8 comentários:
De Maria a 13 de Julho de 2009 às 14:41
:D!

Já tinha imaginado diálogos parecidos... E inclusive talvez escreva um post sobre a matéria, mas não sem deixar de incluir o nosso "amigo" Sócrates :D

;)


De João Cacelas a 13 de Julho de 2009 às 18:23
O pior é que há mesmo muitas alminhas que nem preencher a candidatura sabem e não me admira nada que muitos não saibam o que é um aluno ordinário. ;)


De Bruno Micael a 13 de Julho de 2009 às 19:08
Também caramba!

Os alunos da minha escola, da área de ciências, só estudam, só estudam e não davam erros destes... Mas acredito que os das Novas Oportunidades davam =D.



De João Cacelas a 13 de Julho de 2009 às 19:35
Caro Bruno, nunca julgues as pessoas pela área ou pelo tipo de ensino em que estão.
E convenhamos que, actualmente, não há grande diferença, a nível de dificuldade, entre as N.O e os exames do secundário.
Como compreendes, isto é um exagero (apenas a parte da medissina e da enjenharia), mas é um exagero propositado porque na realidade acontecem coisas destas e aposto o que quiseres em como boa parte dos candidatos não sabe o que é um aluno ordinário e vai ter que perguntar a um colega.
Nota: a inteligência ou capacidade de uma pessoa não se mede pela quantidade de estudo da mesma. Estudar muito não é sinónimo de inteligência mas sim de boas notas. Regra geral, os ditos "marrões" chegam ao Ensino Superior e afundam-se como autênticos submarinos. Porquê? Porque se limitam a decorar a matéria em vez de a entender, esquecendo-a poucas semanas após os testes ou exames.


De Hugo a 13 de Julho de 2009 às 20:41
Basta dar uma breve vista de olhos por grande parte dos blogues para se perceber isso mesmo.


De João Cacelas a 13 de Julho de 2009 às 21:40
Já nem vou falar nos "k" e "x". Mas as trocas dos "há" com os "à" e vice-versa, entre outras pérolas corroboram perfeitamente a minha teoria.


De Treze a 14 de Julho de 2009 às 17:31
É a antecipação ao Acordo... Escreve-se da forma que for mais fácil e mais convier :D


De João Cacelas a 14 de Julho de 2009 às 20:21
É a bela da lei do menor esforço possível. :)


Acha este texto mais ou menos aceitável? Então comente!