, eles lá sabem...), onde parece que mataram o Óscar. Acho bem e concordo que a TVI queira resolver este mistério e descobrir quem matou esse amigo, mas já agora, vejam se descobrem também quem o banhou a dourado e reduziu o seu tamanho e levou-o para os EUA para se tornar no galardão de uma cerimónia da indústria cinematográfica norte-americana. É uma pergunta muito mais perturbadora do que somente "quem matou o Óscar", isso já está gasto. Mas "quem matou o Óscar, banhando-o a dourado e reduzindo o seu tamanho, transformando-o no galardão de uma cerimónia sua homónima" é uma questão muito mais pertinente, acho...
Mas vejam lá se resolvem o mistério ainda este ano, ok? Porque vocês aí na TVI gostam muito de levar as coisas até ao episódio 5000 e tal e depois a coisa torna-se aborrecida.
tags: , ,
Escrito por: João Cacelas às 09:55
Ligação directa | Comentar | favorito
|

.Os oradores:

.Translator (para coisinhos de outros países e planetas)

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Caso queira pesquisar sobre coisas, assuntos ou temas:

 

.Intervenções mais velhotas, assim a cheirar a mofo:

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Intervenções recentes:

. Manuela Moura Guedes, és ...

. O horóscopo português ou ...

. Coming soon: TvStar Wars ...

. À conversa com Jesus Cris...

. Patinhos

. Uma dissertação acerca da...

. Novelas da TVI: todas dif...

. Mais uma banda de sucesso...

. É nisto que eles são bons

. A mentira, a verdade e a ...

. Nova raça perigosa

. Californication (ou Calif...

. Dramas Mundiais

. "Outra" vez??

. O Óscar

.tags

. todas as tags

.Cuscas e cuscos (ladies first)

Counters
Counters
Creative Commons License
O Hemiciclo by João Cacelas is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.

.O meu e-mail, ou melhor emel. Caso queiram deixar alguma sugestão ou crítica, enviem para aqui:

joao_cacelas@hotmail.com

.subscrever feeds